Quem ama viajar quer conhecer todos os lugares de uma só vez. Como isso é impossível, os turistas devem usar cada período disponível para passear e explorar os lugares mais incríveis do mundo.

Contudo, aqui mesmo no nosso país, existe um lugar onde o visitante pode estar em três diferentes nações em questão de minutos.

Cravada na tríplice fronteira entre o Brasil, Argentina e Paraguai, a cidade de Foz do Iguaçu é conhecida em todo o mundo por sua natureza exuberante. Todos os anos, milhões de turistas desembarcam na cidade para apreciar as belezas naturais, como as impressionantes Cataratas do Iguaçu.

Está precisando de umas férias tranquilas e relaxantes? Veja as razões para procurar agora mesmo a sua passagem para Foz do Iguaçu!

Conheça Foz do Iguaçu

A história da região de fronteira data de mais de 8 mil anos, já que estudos feitos pela Universidade Federal do Paraná identificaram diversos sítios arqueológicos de civilizações indígenas nessa área.

Contudo, foi apenas em 1542 que o desbravador espanhol Álvar Nuñes Cabeza de Vaca chegou ao rio Iguaçu e, guiado pelos índios, revelou ao mundo a existência de magníficas cataratas.

Depois da descoberta, o local só começou a ser povoado no fim do século XIX. Em 1889, com a intenção de distribuir terras para os colonos interessados em se estabelecer nesse território, foi fundada uma Colônia Militar, que contava com alguns poucos habitantes civis, dedicados à extração e venda da erva-mate.

O desenvolvimento da agricultura e o comércio de madeira impulsionaram a economia daquele pequeno povoado, que em 14 de março de 1914 foi renomeado para município de Vila Iguaçu. A mudança do nome da cidade para Foz do Iguaçu ocorreu alguns anos depois, em 1918.

A primeira estrada, que ligava Foz à Curitiba, foi inaugurada nos anos 1920, mas o acesso completo e por asfalto da cidade até o mar, no Porto de Paranaguá, se deu no fim dos anos 1960. Nessa década também foi construída a Ponte da Amizade, que liga o Brasil ao Paraguai (Ciudad del Este).

A grande virada na história de Foz do Iguaçu se deu quando começou a ser construída a Hidrelétrica de Itaipu. Para se ter uma ideia, a população nos anos 60 não passava de 28 mil habitantes. Já nos anos 1980, moravam na cidade mais de 136 mil pessoas.

Esse fluxo de gente de todas as partes do Brasil e do mundo fez com que Foz ganhasse um ar internacional e multiétnico.

Informações sobre a cidade

Localizada no oeste do Estado do Paraná, a bela Foz do Iguaçu é um importante destino turístico que atrai milhões de visitantes todos os anos. A cidade fronteiriça também se destaca como um grande polo de negócios e sede de muitos eventos corporativos, já que conta com uma ótima infraestrutura de hospedagem e entretenimento.

Tem uma população de cerca de 260 mil habitantes, e não é difícil ouvir nas ruas pessoas falando outras línguas além do português. O fluxo de turistas e de profissionais de diversos países é constante, nem que seja só de passagem rumo aos vizinhos Paraguai e Argentina.

Dentro do território brasileiro, o maior município próximo a Foz é Cascavel, também no Paraná. Do lado argentino, a cidade que faz divisa com o Brasil é Porto Iguassu, tendo acesso via a Ponte da Fraternidade. Já atravessando o rio Paraná fica Ciudad Del Este, no lado paraguaio da fronteira.

Ambas cidades são conhecidas pelo comércio, que oferece uma enorme gama de produtos sem impostos.

Muitas pessoas que visitam Foz do Iguaçu aproveitam para fazer compras nas nações amigas. Vale lembrar que o limite de compras para cada visitante é de 500 dólares americanos. Itens com valores superiores estão sujeitos a cobrança de taxas nos postos de fronteira do Brasil.

Em casos mais graves, as autoridades fiscais podem apreender a mercadoria.

Clima ao longo do ano

O clima na região de Foz do Iguaçu acompanha de forma fiel as estações do ano. Durante o verão (dezembro a março), as temperaturas podem ultrapassar os 30°C. No entanto, no período do inverno (junho a setembro) os termômetros podem chegar à casa de apenas 12ºC.

Foz do Iguaçu tem uma média de oito dias de chuva por mês, com maiores volumes registrados na época mais quente. Em outubro, as grandes quantidades de água fluindo pelo rio Iguassu transformam as Cataratas em um espetáculo ainda maior (veja mais abaixo).

