Um dos passos essenciais de uma viagem é a hora de fazer a mala. E, quando se trata da bagagem em avião, surgem as dúvidas.

O que levar? Qual é o limite de peso? Devo despachar algum volume ou é melhor ter só uma bolsa de mão? Qual é o tamanho permitido? Quais são as regras para destinos nacionais e internacionais? Posso carregar meu bichinho de estimação comigo?

As incertezas são muitas, certo? Por isso, elaboramos este texto para esclarecer essas questões e muitas outras. Continue acompanhando!

1. Como devo preparar a minha mala?

Primeiramente, é preciso ter um planejamento. Considerar as suas necessidades, conferir qual é o clima do destino e verificar a quantidade de dias da viagem são alguns questionamentos que vão ajudar você a se preparar melhor.

Escolha calçados confortáveis que possam ser usados mais de uma vez e viaje com um par deles nos pés. E não se esqueça de reservar um espaço vazio para quanto for retornar. Afinal, fazer compras e adquirir lembrancinhas é uma prática comum.

Depois de definir a hospedagem e o que você precisa levar, é hora de identificar qual é a mala ideal e conhecer as regras para viajar com bagagem em avião. Assim, você vai garantir um trajeto tranquilo, sem sustos ao chegar no destino final.

2. Qual bagagem é permitida em avião?

Desde maio de 2017, é permitido que a bagagem de mão dos passageiros tenha até 10 quilos. Além dessa quantidade, paga-se um valor extra por cada volume despachado.

Mas o que é autorizado levar dentro da mala? Roupas, calçados e objetos pessoais são os exemplos mais comuns. Já os equipamentos musicais, esportivos e medicamentos são reconhecidos pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) como transporte especial.

Para levar itens como tacos de golfe, vara de pescar, televisão, mochila de alpinismo, prancha de surfe ou kitesurf e equipamentos de mergulho, é preciso consultar a companhia aérea com antecedência. Dependendo do comprimento e do peso, pode haver uma taxa adicional, que costuma passar de R$ 150 ou ser cobrada por quilo em voos de carga. Caso os objetos não se enquadrem nas regras ou a companhia interpretar que eles causam risco ao voo, o transporte desses elementos pode ser recusado.

Há coisas que podem ser levadas apenas na bagagem de mão e outras somente na registrada. Mas muitos objetos são aceitos nas duas situações. Mesmo assim, os agentes de segurança do aeroporto têm autonomia para solicitar a remoção de quaisquer itens da bagagem, seja de mão ou registrada.

Confira alguns exemplos de objetos permitidos e modos de transporte.

2.1 Cosméticos

É permitido o transporte em bagagem registrada e na de mão, em embalagens de até 100ml, os seguintes cosméticos:

  • esmalte ou removedor de unhas (com exceção de inflamáveis);
  • óleos de banho e loções hidratantes;
  • pasta de dentes ou enxaguante bucal;
  • removedor de maquiagem;
  • shampoo, condicionador, sabonete e gel;
  • gloss, base líquida e rímel.

2.2 Equipamentos esportivos e de lazer

O único objeto esportivo permitido na bagagem de mão são bolas de boliche. Os demais, como skate, patins, tacos de golfe, hóquei no gelo, bastões de esquis e vara de pesca devem ser despachados. Mais à frente, vamos elencar quais são os itens esportivos que têm franquia, os que são levados com a cobrança de uma taxa e os que não podem ser transportados.

2.3 Bagagem especial

Equipamentos como esquis, pranchas de surfe, windsurf, kitesurf e snowboard não podem ser transportados na bagagem de mão. Essa mesma regra vale para bicicleta, carrinho de bebê e equipamento de mergulho. É permitido levar instrumentos musicais a bordo, dependendo das suas dimensões. Flores também se enquadram nessa categoria.

Regras da Azul

Os itens da Bagagem Especial podem ser transportados gratuitamente ou com a cobrança de uma taxa no valor de R$ 150. A companhia também rejeita alguns objetos. Entenda os detalhes para voos nacionais a seguir.

Fazem parte da franquia da bagagem:
  • 1 televisor ou monitor de até 26 polegadas com peso inferior a 32 quilos;
  • mochila de tacos de golfe;
  • equipamentos de hóquei;
  • equipamento de camping e barraca;
  • mochila de alpinismo;
  • sacola de boliche;
  • saco de dormir;
  • raquete de tênis;
  • vara de pescar;
  • skis aquáticos;
  • arco e flecha;
  • snowboard.
Cobrada taxa de serviço de R$ 150:
  • 1 televisor ou monitor entre 26 e 64 polegadas com peso até 45 quilos;
  • equipamentos de mergulho;
  • prancha de stand-up paddle;
  • prancha de surfe;
  • kiteboard;
  • kitesurf;
  • waveski;
  • bicicleta;
  • dardos.
Não serão aceitos para despacho:
  • televisores ou monitores acima de 64 polegadas ou com peso acima de 45 quilos;
  • windsurf;
  • caiaques;
  • pole vault (salto com vara);
  • canoas;
  • botes.

