A charmosa cidade de Itajubá fica no Sul de Minas Gerais e é um dos centros urbanos mais importantes da região. Também conhecida como a capital mineira do canto coral, a cidade conta mais de 25 grupos que se apresentam durante as celebrações locais.

Se isso ainda não o convenceu a comprar uma passagem para Itajubá, saiba que o município é um polo universitário e tem muitas belezas naturais.

Apesar de não ser um destino muito divulgado no turismo tradicional, ele tem vários atrativos, desde prédios históricos a opções para o ecoturismo e para o turismo de aventura, como trekking, escalada e montanhismo. Para ter uma ideia, um de seus picos mais altos tem mais de 1,5 mil metros de altitude.

Ficou curioso? Então, siga a leitura e saiba o que incluir no seu roteiro quando visitar Itajubá.

Localização

Itajubá está situada no Sul de Minas Gerais e faz limite com os municípios Delfim Moreira, Maria da Fé, Piranguçu, Piranguinho, São José do Alegre e Wenceslau Braz. A cidade está a, aproximadamente, 447 quilômetros de distância de Belo Horizonte e a 271 quilômetros de distância da capital paulista.

Como chegar

Itajubá tem um aeroporto que ainda está em construção, mas que, em breve, estará em funcionamento. Por enquanto, a melhor forma de chegar ao destino é por via terrestre. As principais vias que dão acesso à cidade são a BR-381 (Rodovia Fernão Dias), a BR-459 (Rodovia Juscelino Kubitschek), a MG-347 e a MGC-383.

Quem parte de São Paulo e Belo Horizonte deve pegar a Rodovia Fernão Dias. Já os turistas do Rio de Janeiro devem utilizar a Rodovia Presidente Dutra, BR-116. Em seguida, o trajeto deve seguir pela BR-459, que liga os municípios Lorena e Poços de Caldas.

Também é possível utilizar a MGC-383, que liga Itajubá ao Circuito das Águas, que tem as cidades Maria da Fé e Cristina no percurso. A BR-383 é uma boa opção para quem vem de Campos do Jordão, passando por Piranguçu. Outra opção é a rodovia MG-350, que une o município ao Vale do Paraíba, passando pela cidade de Delfim Moreira.

Clima

Itajubá tem clima temperado e oscilações bruscas de temperatura, com predominância de ventos. A média da temperatura anual é de 19,5º C, com máxima de 26º C e mínima de 13º C. As chuvas ocorrem sempre, mas se intensificam no final e no começo do ano.

O período mais quente vai do meio de novembro até o final de março, com temperaturas acima de 28º C. Já o período mais frio vai do meio de maio até o começo de agosto, com temperaturas abaixo de 24º C. Nessa época, principalmente no mês de julho, é possível encontrar 10º C de temperatura e geadas.

Melhor época para visitar

Para realizar atividades de clima quente, como banho de cachoeira, o ideal é aproveitar o verão ou os meses de agosto e setembro. Já para os amantes do montanhismo, a melhor época para a prática da atividade é durante o inverno, que ganha mais força no mês de julho.

História

Os primeiros habitantes do município foram povos de origem europeia, devido à chegada dos bandeirantes em busca de ouro e pedras preciosas, no final do século 17. Borba Gato e Miguel Garcia de Almeida Cunha foram os primeiros bandeirantes a chegar na região.

Outros acontecimentos que marcaram a história do município foram o declínio do ouro, a chegada do Padre Lourenço da Costa Moreira e a fundação do município, no dia 19 de março de 1819. Devido ao Projeto Analfabetismo Zero, a cidade registrou baixo índice de analfabetismo e, no ano de 1998, conquistou o primeiro lugar no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) entre os 853 municípios de Minas Gerais.

Características gerais

De acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Itajubá tem 294,835 quilômetros quadrados de extensão territorial, com 90.658 habitantes (2010). A estimativa atual é de 96.389 moradores (2018). Além dos próprios itajubenses, a cidade é povoada por estudantes e profissionais de todo o Brasil e até de outros países.

Destaques locais

As principais características do município são as belas paisagens, as instituições de ensino e o parque industrial, que produz calçados, tecidos, telefones, relógios, produtos alimentícios e a única fábrica de helicópteros do Brasil. A agricultura é marcada pelo cultivo da banana e do milho. Outras atividades que movimentam bastante a economia local são a pecuária bovina e suína e a cafeicultura.