Aeroporto de Foz do Iguaçu

O destino paranaense é servido pelo Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, que fica a 13 quilômetros do centro da cidade. São 54 voos diariamente, que transportam mais 2,8 milhões de pessoas todos os anos.

Aproveite os principais pontos turísticos

Quem viaja para Foz do Iguaçu tem a certeza que vai encontrar muitas atividades à disposição. A vocação turística da cidade fica evidente por causa da natureza exuberante, porém, existem opções de lazer que agradam a todas as expectativas, não importa a idade.

Agora vamos mostrar quais são as principais atrações para curtir durante a sua passagem por Foz do Iguaçu.

Cataratas e Parque Nacional do Iguaçu

Sem dúvida, as Cataratas do Iguaçu são o ponto turístico mais procurado da cidade. Declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco em 1986, o conjunto de 19 quedas d’água fica exatamente na divisa entre o Brasil e a Argentina, abastecidos pelo fluxo constante do rio Iguassu.

Na língua dos indígenas nativos da região, o tupi-guarani, a palavra iguaçu significa “água grande”. As enormes falhas geológicas com 2780 metros de extensão e idade estimada em 200 mil anos, formam quedas de até 80 metros de altura. A vazão média por minuto do rio é de 1.500 m³.

Contudo, nos períodos de cheia (outubro a março) podem descer às Cataratas mais de 8.500 m³ de água por minuto.

Essa força da natureza proporciona um espetáculo único, que pode ser admirado de diversos mirantes, tanto do lado brasileiro quanto do argentino. As Cataratas ficam dentro do Parque Nacional do Iguaçu, uma enorme área de preservação ambiental que guarda milhares de espécimes da fauna e da flora.

Conta a história que o parque foi concebido depois de uma visita feita, em 1916, por Santos Dumont, o pai da aviação no Brasil. Admirado com o esplendor da vida natural da região, o inventor sugeriu às autoridades do Paraná a criação de uma reserva para proteger aquele tesouro da natureza.

No Parque Nacional e nas Cataratas do Iguaçu, o turista tem à disposição uma excelente infraestrutura de atividades e serviços. Os passeios de barco levam os visitantes para admirar de bem perto as quedas d’água, já que as pequenas embarcações atravessam as corredeiras e cânions do rio para proporcionar grandes e molhadas emoções.

Os mais aventureiros podem curtir as Cataratas a bordo de um bote, cuja tração é feita por remos. Antes de vencer as águas do rio Iguassu, os viajantes têm que explorar as trilhas do parque, que revelam as belezas e a vida selvagem do local.

A Trilha do Poço Preto, por exemplo, é um antigo caminho indígena que tem mais de 9 quilômetros de extensão. Os trechos na mata podem ser desbravados à pé, de bicicleta ou com carros elétricos.

Outra opção é contratar um passeio de helicóptero, que faz sobrevoos sobre as Cataratas do Iguaçu, mostrando aos visitantes os ângulos mais sensacionais dessa atração, considerada uma das 7 Maravilhas da Natureza. Todas essas atividades são oferecidas na sede administrativa do parque por empresas parceiras e são cobradas em separado do valor do ingresso.

Quem quiser fazer uma grande surpresa para as pessoas amadas, pode reservar um lugar para almoçar no restaurante Porto Canoas, que tem uma vista maravilhosa para as Cataratas do Iguaçu. Já quem estiver interessado em alguma dessas atividades extras, deve verificar com antecedência a disponibilidade e fazer uma reserva.

O Parque Nacional do Iguaçu abre todos os dias do ano, das 9h às 17h. A operação da atração pode ser suspensa por segurança devido às condições climáticas. Consulte, antes de fazer a visita, como está a situação.

A entrada do parque para adultos custa R$ 36. Já as crianças até 11 anos e os maiores de 60 anos pagam apenas R$ 10. Os ingressos podem ser adquiridos com antecedência no site da atração.

O Centro de Visitantes do parque conta com uma ótima estrutura de alimentação, lojas de presentes, posto bancário, telefones públicos, sanitários, fraldário e estacionamento. Uma exposição permanente revela todos os segredos e histórias dessa que é uma das atrações turísticas mais visitadas da América do Sul.

Marco das Três Fronteiras

Ponto exato da divisa entre o Brasil, a Argentina e o Paraguai, o Marco das Três Fronteiras é um dos lugares que não pode faltar no seu roteiro em Foz do Iguaçu. Um obelisco com mais de 100 anos é o símbolo da amizade entre as três nações. Contudo, a atração reserva muito mais.