2.4 Dispositivos eletrônicos

Viagem e fotos são duas coisas que combinam muito bem, não é mesmo? Máquina fotográfica e celular são fundamentais para registrar as experiências no destino. Esses dois itens, assim como acessórios de fotografia sem extremidades pontiagudas podem ser levados nos dois tipos de bagagem. GPS, notebook, tablet, mp3 e mp4 players também são válidos.

Equipamentos de beleza como chapinha, secador ou babyliss também são permitidos na bagagem.

2.5 Alimentos e bebidas

Bolos, biscoitos, barrinhas de chocolate, queijos, verduras, frutas, carne embalada e temperos em pó podem ser transportados. Mas, para levar iogurte e temperos orientais na forma líquida, é preciso um pouco de cuidado. Eles são permitidos na bagagem de mão caso estejam em pacotes de até 100ml ou na mala despachada.

Caso a sua viagem seja para o exterior, você deve ficar atento às regras do país, pois alguns itens podem ser proibidos.

3. O que não é permitido levar?

Por razões de segurança, as normas internacionais determinam os itens autorizados e os proibidos na aeronave. Alguns deles podem ser levados apenas na bagagem despachada. Entretanto, no momento do check-in você deve observar a lista de restrições e informar ao atendente caso esteja com algum objeto de transporte restrito.

Você pode portar objetos como sapatos de salto alto, alicates e lixas de unhas tranquilamente (desde que sua “lâmina” seja menor que 6 centímetros). Outros elementos como navalha, lâmina de barbear, agulhas de tricô ou crochê, depiladores, facas, tesouras, bisturis, seringas, saca-rolhas e picadores de gelos podem estar presentes apenas na bagagem despachada.

Ferramentas também podem viajar, mas não devem ser levadas a bordo, apenas em malas despachadas. Confira alguns exemplos:

  • ferramentas universais;
  • cabos de aço;
  • martelos;
  • canivetes;
  • furadeira;
  • chaves de fenda;
  • machados de gelo.

Armas só são aceitas na bagagem despachada, com a comprovação da autorização de uso. O transporte deve ser declarado no momento do check-in. Essa recomendação é voltada para armas como pistolas, munições, balas, cartuchos, espingardas, estilingues, maçaricos e armas utilizadas em artes marciais.

Itens proibidos

Itens como materiais explosivos e inflamáveis, além de substâncias químicas e tóxicas, são expressamente proibidos: detonadores, granadas, gás, combustível líquido, fogos de artifício, extintores de incêndio, ácidos, venenos, gases comprimidos e materiais radioativos, por exemplo.

Na Azul Linhas Aéreas, alguns outros objetos específicos também são proibidos. São eles:

  • caiaques;
  • asa-delta;
  • equipamentos de grande cubagem;
  • hoverboard (skate elétrico).

4. Qual é o peso máximo da bagagem?

Existem regras quanto ao tamanho e o peso da bagagem de mão e da despachada, além das taxas. Atualmente, nas viagens nacionais, você pode levar uma bolsa de mão com o peso máximo de 10 quilos e tamanho máximo de 115 centímetros, considerando altura, comprimento e largura. Lembre-se de que o tamanho inclui todos os elementos do objeto: rodas, puxadores e alças.

No próprio aeroporto existe uma caixa como modelo para você comparar os tamanhos. A sua mala tem que caber dentro dessa caixa com um pouco de folga, do contrário ela será despachada.

É preciso ter atenção na compra da passagem, porque algumas tarifas não incluem bagagem despachada, a menos que você compre de forma isolada. Por isso, consulte as regras e verifique todos os detalhes antes de realizar a compra.

A bagagem despachada, também chamada de registrada, é a que vai no compartimento de carga da aeronave. Ela é entregue pelo passageiro à companhia no momento do check-in e devolvida após o desembarque, na esteira. O Brasil permite que sejam despachadas as bagagens de até 23 quilos. Os valores e quantidade variam de acordo com a empresa aérea contratada.

Regras da Azul

A Azul Linhas Aéreas tem duas categorias de bilhetes: a Azul e a Mais Azul. A segunda opção inclui a franquia de 23 quilos para bagagem despachada. Já na categoria Azul, o passageiro vai economizar no valor da tarifa e pode escolher pela compra ou não do serviço.

