O Maranhão é o segundo maior estado do Nordeste e o oitavo do Brasil. Com tanto território, há um potencial turístico muito grande para ser explorado. Mas alguns destinos ainda não são tão conhecidos pelos turistas, como é o caso de Imperatriz, município localizado no sudoeste maranhense.

Você já ouviu falar deste lugar? Conhece os seus principais atrativos? Para desbravar a cidade, continue a leitura e descubra todos os encantos dela. Antes mesmo de terminar o texto, você vai querer garantir a sua passagem para Imperatriz!

Características da cidade

Imperatriz é o segundo município mais populoso do Maranhão, perdendo apenas para a capital São Luís. De acordo com o último censo demográfico, a cidade tem 247.505 habitantes. Está localizada na Região Metropolitana do Sudoeste Maranhense, a 629,5 km de distância de São Luís.

O município fica entre as cidades Cidelândia, Davinópolis, Governador Edison Lobão, João Lisboa e São Francisco do Brejão. Imperatriz também é cercada pelo Rio Tocantins, fazendo divisa com o estado homônimo. É uma cidade simples e tradicional, mas também é conhecida por ser um grande centro de negócios e pela noite agitada.

O território de Imperatriz já teve área de mais de 13 mil km², antes de ser desmembrado para outros municípios. Atualmente, a cidade ocupa 1.367,90 km², aproximadamente 0,76% do território maranhense. O município tem altitude média de 92 m acima do nível do mar, ou seja, apresenta temperatura agradável.

A cidade é banhada pelo Rio Tocantins e outros riachos, como Angical, Bacuri, Barra Grande, Cacau, Capivara, Cinzeiro, Grotão do Basílio, Santa Teresa e Saranzal. Os tipos de vegetação são o Cerrado e a Floresta Amazônica.

A natureza abundante é um dos grandes diferenciais de Imperatriz, que está localizada na região turística chamada de “Pólo das águas, cachoeiras e chapadas”. Para quem gosta de turismo contemplativo e de aventura, esse é o destino certo.

Origens de Imperatriz

A história da cidade é marcada pela chegada dos bandeirantes e jesuítas, entre os séculos 16 e 17, em busca de novos territórios e riquezas. Após várias disputas e expedições militares e religiosas, Imperatriz foi fundada no dia 16 de julho de 1852 e reconhecida como tal, oficialmente, em 22 de abril de 1924. O nome foi dado em homenagem à imperatriz Tereza Cristina.

No início, tinha lento crescimento populacional e econômico, mas, a partir de 1958, com a construção da rodovia Belém-Brasília, essa situação mudou e a cidade passou a desenvolver-se e receber contingentes migratórios de diferentes regiões do país. Imperatriz viveu os ciclos do arroz, da madeira e do ouro — foi um polo abastecedor do garimpo de Serra Pelada.

A partir dos anos 1990, a economia deu um salto com o comércio de mercadorias e serviços e a chegada das indústrias, além das atividades de agricultura, pecuária e extrativismo vegetal. Devido a esses avanços, a cidade tornou-se o segundo maior centro econômico do Maranhão. Imperatriz é ainda considerada um centro universitário e se destaca na região que abrange o sudoeste do estado e, também, estados vizinhos: o norte de Tocantins e o sul do Pará.

Uma das heranças dessa época é a ferrovia que liga São Luís à cidade de Parauapebas, no interior do Pará, a Estrada de Ferro Carajás. Ela foi criada para auxiliar no transporte de cargas e passageiros entre o Porto de Ponta da Madeira, em São Luís, no Maranhão, à maior mina de ferro a céu aberto do mundo, localizada em Carajás, no Pará.

São 892 quilômetros de extensão percorridos em 16 horas, com capacidade para 1,3 mil passageiros. O passeio de trem é uma boa experiência para os turistas que visitam Imperatriz. Para isso, basta deslocar-se até à estação de Açailândia, a cerca de 67 km de distância. Ao adquirir o bilhete, o turista pode escolher entre as classes econômica ou executiva. Os valores custam entre R$ 15 e R$ 150.

Esse desenvolvimento trouxe vários títulos para Imperatriz. Conheça alguns deles:

  • portal da Amazônia;
  • princesa do Tocantins;
  • capital brasileira da energia;
  • metrópole da integração nacional.

