Fundada em 1917, Chapecó era habitada apenas por índios Kaingang quando os primeiros tropeiros e imigrantes começaram a cruzar a região. Hoje, o município do oeste catarinense possui cerca de 180 mil habitantes e é a capital brasileira da agroindústria e turismo de negócios.

Porém, nos últimos anos o turismo de lazer vem ganhando cada vez mais espaço. Isso se deve, principalmente, ao fato da cidade dispor de uma excelente infraestrutura hoteleira e um aeroporto com voos para os principais centros urbanos. Com temperatura média de 25ºC durante o ano, o clima subtropical proporciona passeios agradáveis pelos monumentos, balneários e belezas naturais do local.

Já comprou sua passagem para Chapecó? Trouxemos um texto para ajudar a montar o seu roteiro de viagem. Confira!

Arena Condá

A história da arena onde treina o famoso time da Associação Chapecoense de Futebol pode ser contada em 3 fases. Em 1973, foi inaugurado o campo de futebol para que os jovens desportistas da região tivessem um lugar para disputar as partidas.

Posteriormente, o local foi batizado de Estádio Regional Índio Condá, cujo nome é uma homenagem a um importante cacique da tribo Kaingang. Devido à necessidade de se ter um espaço mais confortável para os torcedores, em 2009, parte do estádio foi demolido para a construção de novos setores.

Hoje, a Arena Condá tem um campo de 8.428,35 m² e capacidade para 25 mil visitantes. Localizado no centro de Chapecó, ele é uma excelente opção de passeio tanto para os que amam futebol quanto para aqueles que apenas desejam conhecer um pouco mais da história da cidade.

Balneário de Águas Termais

Situado no Distrito de Marechal Bormann, o balneário — também chamado de Estância das Águas — oferece aos turistas águas termais e sulfurosas com temperaturas que chegam a 43ºC.

O espaço dispõe de uma boa infraestrutura, sendo assim uma ótima alternativa para famílias que querem aproveitar o dia em meio à natureza. Quer saber mais sobre o que ele oferece? Confira abaixo uma lista com as suas comodidades:

  • 5 piscinas termais;
  • lago para pesca;
  • parque infantil;
  • conjunto de toboáguas;
  • quadras poliesportivas;
  • recanto ecológico para caminhada;
  • área arborizada para relaxar;
  • parque com churrasqueiras;
  • restaurante;
  • lanchonete;
  • hotel;
  • área de camping;
  • estacionamento privativo.

O acesso se dá pela rodovia 480 que liga Chapecó ao Rio Grande do Sul, estando apenas a 12 quilômetros de distância do centro da cidade. Por isso, vale muito a pena separar um dia da viagem para conhecer este paraíso das águas termais!

Vale do Rio Uruguai

Com certeza, você já ouviu falar do Rio Uruguai, afinal, ele é um dos rios mais importantes do Brasil e também de países vizinhos, como o Uruguai e a Argentina.

Apesar de ser um rio extenso — com cerca de 1.000 quilômetros de comprimento — pouquíssimos trechos são utilizados para navegação. Isso se deve à grande quantidade de corredeiras e hidrelétricas presentes na região. Porém, o que não falta no Vale do Rio Uruguai são atrações turísticas para quem deseja contemplar a natureza. Quer saber mais sobre elas? Então, continue a leitura!

Trilha do Pitoco

Situada na Linha Alto Capinzal — distante 28k do centro de Chapecó — a Trilha do Pitoco é um dos principais pontos de ecoturismo de Santa Catarina.

O atrativo natural é composto por belas paisagens e 5 cachoeiras, que variam entre 8 e 45 metros de queda d´água. Logo na primeira já é possível nadar em uma piscina natural com água clara e limpa. Em seguida, é percorrido cerca de 3 quilômetros de trilha cujo destino final é um recanto ecológico utilizado para prática de rapel. A vista do alto do paredão é de tirar o fôlego!

Mirante da Ferradura

A estrada que dá acesso à comunidade do Alto Capinzal caracteriza-se pela paisagem exuberante, rústica e repleta de araucárias. No local é possível vivenciar um pouco da história do ciclo da madeira, bem como dos primeiros moradores de Chapecó.

Descendo um pouco mais pela estrada de chão encontra-se o Mirante da Ferradura. Neste refúgio natural os visitantes podem observar e admirar toda beleza do Vale. Dependendo das condições climáticas, você ainda assistirá aos primeiros raios de sol em meio à névoa que sobrevoa as águas. Imperdível!

Monumento O Desbravador

O monumento O Desbravador é uma homenagem aos primeiros colonizadores que ajudaram a construir Chapecó. Inaugurada em 1981, a obra — do artista plástico Paulo de Siqueira — tem 14 metros de altura e pesa 9 toneladas.

Ela é composta pela figura de um gaúcho segurando um machado na mão direita que simboliza o trabalho. Por sua vez, a mão esquerda carrega um louro que representa as conquistas dos desbravadores. Em sua base encontra-se o posto de informações turísticas onde você pode tirar dúvidas sobre os passeios.

Localizado no centro da cidade, o monumento é o cartão-postal oficial do município e um dos pontos turísticos mais visitados. Portanto, não deixe de incluí-lo em seu roteiro!

Catedral de Santo Antônio

A Catedral de Santo Antônio — também chamada de Igreja Matriz — foi inaugurada em 1956 e está localizada no centro da cidade. O projeto elaborado pelo arquiteto Cristiano Bettamin dispõe de 2 torres com 40 metros de altura, além de pinturas e vitrais exuberantes.

Atrás dela há uma pequena gruta com imagens de Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora das Graças e Nossa Senhora das Dores, onde diariamente inúmeros fiéis fazem as suas orações. Para os sortudos que tem a oportunidade de vê-la do alto, é possível observar que a Catedral tem o formato de uma cruz. Incrível, não?

O local fica aberto à visitação de segunda a sábado em 2 horários, um no período da manhã e outro à tarde.

Praça Coronel Bertaso

Apesar do clima ameno na parte da manhã, as tardes em Chapecó costumam ser de muito calor. E para refrescar nada melhor do que se sentar embaixo de uma árvore e tomar um sorvete. Neste contexto, a Praça Coronel Bertaso pode ser uma ótima opção de lazer.

Bem arborizada, com um amplo espaço gramado e estrutura com bancos, a área que abriga o monumento O Desbravador é o principal ponto de descanso para os turistas e moradores do município. Localizada ao lado da Catedral de Santo Antônio, a praça oferece acesso rápido a lanchonetes, comércio e demais serviços.

Depois de tantos passeios, nada melhor do que provar da culinária local, não é mesmo? Por isso, não deixe também de visitar as famosas feiras gastronômicas de Chapecó. As festas da Salsicha e da Linguiça por exemplo, reúnem diversão, shows e pratos feitos com ingredientes típicos da região.

E agora que você já sabe o que a cidade tem de melhor, está na hora de comprar sua passagem para Chapecó!