Outro destaque do município é o turismo de negócios, muito bem desenvolvido por empresas nacionais e internacionais. Além disso, há o turismo tecnológico e do conhecimento, alimentado por renomadas instituições de ensino — três universidades e outras três instituições de ensino superior de menor porte. Por essas razões, Itajubá é conhecida como uma cidade cosmopolita e fácil de ser amada.

Belezas naturais

A topografia montanhosa do município é propícia para a prática de atividades de aventura, como mountain bike, trekking, montanhismo, escalada e trilhas. Há várias cachoeiras, picos, montanhas, paredões de pedras e lugares próprios para a escalada indoor. Ou seja, além de vários pontos de visitação, o turista pode aproveitar as áreas de banho e aventurar-se em esportes radicais.

Confira as cachoeiras do município:

  • Serra dos Toledos;
  • Cachoeira da Estância;
  • Cachoeira da Pedra Vermelha;
  • Cachoeira do Bairro Lourenço Velho;
  • Cachoeira da Peroba;
  • Cachoeira Ninho da Águia (divisa com a cidade de Delfim Moreira).

Cultura

O principal destaque da cultura itajubense está nos prédios tombados pelo patrimônio histórico e nos espaços de arte espalhados pela cidade. Algumas atividades culturais também se destacam:

  • Academia Itajubense de Letras;
  • Academia Itajubense de História;
  • Associação de Artesãos de Itajubá
  • Associação Caminhos da Arte;
  • Festival de Inverno de Educação e Cultura.

Ao reservar a sua passagem para Itajubá, confira a programação local para incluir algumas experiências culturais no seu roteiro, como os festivais que acontecem no Teatro Santa Cecília e no Cine Club de Itajubá. Vale lembrar que o folclore do saci-pererê, tradicional personagem do escritor Monteiro Lobato, é muito presente entre os moradores da zona rural.

Patrimônio histórico e cultural

Uma boa sugestão de passeio é a visita aos prédios do século XIX, indústrias do século XX, igrejas, escolas e outros monumentos antigos, que dão um charme especial à cidade.

Feira de artesanato

Não tem lugar melhor para garantir os presentes e lembrancinhas de viagem do que as feiras de artesanato. É lá que você vai encontrar peças de crochê, tricô, bordados, bijuterias, artigos em madeira, velas e caixas decorativas, tapetes em arraiolos, esculturas, pinturas e itens feitos com fibra de madeira.

Além de todas essas opções, você também pode adquirir ervas medicinais e alguns quitutes da culinária mineira. As feiras acontecem todas as sextas e sábados em dois locais diferentes: na Praça Wenceslau Braz e na Praça Getúlio Vargas, ambas no centro da cidade.

Turismo religioso

O turismo religioso também é evidenciado pela cultura popular. O Santuário de Nossa Senhora da Agonia, único no país, é um dos cartões-postais da cidade e impressiona pela beleza e modernidade da sua arquitetura. Além disso, há outras manifestações populares e religiosas que dão orgulho para a população:

  • Catira do Rio Manso;
  • Folia de Reis do Ano Bom;
  • Folia de Reis das Anhumas;
  • Congada de Nossa Senhora do Rosário;
  • Congada e Folia de Reis de São Benedito.

Curiosidades

Itajubá é uma cidade boa tanto para visitar quanto para morar. Ela oferece uma boa qualidade de vida, crescimento econômico e projetos educacionais como o Analfabetismo Zero e o Projeto Itajubá Tecnópolis, que une ciência, tecnologia, cultura e educação de excelência.

Atrações turísticas

Circuito Turístico Caminhos da Mantiqueira

Itajubá integra o Circuito Turístico Caminhos do Sul de Minas, também chamado de Caminhos da Mantiqueira. Ele é composto por mais 12 cidades que reúnem belezas naturais, culinária, artesanato e muita história. Essa região é muito conhecida pela produção de leite e café e pela hospitalidade mineira. Veja quais outros municípios fazem parte do circuito:

  • Brazópolis;
  • Conceição das Pedras;
  • Cristina;
  • Delfim Moreira;
  • Maria da Fé;
  • Marmelópolis;
  • Pedralva;
  • Piranguçu;
  • Piranguinho;
  • Pouso Alegre;
  • Santa Rita do Sapucaí;
  • Virgínia.

