Comprar uma passagem para Boa Vista nunca esteve nos seus planos de viagem de férias? Pois apostamos que agora você vai querer voar para a cidade já na próxima temporada!

Neste post, explicamos tudo sobre a cidade: sua história, quais atrações você encontrará por lá, onde se hospedar, e por que é considerada um destino bacana para viagens em família. Ficou curioso? Confira!

Por que visitar Boa Vista

Capital e município mais populoso de Roraima, Boa Vista é a única capital do Brasil acima da linha do Equador. Por isso, o clima costuma ser quente o ano inteiro, com pouca diferença entre as temperaturas mínimas e máximas. Isso torna a cidade muito agradável para férias em qualquer período, e você vai poder aproveitar praias de rio, parques aquáticos e muito mais.

Também é uma cidade tranquila para se viajar em família. A facilidade de acesso a serviços e gastronomia, principalmente para quem se hospeda perto do centro, encanta os turistas. E a proximidade com a cultura indígena faz desse destino um dos mais interessantes para quem quer vivenciar um pouco dos hábitos de povos nativos que deu origem ao Brasil.

Nos costumes e, principalmente, na culinária, com pratos repletos de referências a preparos indígenas, dá para se cercar dessa cultura riquíssima. Ou seja, é um destino imperdível, que reúne tranquilidade, contato com a natureza e cultura brasileira.

História da cidade

A história da capital se confunde com a história do estado, pois foi esta região também a primeira a crescer e se desenvolver como cidade em toda a Roraima. Boa Vista se originou na sede da Fazenda Boa Vista do Rio Branco, estabelecida às margens do rio em meados do século XIX.

Ao redor da fazenda, começou a surgir um pequeno povoado, inicialmente chamado de Freguesia de Nossa Senhora do Carmo — uma das igrejas mais antigas da cidade ainda leva esse nome. Em 1890, o povoado já era uma vila, e em 1926 passou a ser município, adotando o nome Boa Vista.

Hoje, a antiga sede que deu origem a toda a cidade é um restaurante chamado Bar Meu Cantinho, e pode ser visitado pelos turistas.

O que fazer

Praça das Águas

Um dos principais cartões-postais de Boa Vista é o espaço ideal para fazer uma caminhada noturna com a família. Os moradores da cidade costumam utilizar a praça para lanches, passeios e convivência. Pois ela oferece variedade de barraquinhas com lanches e, nas imediações, você encontra diversos restaurantes.

Localizada no centro de Boa Vista, também é abriga um circuito de fontes e chafariz com jatos de águas sincronizados e iluminados com diferentes tons de cor, que reagem com a sinfonia da música tocada em caixas acústicas. O espaço também conta com internet e torres de alimentação solar, para fornecimento de energia para carregadores de celular.

Igrejas

Pelo menos três construções podem entrar no seu roteiro de passeio por Boa Vista. Confira nossas sugestões abaixo.

Igreja Matriz de Nossa Senhora do Carmo do Rio Branco

Considerada uma das igrejas mais bonitas da cidade. Foi restaurada recentemente e, à noite, é iluminada por luzes coloridas que deixam o cenário ainda mais bonito.

Igreja de São Sebastião

Uma das mais antigas da cidade, também foi restaurada recentemente. Um dos marcos da história da de Boa Vista, encanta pelo charme da construção.

Igreja Catedral do Cristo Redentor

Localizada na Praça do Centro Cívico, a Catedral Cristo Redentor foi construída em 1972, com arquitetura inspirada em três símbolos: uma maloca indígena, uma harpa e um navio.

Praça do Centro Cívico

Comece seu passeio por Boa Vista na Praça do Centro Cívico, que é arborizada e bem planejada. Ali se concentram os prédios dos três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. Também é um ponto de referência caso você se afaste do centro da cidade e precise retornar.

Orla Taumanan

Grande estrutura suspensa às margens do Rio Branco, na Orla Taumanan você pode passar a tarde e se programar para assistir ao pôr do sol. Tranquila e bem planejada, conta com parquinho para levar as crianças, opções de bares e restaurantes e, em alguns dias, música ao vivo para quem passeia por ali. Também se transformou em outro dos cartões-postais de Boa Vista, com a paisagem para o Rio, que rende ótimos registros.