Como chegar

A melhor forma de chegar a Imperatriz é por avião, pois essa opção oferece rapidez, conforto e segurança. O Aeroporto Prefeito Renato Moreira recebe voos regionais e nacionais e é bem localizado: fica a 3 km de distância do centro da cidade e a 2 km da rede hoteleira. O acesso é feito por táxi, aluguel de veículos e serviços de transporte com economia compartilhada.

Para quem prefere o transporte rodoviário, o percurso pode ser calculado a partir das vias BR-010, BR-226, BR-222 e MA-122. Também é possível utilizar a Ferrovia Norte-Sul ou a Estrada de Ferro Carajás, para quem vem do Pará ou da capital São Luís.

Previsão do tempo local

O clima em Imperatriz é tropical, predominantemente quente, e a temperatura varia entre 20º C e 35º C, sendo 29º C a média. Não há estações bem definidas no Maranhão, mas existe o período quente e a época fresca. As duas situações oferecem cenários completamente diferentes e atrativos.

A estação seca vai de junho a novembro, e o período mais quente começa em agosto e segue até o início de outubro, com temperatura média acima de 34º C. Já a estação fresca tem início na metade de dezembro e vai até o fim de abril, com temperatura máxima estimada em 32º C e mínima, em 20º C.

Período de chuvas

No interior do Maranhão, as chuvas ocorrem entre dezembro e abril, sendo março o mês com maior incidência e julho o mais seco. No entanto, essa não é uma informação desanimadora, pois é o período de cheia para lagoas e cachoeiras, alguns dos principais atrativos naturais do estado.

Em Imperatriz, as chuvas se intensificam no final de agosto e vão até a metade de junho. Ou seja, o melhor período para aproveitar os balneários maranhenses é do meio de junho até a metade de agosto. Isso não significa que a visita é prejudicada nos outros meses, mas sim que você vai encontrar poços de maior profundidade para nadar e águas mais límpidas — o cenário perfeito para as suas fotografias de viagem.

Melhor época do ano para visitar Imperatriz

Se você gosta de atividades ao ar livre, os meses de julho e agosto são os ideais, pela pouca probabilidade de chuva. Mas se você prefere um clima mais ameno, programe a viagem para maio ou junho, pois, nessas épocas, os dias são ensolarados, com clima agradável, e, à noite, a temperatura cai, podendo atingir até 16º C na madrugada.

Mas existem outras razões para visitar o destino ao longo do ano: as manifestações culturais e festas populares. De maio a junho começam as apresentações do Bumba Meu Boi, a maior herança cultural do estado. Já os meses de junho e julho são usados para celebrar a festa mais popular do Nordeste e que também faz sucesso no restante do país: o São João.

Gastronomia

A culinária maranhense tem influência indígena, africana e europeia. Um dos pratos mais conhecidos é o Arroz de Cuxá, feito com camarão seco, gergelim e uma folha chamada vinagreira. A Torta de Camarão, o Sururu e o Caranguejo também fazem muito sucesso, assim como a Caldeirada. As refeições com frutos do mar são abundantes no litoral, mas também podem ser encontradas no interior do estado.

Imperatriz é uma cidade que recebeu muito imigrantes, portanto, tem uma culinária bastante variada. E além da diversidade, há restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos que funcionam 24h, com preços acessíveis. As comidas mais populares são a panelada, a carne do sol, o bode, o sarapatel e o cozidão. Você também vai encontrar pratos de origem árabe, japonesa e italiana com facilidade.

Para quem gosta de variedade e novidades, há um perfil no instagram que mostra imagens e dá informações sobre os principais restaurantes e lanchonetes de Imperatriz. São tantas opções saborosas da culinária estadual que o difícil será escolher um prato só!

Cultura

A cultura do Maranhão, no geral, é muito rica e miscigenada. Pela localização geográfica, Imperatriz criou uma identidade cultural e religiosa muito forte. As principais manifestações são o Carnaval e o São João, com destaque para o Bumba Meu Boi, que sofreu perseguição política e foi proibido durante 7 anos, entre 1861 e 1868. O festejo tem diferentes sotaques e se divide em quatro etapas.