No local existe uma réplica de uma missão jesuíta, que ajuda aos visitantes a entenderem a importância desses religiosos na colonização da região nos séculos XVI e XVII. O espaço conta com infraestrutura completa para os turistas, com restaurante, exposições com fotos e vídeos, além de uma linda vista dos rios Paraná e Iguassu.

Os pequenos têm a diversão garantida com um parquinho, que foi construído de forma integrada com a natureza. Os estágios do brinquedo contribuem para os pequenos desenvolverem habilidades motoras e físicas, bem como viver momentos de muita alegria no passeio da família.

Os moradores locais dizem que o pôr do sol visto do Marco das Três Fronteiras é o mais bonito do Brasil. Será mesmo? Aproveite a oportunidade e faça ótimas fotografias para mostrar aos seus amigos nas redes sociais. À noite, a atração ganha uma iluminação especial, tornando o cenário ainda mais bonito.

O Marco funciona todos os dias, das 14h às 23h. Os ingressos custam R$ 23,60, com meia entrada para menores de idade e pessoas com mais de 60 anos. Crianças até 5 anos acompanhadas pelos responsáveis não pagam a entrada.

Usina de Itaipu

Uma das obras mais grandiosas realizadas pelo homem, a Usina Hidrelétrica de Itaipu é a responsável por gerar energia para grande parte do Brasil e do Paraguai. Construída nos anos 1970 em uma parceria entre os dois países, Itaipu impressiona com seus números:

  • 7.919 metros de extensão;
  • altura máxima de 196 metros;
  • 20 turbinas;
  • 14 comportas;
  • vazão de 62,2 mil m³ de água por segundo (cerca 40 vezes mais do que as Cataratas do Iguaçu);
  • geração de 14.000MW.

Localizada em Foz do Iguaçu, a usina está aberta para visitações e oferece uma programação completa para conhecer essa maravilha da engenharia. É possível fazer um tour panorâmico, em que o turista contempla a imensidão da obra de diversos ângulos.

Quem se interessa pelo funcionamento da hidrelétrica, pode visitar de perto o interior de Itaipu, onde estão as turbinas, os geradores de força, e ver como trabalham os técnicos responsáveis pela geração de energia elétrica.

Os guias da atração trazem muitas informações interessantes, enquanto os grupos percorrem as instalações da segunda maior hidrelétrica do mundo. Do topo da barragem até os cantos mais escondidos da usina podem ser acessados durante o passeio.

As visitas podem ser feitas todos os dias, das 8h30 às 16h45, com a saída a cada 20 minutos. Todo o percurso leva em torno de 1h30 e está disponível em português, espanhol e inglês. As entradas custam R$ 38 para adultos e metade do preço para menores de 11 anos e pessoas a partir dos 60 anos. Crianças até 5 anos não pagam o ingresso.

Itaipu também conta com um planetário, um Refúgio Biológico e um Ecomuseu, assim como passeios de catamarã pelo lago da usina, de onde é possível apreciar a iluminação especial da barragem depois do pôr do sol.

Itens necessários em uma mala para Foz

Como você já percebeu, uma visita à região de fronteira do Brasil requer bastante disposição para andar em meio à natureza. Por essa razão, o indicado é preparar uma mala com roupas leves e calçados bem confortáveis.

No período mais quente do ano, dê a preferência aos shorts e tecidos que não façam a pele transpirar muito. No passeio às Cataratas do Iguaçu, esteja ciente que se molhar faz parte da diversão da atração, então leve uma muda de roupas para o caso de não conseguir se secar antes de ir embora.

Já no inverno, não esqueça levar agasalhos reforçados, já que as temperaturas podem estar bem baixas durante a sua visita. Lembre-se de que é difícil andar por trilhas usando trajes pesados e calçados desconfortáveis. Prepare um modelito para cada ocasião e não sofra fisicamente em nome do estilo.

Por exemplo: nada de botas e sapatos de salto alto, penduricalhos ou bolsas enormes.

Reserve agora a sua passagem para Foz do Iguaçu

Esse paraíso natural parece ser incrível, não é mesmo? As férias da sua família serão uma grande aventura em meio à vida selvagem da região de fronteira do Brasil. Garanta a sua passagem para Foz do Iguaçu e embarque para a melhor viagem de suas vidas.

Ainda ficou alguma dúvida sobre esse destino? Entre em contato com a gente! Nossas equipes estão à disposição para ajudar você a realizar os seus sonhos.