Caso opte pela mala despachada, ele pode incluir os 23 quilos de bagagem a a qualquer momento. Realizando essa operação pelo site, call center ou aplicativo, ele vai pagar R$ 50 (no aeroporto, a taxa é de R$ 60). Se a cota dos 23 quilos for ultrapassada, será cobrada uma taxa por quilo excedente.

Viagens internacionais

Em geral, nas viagens para o exterior, o passageiro tem direito a levar bagagem de mão de até 10 quilos na classe econômica. Já nas categorias executiva e primeira classe, são permitidas duas bolsas de mão. Mas antes de tudo você precisa verificar todas as informações da companhia aérea, a categoria do voo e o país de destino, pois em alguns casos pode não existir franquia e a contagem será feita por peso ou por peça.

Excesso de bagagem

O ideal é que você compre a bagagem extra no ato da reserva da passagem aérea, pois normalmente o excesso de peso tem um valor maior quando é comprado de maneira isolada, direto no aeroporto.

5. Em voos com conexão, onde pego a bagagem despachada?

Normalmente, as bagagens despachadas são entregues no saguão de desembarque, transportadas na esteira. A numeração da esteira é informada aos passageiros ainda no avião, logo após o pouso. Para evitar confusões, o painel eletrônico indica tanto o número do voo quanto a cidade e o aeroporto de onde ele saiu. O tempo de espera para recolher a bagagem deve ser de, no máximo, 45 minutos.

Em casos de voos com conexão, o procedimento é diferente. Por mais que o tempo de espera na conexão seja demorado, a bagagem só será entregue no aeroporto do destino. Lembre-se de verificar o estado dos seus pertences. Se houver algum dano ou extravio, você deve comunicar à companhia imediatamente para que o caso seja solucionado o quanto antes.

6. Se a bagagem for extraviada, o que devo fazer?

Quando você compra um bilhete aéreo, você também está adquirindo o contrato de um serviço. Esse é um dos motivos pelos quais não é possível repassar a sua passagem para outra pessoa. Em caso de descumprimento de alguma das partes, a justiça pode ser acionada. Um dos itens que fazem parte desse contrato é a bagagem, e o transporte dela é de responsabilidade da companhia.

Caso a sua bagagem seja danificada ou extraviada, você deve informar à empresa na chegada ao aeroporto de destino. Para isso, você pode ir até o balcão da empresa ou procurar algum agente representante.

O dano ou extravio parcial tem prazo de notificação de até 7 dias. Quando houver perda ou extravio total, o prazo é de dois anos. As despesas referentes à aquisição de itens de substituição devido ao extravio ou atraso de entrega devem ser solicitadas até 21 dias após a data do recebimento da bagagem.

As companhias aéreas não se responsabilizam por perdas ou danos em artigos de valor que não forem notificados com antecedência.

O valor máximo de indenização varia entre U$ 20 por cada quilo de bagagem ou 150 Obrigações do Tesouro Nacional (OTN). Para evitar situações como estas, previna-se com aquisição de um seguro de viagem e fique tranquilo quanto à integridade de seus pertences.

7. Como funciona a bagagem de mão?

Bagagem de mão é aquela transportada pelo passageiro a bordo, levada na cabine do avião sem cobrança de frete ou outra tarifa. Depois da mudança nas regras, o limite de peso permitido para a mala de mão é de 10 quilos e a soma das medidas de largura, altura e profundidade deve ser de, no máximo, 115 centímetros. Geralmente apenas uma peça por pessoa é aceita.

Na bagagem de mão você pode guardar as coisas que precisam de fácil acesso, como documentos, dinheiro, eletrônicos, chaves e remédios. É recomendável manter os itens frágeis ou de valor junto com você, pois nessa situação a maioria das companhias aéreas não se responsabiliza por perdas ou danos de objetos.

Bolsas, mochilas e malas pequenas são ideais para esse fim. Mas tenha atenção porque a segurança desses volumes é de sua responsabilidade. Fique de olho para que ninguém mexa ou leve seus pertences sem a sua autorização.

Caso viaje com bebês, informe-se na empresa aérea se ela permite portar um volume adicional na cabine. Se não for o caso, organize os itens do bebê dentro da sua própria bolsa de mão. Algumas transportadoras aumentam o limite de peso para passageiros da classe executiva e da primeira classe.

8. Posso levar líquidos, remédios e aerossóis em voos?

Essa é uma dúvida comum entre os tripulantes. A resposta é muito importante para que não seja violada nenhuma lei ou que algum objeto ameace a segurança do voo. As legislações e recomendações são diferentes em cada país e aeroporto de embarque. Em viagens internacionais, as restrições são maiores.