Monumentos

Boa Vista também é conhecida por ser uma cidade repleta de monumentos. Em um passeio rápido pelo centro, você consegue visitar todos. Vale se programar para fazer isso em, pelo menos, um dia da sua estadia na capital de Roraima. Conheça os principais monumentos abaixo.

Monumento ao garimpeiro

Principal monumento de Boa Vista, é uma homenagem aos garimpeiros, responsáveis pelo desenvolvimento da região. Fica no centro e pode ser visitado durante uma das caminhadas pela cidade.

Monumento aos pioneiros

Construído pelo artista plástico roraimense Luiz Canará, mistura elementos da cultura local, com suas tradições indígenas e costumes vindos de diferentes povos que ali habitaram. Esculpido em concreto, os rostos do monumento parecem sair da parede. Não deixe de fazer um registro.

Portal do Milênio

Construído em 1999, fica na Praça das Águas e marca a virada do milênio no ano 2000. Cartão-postal para tirar fotos e apreciar a paisagem.

Igarapé Água Boa

Igarapés são cursos d’água bastante comuns na Bacia Amazônia, geralmente formados por um braço longo e estreito de rio. Percorrem o interior das matas e, em alguns deles, é possível se banhar, pois costumam ser rasos. Vale a pena passar a tarde em um dos igarapés próximos de Boa Vista.

No Igarapé Água Boa, há espaços para colocar redes e relaxar durante o dia. Conta com mesas e churrasqueiras para quem quer fazer um bom churrasco em família, e pode ser utilizado também por quem gosta de acampar.

Aquamak

A cerca de 34 quilômetros de Boa Vista, o Aquamak possui várias atrações para adultos e crianças. Por isso, é uma boa pedida para quem viaja em família. Oferece facilidades como estacionamento, restaurante e loja de conveniência.

Na área do parque, conta com piscina rasa para crianças menores e bebês, parque aquático infantil, bar molhado e lago. Passar o dia ali é certeza de diversão para todos. Você também pode optar por se hospedar na pousada que fica ao lado do parque, a cerca de 200 metros.

Eco Park

Distante cerca de 30 quilômetros da capital, o Eco Park é outra opção interessante para famílias. Possui cabanas dentro do complexo, que oferecem todas as facilidades de um hotel, como frigobar, ar-condicionado e televisão.

Piscinas infantis e para adultos, restaurantes, mesas sombreadas, espaço para descansar com os amigos e a família, tobogãs, sorveteria e outras atrações são algumas das estruturas disponibilizadas pelo parque.

Parque Nacional do Monte Roraima

Atração afastada de Boa Vista, fica a cerca de duas horas de carro da cidade. Para acessar o local, é interessante buscar orientação com agências de viagens especializadas.

O monte costuma ser visitado por mochileiros e pessoas que gostam de caminhadas e trilhas. A vista é espetacular e, se você e sua família gostam de aventuras, vale a pena estender a viagem e passar um dia no parque.

Onde se hospedar

Se você pretende passar sua estadia em Boa Vista sem automóvel, sugerimos que procure um hotel no centro. Como a maioria dos pontos turísticos e monumentos é próximo dessa região, você vai ter facilidade em se deslocar e encontrar restaurantes e bares.

Mas se você planeja alugar um carro quando chegar à cidade, não precisa dar preferência ao centro, e pode optar por bairros com preços mais em conta. Abaixo, saiba mais um pouco sobre cada região de Boa Vista.

Centro

Área privilegiada para quem está sem locomoção própria na cidade. Fica próxima dos principais pontos turísticos, como monumentos, igrejas e a Praça das Águas, com opções de restaurantes e bares. A maior parte dos hotéis também está concentrada na região — quanto mais próximos da Praça, melhores e maiores os preços também.

São Vicente

Fora do centro da cidade, São Vicente é um bairro vizinho que também conta com opções de hospedagem, geralmente mais em conta para quem quer economizar. A oferta de hotéis não é tão diversificada, então você terá poucas opções para escolher.