Esse projeto foi criado em 2001, por meio da iniciativa da Secretaria de Estado de Turismo do Governo de Minas Gerais, com o objetivo de promover o turismo regional de forma profissional e sustentável. Ele conta com a participação das prefeituras municipais, empresas, empreendedores e profissionais autônomos.

As principais atividades envolvem inventários turísticos, capacitação profissional, orientação para a formatação de produtos, oficinas, consultorias empresariais e missões técnicas. Esse apoio regional é fundamental para estimular e fortalecer o fluxo turístico nesses municípios, além de gerar emprego, renda e melhoria de qualidade de vida nas comunidades envolvidas.

Museu municipal Wenceslau Braz

Esse é um lugar que não pode faltar na sua lista, pois conta a história de Itajubá por meio de fotos antigas e relata fatos históricos sobre Estação Ferroviária da cidade, com várias peças da época no acervo.

O museu também conta a história de vida do homem que dá nome ao prédio, o ex-presidente do Brasil Wenceslau Braz Pereira Gomes. Há vários painéis ilustrativos sobre a sua vida e outros com projetos realizados por ele.

Santuário Nossa Senhora da Agonia

A igreja é bonita tanto por fora quanto por dentro. A arquitetura e os vitrais formam um cenário muito bonito para fotos, mesmo para quem não é religioso. E para quem gosta desse tipo de programação, o templo é aberto para missas, confissões, adoração e batizados.

Horto Florestal Anhumas

Esse é um lugar ótimo para fazer caminhadas e passear com crianças. São 22 hectares com palmeiras, jacarandás, ipês-amarelos, angicos e muitas outras espécies de vegetação. Com sorte, você também terá contato com as aves que vivem no lugar: sabiá-amarelo, macaco-sauá, pica-pau, bem-te-vi-risadinha e muitos outros.

Como o ambiente é muito agradável, é muito procurado por turistas e pelos próprios habitantes. A infraestrutura conta com auditório, quadra poliesportiva, playground e quiosques — várias opções para deixar o seu dia mais verde, alegre e divertido.

Turismo histórico

Para quem gosta de conhecer prédios antigos, há várias opções na cidade. Dentre elas, está a Casa Rosada, que foi moradia do ex-presidente Wenceslau Brás, o edifício da Fundação Teodomiro Santiago e a antiga Estação Ferroviária de Itajubá.

Apesar de não serem espaços voltados para o turismo, também é interessante visitar o Quarto Batalhão de Engenharia e Combate, a Escola Estadual Coronel Carneiro Júnior e a Santa Casa de Misericórdia de Itajubá. E que tal fazer uma viagem ao passado e garantir belas fotos? Vejas estas opções:

  • Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig);
  • Câmara Municipal de Itajubá;
  • Grande Hotel de Itajubá;
  • Palacete Isaltino Faria;
  • antigo Banco de Itajubá.

Bônus

Além de todos os atrativos já citados, existem outros lugares fascinantes na cidade, para agradar todos os gostos. Um deles é o Laboratório Nacional de Astrofísica, que é aberto ao público. Ele tem diversos equipamentos modernos e sempre alguma programação interessante.

Outro lugar inusitado é a fábrica de helicópteros Helibras. Se você gosta do mundo da aviação ou nunca viu um helicóptero de perto, que tal entrar em contato com a empresa e agendar uma visita? No mínimo, você vai sair de lá com mais conhecimento, o que é uma das marcas de Itajubá.

E para quem ama o turismo de natureza e o aconchego do povo mineiro, a sugestão é a Fazenda da Onça. Apesar de não ficar em Itajubá, não é tão distante: está situada no município de Delfim Moreira, que faz divisa entre São Paulo e Minas Gerais. São apenas 50 quilômetros de trajeto.

A visita vale a pena devido às beleza da vegetação e das cachoeiras de águas cristalinas. Se você curte um lugar mais tranquilo, para ouvir os sons da natureza e aproveitar a companhia, não vai se arrepender.

Viu como garantir uma passagem para Itajubá é uma boa ideia? Além de curtir uma cidade com clima agradável, você vai se encantar com os atrativos naturais e a hospitalidade do povo mineiro. Os edifícios históricos e a cultura local dão um toque especial e deixam a cidade com um clima mais bucólico, ótimo para quem quer fugir da rotina de grandes centros.

Gostou das informações? Então dê uma olhada em nosso site e garanta a sua passagem para Itajubá!