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) determina que todos os líquidos e similares (creme, gel, aerossol e pasta) devem ser conduzidos em recipientes com capacidade de até 100ml. Esse volume não pode exceder 1 litro. Em voos internacionais, os líquidos precisam ser embrulhados em um saco plástico, com vedação do tipo ziploc. Essa embalagem deve ter, no máximo, a dimensão de 20 centímetros de largura por 20 centímetros de altura. Ela pode ser adquirida no próprio aeroporto, com o custo aproximado de R$ 10.

Medicamentos líquidos e alimentos nutricionais em quantidades superiores a 100ml só podem ser transportados com receita médica e quando forem indispensáveis ao passageiro por razões de saúde durante a viagem. Esses itens precisam ser apresentados ao agente de segurança.

9. É possível levar o animal de estimação no voo?

Sim, é possível! Viajar de avião com animais está mais simples e acessível, você só precisa consultar a companhia aérea com antecedência para informar-se sobre as regras e custos do serviço. Depois, é só se planejar e adaptar o animal para o trajeto.

Quem tem um cão ou gato sabe que ele é parte da família e faz falta no seu dia a dia. Então, por que não levá-lo com você? Acompanhe algumas recomendações para garantir a segurança e o conforto do animal.

Prepare o pet

Reflita se o seu bichinho de estimação é amigável, se ele se assusta com facilidade, se já esteve em algum meio de transporte pelo período de 30 minutos a 1 hora e se ele está acostumado a andar dentro da caixinha. Essas informações são importantes para avaliar o comportamento do animal e mensurar o seu nível de aceitação com um voo.

Leve o cão ou gato no veterinário

Apenas um profissional especializado é capaz de garantir a segurança e o conforto do animal. Por isso, procure um médico veterinário de sua confiança para que ele avalie o estado de saúde do seu bichinho. Se necessário, peça orientações sobre medidas preventivas e atividades que vão melhorar a aceitação do pet com a aeronave.

Aproveite a visita para fazer um check-up e dar a vacina antirrábica — exigida pela Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro), do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para animais com mais de 3 meses de idade. O certificado de vacinação deve ser apresentado no dia do embarque, com atestado emitidos no máximo 10 dias antes da data.

Esse certificado precisa conter:

  • o nome e tipo de vacina;
  • o nome do laboratório produtor;
  • o número da vacina ou ampola utilizada;
  • o prazo de validade.

Em viagens internacionais, a companhia aérea pode exigir outras vacinas além da antirrábica e até um período de quarentena. Para conhecer as regras, consulte a Embaixada ou o Consulado do país de destino.

Informe-se sobre as normas da empresa aérea

A caixa de transporte deve atender às exigências da companhia contratada. Coloque uma plaquinha com os seus dados e do animal no objeto para facilitar a identificação. Antes de comprar a passagem, verifique as normas para carregar animais com você.

Confira as regras da Azul Linhas Aéreas Brasileiras:

  • será cobrada uma taxa de R$ 250 a US$ 100 por trecho percorrido pelo animal;
  • as regras de embarque determinam que não são aceitos pets em voos internacionais;
  • para voar, o cão ou gato precisa ter idade mínima de 4 meses;
  • cães-guias podem viajar gratuitamente;
  • só serão permitidos três animais domésticos por voos (cães ou gatos);
  • o peso do animal e da caixa de transporte não pode ultrapassar 5 quilos;
  • o pet vai ficar na cabine, pois não são aceitos animais no porão;
  • o cliente deve entrar em contato com a empresa em até 24 horas antes do voo para reservar o serviço;
  • a companhia limita apenas um pet por passageiro e por embalagem;
  • a caixa de transporte deve obedecer as seguintes dimensões: 20 centímetros de altura, 31,5 centímetros de largura e 43 centímetros de comprimento.

Cuidados extras

Se o voo tiver conexão ou atraso, seu bichinho não ficará desamparado. Os funcionários da empresa são responsável por alimentá-lo e dar água. A hidratação é muito importante antes, durante e após o voo. Leve brinquedos para entreter o bichinho e deixe uma peça de roupa com o seu cheiro dentro da caixinha para que ele se sinta mais à vontade.

Lembre-se: mesmo que o animal viaje com você na cabine, ele não vai poder ir no seu colo. A caixa de transporte ficará fechada e abaixo da sua poltrona durante todo o trajeto. Ao desembarcar, coloque-o no seu colo e ofereça carinho para que ele se acalme e se acostume, aos poucos, com o novo ambiente.

Depois de conhecer todas as recomendações acerca da bagagem em avião, você já está pronto para embarcar. Caso surja alguma dúvida, procure a empresa aérea contratada e tenha uma viagem tranquila, livre de preocupações.

Gostou do nosso conteúdo? Então compartilhe este post nas suas redes sociais para que seus amigos também saibam tudo sobre bagagem em avião!