Região do Aeroporto

Como em Boa Vista o aeroporto é próximo de centro (cerca de 3,5 quilômetros), essa região pode ser uma boa escolha caso você esteja de passagem pela cidade e vá ficar por poucos dias. Não dá para se deslocar até os pontos turísticos a pé, mas você ainda vai estar próximo para pegar um táxi, por exemplo.

Outra vantagem é que bem perto do Aeroporto Internacional de Boa Vista está localizado o Shopping Pátio Roraima, com variedade de serviços e lojas que podem auxiliá-lo durante a estadia.

Região do Parque do Mirandinha

Opção para quem quer ficar longe do burburinho do centro e próximo das praias que aparecem no Rio Branco na época de seca. Escolha esse bairro se você procura por mais paz e tranquilidade. A desvantagem é que não tem tantos serviços e opções de gastronomia quanto na região da Praça das Águas, por exemplo.

Clima de Boa Vista

Quem gosta de calor não terá problemas em Boa Vista. Por estar em uma área equatorial, o município dificilmente vai registrar temperaturas abaixo dos 20°C.

Além disso, a amplitude térmica (diferença de temperatura máxima e temperatura mínima registradas em um determinado período de tempo) é muito pequena. As mínimas ficam entre 24°C e 25°C, e as máximas entre 31°C e 34°C.

Um ponto de atenção é a época de chuvas, concentrado entre os meses de maio a agosto. Em abril e setembro ainda chove um pouco, mas bem menos. E outubro a março é considerado período de seca.

Quando ir a Boa Vista

Como faz calor praticamente o ano todo, você não precisa se preocupar em ir no verão ou no inverno. Recomendamos apenas que observe (e evite, se puder) os meses com chuvas mais recorrentes. Isso pode atrapalhar um pouco a viagem porque as praias ao longo do Rio Branco costumam aparecer apenas no período de seca, isto é, quando não chove tanto e o rio baixa.

O que levar na mala

Priorize roupas e calçados leves, que não comprometam seu conforto ao fazer os passeios pela cidade. Mesmo sendo bem ventilada, por ficar às margens de um rio e não ter prédios muito altos, Boa Vista ainda é quente.

Coloque na sua mala camisetas frescas, regatas, vestidos, shorts, meias arejadas, tênis confortáveis e boné. Vale também caprichar no protetor solar, já que a maioria dos passeios é ao ar livre.

Roteiro de 4 dias em Boa vista

Dia 1

No primeiro dia, aproveite para conhecer a cidade! Visite o centro histórico, passe pelo Parque das Águas, conheça todos os monumentos. Aproveite para se localizar em relação ao seu hotel, assim sua viagem nos próximos dias vai ficar muito mais tranquila.

Dia 2

Agora que você já está familiarizado com Boa Vista, que tal curtir as atrações fora da cidade? Vá até um dos parques aquáticos e passe o dia com a família por lá.

Dia 3

No dia 3, recomendamos uma ida até o Parque do Monte Roraima. Se não achar interessante, aproveite uma das praias que se formam à beira do Rio Branco.

Dia 4

Último dia! Hora de dar uma boa volta de barco e passar a tarde em um dos igarapés. Você terá uma experiência única, se banhando em meio à floresta amazônica.

Passagem para Boa Vista

Como faço para encontrar minha passagem para Boa Vista? Hoje, o Aeroporto Internacional é destino de várias cidades, como Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Manaus…Com conexão ou direto, você pode sair de qualquer lugar do país e conseguirá aterrissar em Boa Vista com tranquilidade. Sem falar nos preços das passagens, que podem ser parcelados em até 12 vezes, o que vai tornar suas férias muito mais em conta!

Deu para ver que Boa Vista não é apenas mais uma capital qualquer. Com as atrações que a cidade proporciona, torna-se especialmente interessante para quem deseja curtir férias tranquilas e cheia de divertimento. Ótima escolha também para quem viaja em grupos, seja com amigos ou com as crianças!

Com tantos atrativos, a capital de Roraima já deve ter entrado na sua lista de desejos de férias, certo? Confira preços e horários de passagem para Boa Vista!