Outros destaques são a Cavalgada, as festas juninas e os festivais musicais e religiosos, como o Lindô — dança com indumentárias próprias introduzida pelo Frei Manoel Procópio. A cidade também recebe várias feiras comerciais, tecnológicas e literárias durante o ano. Vale a pena conferir a programação cultural prevista para o seu período de estadia e montar o roteiro da viagem.

Principais atrações turísticas da cidade

É preciso conhecer bem os pontos-chave de Imperatriz para aproveitar a sua passagem por esse destino. Há opções para todos os perfis de viajantes: mochileiros, casais, em família, em grupos e com crianças. Conheça as principais atrações de turismo do município e veja como elas podem tornar a sua viagem ainda mais proveitosa.

O maior destaque da cidade são as atividades de ecoturismo. Os principais espaços para elas são o Parque Ecológico Santa Luzia e o Parque Nacional da Chapada das Mesas. As cachoeiras Três Marias e Macapá também são muito procuradas, e a proximidade com o município de Carolina acrescenta mais atrações no roteiro de natureza.

A noite em Imperatriz costuma ser bastante agitada, com boates e casas de shows para divertir os moradores e turistas. Também há vários restaurantes com comidas típicas, pratos finos, culinária brasileira e comida contemporânea. As sobremesas e os sucos naturais com frutas locais complementam o cardápio.

Já viu que não faltam motivos para visitar Imperatriz, não é mesmo? Então, veja as atrações mais famosas da cidade.

Beira Rio

A Avenida Beira Rio é uma das áreas centrais de lazer da cidade. As praças arborizadas e a vista para o Rio Tocantins criam o cenário perfeito para um passeio no início da manhã ou no fim da tarde. É uma ótima opção para quem viaja com crianças. O pôr do sol é imperdível!

Panelada das 4 bocas

Apesar do nome estranho, esse é um local muito popular na cidade. O espaço reúne várias barraquinhas localizadas à Rua Bernardo Sayão que vendem pratos típicos, como a panela (ou mocotó). O mais interessante é a tradição de saborear a iguaria: você precisa consumir o prato de costas para a rua.

Parque aquático e cachoeiras

Como o destino é conhecido pelo calor, vale a pena explorar os balneários espalhados pela cidade e região. Entre as opções mais populares, estão:

  • Freitas Park;
  • parque Ecológico Santa Luzia;
  • cachoeira das Três Marias;
  • cachoeira do Macapá;
  • cachoeira do Cocal e Frutuoso;
  • cachoeiras do Itapecuru;
  • cachoeira da Pedra Caída.

Praia do Cacau

Durante os período de seca, julho e agosto, surge um grande banco de areia às margens do Rio Tocantins. O fenômeno é conhecido como Praia do Cacau e atrai muitos moradores e turistas. O local é ótimo para refrescar-se do calor e também oferece uma vista privilegiada para um dos cartões postais da cidade, a ponte Dom Afonso Felipe Gregory.

Bar do Ambrósio

Também chamado de farmácia, esse é um lugar para curar as dores da vida. Se você tiver dor de cabeça, de cotovelo ou do coração, dirija-se até à Rua Delta e procure pelas cachaças medicinais milagrosas criadas por Seu Ambrósio, o dono do estabelecimento. Há opções para todos os tipos de dores!

Jalapada

Um dos roteiros mais populares dos últimos anos na região é a Jalapada, a união do Jalapão (Tocantins) com a Chapada das Mesas (em Carolina, Maranhão). Apesar de não estarem tão próximos, os destinos se conectam e oferecem uma experiência inesquecível aos visitantes. E Imperatriz está exatamente no centro dos dois atrativos. Que tal aproveitar a viagem para conhecer algum deles ou até ambos? Você não vai se arrepender.

Viu como existem muitos motivos para garantir a sua passagem para Imperatriz? Natureza, gastronomia, cultura, clima agradável e vida noturna agitada esperam por você. E o melhor é que, com a localização privilegiada da cidade, é possível incluir mais de um destino na viagem. Prepare-se para viver toda a energia contagiante do Maranhão e divirta-se!

Quer garantir mais comodidade e conforto para o seu passeio? Consulte as opções de voos da Azul e encontre a passagem ideal para chegar a Imperatriz!