Ao redor do mundo, poucos são os países que superam o Brasil em termos territoriais. Sendo assim, aqui é o lugar perfeito para quem ama viajar, não é mesmo? Afinal, tem destino para todos os gostos!

Para os que gostam de dias ensolarados e belas praias, o Nordeste é a região preferida. Entretanto, essa região do país não vive só de areia e água salgada. Por lá, você pode desbravar outras belezas inigualáveis.

A Bahia, um dos estados nordestinos mais procurados pelos turistas, é extremamente convidativa e é, sem sombra de dúvidas, um dos lugares mais bonitos do Brasil. Além da festa de carnaval mais famosa, o estado é lar de vários dos mais belos cenários naturais.

Um deles fica no pequeno município de Lençóis. Esse, definitivamente, é um destino obrigatório para quem ama a natureza. Quer saber mais sobre essa encantadora cidade antes de comprar a sua passagem para Lençóis, na Chapada Diamantina? Então, continue lendo este post e conheça um pouco mais sobre ela antes de chegar ao destino!

Fatos históricos de Lençóis

De acordo com os historiadores, o município de Lençóis surgiu em meados do século XIX, graças à descoberta de jazidas de diamantes nas áreas próximas à cidade de Mucugê.

Por volta do ano de 1844, um grande coronel da região, Cristiano Pereira do Nascimento, também conhecido como “Cazuza do Prado”, e seu escravo teriam rumado à região em busca de diamantes após encontrar uma pedra acidentalmente enquanto lavavam as mãos à beira de um rio.

Cazuza do Prado se dedicou à exploração da região e encontrou muitos outros diamantes durante a sua busca. Entretanto, ao pedir ao seu escravo que vendesse as pedras encontradas, o mesmo foi levado preso, sob a acusação de ser um ladrão, e foi obrigado a dizer o local onde os diamantes foram encontrados.

A partir daí, a notícia teria se espalhado em grande escala, o que acabou por resultar em uma “corrida do diamante” nesse novo paraíso para os que sonhavam enriquecer rapidamente. Inclusive, o nome da cidade tem relação direta com esse episódio: diz-se que os últimos a chegarem à cidade podiam ver, de cima do topo da serra, o teto das barracas estendidas ao pé do vale, como se fossem lençóis.

Durante muito tempo, o garimpo foi a principal atividade econômica de lá. Graças a isso, a “Vila Rica da Bahia” se tornou o maior centro de coronelismo e jagunços de todo o Nordeste.

Durante a década de 1920, a cidade era uma verdadeira terra sem lei, e a maneira mais comum de se resolver conflitos era por meio do gatilho. Entretanto, poucos anos depois, a cidade mergulhou em uma profunda crise econômica, pois, com a grande busca pelas pedras, elas se esgotaram rapidamente.

Como a economia de Lençóis era única e exclusivamente voltada ao garimpo, o povo passou a apostar no seu potencial turístico, repleto de belezas naturais e arquitetônicas.

Hoje, a cidade de 10.368 habitantes (de acordo com o último censo, em 2010) é tombada pelo IPHAN como Patrimônio Nacional e é a principal porta de entrada para o turismo na Chapada Diamantina.

Chegada a Lençóis

A cidade de Lençóis está localizada bem no centro da Bahia, e, para chegar até lá, existem três maneiras: de carro, de ônibus e de avião.

De carro, partindo de Salvador, o melhor é ir por Feira de Santana, pela BR-324, no sentido Itaberaba, e pegar o trecho final na BR-242, que chega até Lençóis. A viagem dura, aproximadamente, 6 horas.

Para quem prefere não dirigir, existem empresas de ônibus que oferecem o trecho saindo de cidades próximas, dentro do próprio estado da Bahia. Entretanto, a melhor alternativa para quem quer visitar um dos cenários mais bonitos do Nordeste é de avião.

A Azul é a única companhia que opera voos até o Aeroporto Horácio de Mattos, terminal aéreo localizado nas proximidades da cidade. Então, se você quer chegar até lá da maneira mais rápida e segura, sua opção é comprar sua passagem para Lençóis, na Chapada Diamantina.

Clima local

O município de Lençóis tem um clima bastante diferente das demais cidades da Bahia e do Nordeste em geral. Talvez por estar situada em uma região de maior altitude, o verde e os rios contrastam nitidamente com o sertão ao redor.

No caso de Lençóis, existem duas estações climáticas estritamente definidas, principalmente com relação ao período de precipitação. A época do ano mais chuvosa e quente é entre os meses de novembro e abril, quando os termômetros podem atingir máximas de 32° C e mínimas de 20° C.

Por outro lado, o período mais frio e seco tem início no mês de maio e vai até outubro. Durante essa época, os termômetros oscilam entre 26° C durante o dia e 17° C no decorrer das noites.

O período de estiagem reduz o volume de água dos rios e das belas cachoeiras da região. Entretanto, essa é a melhor época para comprar a sua passagem para Lençóis, uma vez que, durante esses meses, você pode fazer todos os seus passeios sem se preocupar com mudanças climáticas e com os perigos trazidos pela chuva, como trombas d’água.

Principais atrações turísticas e culturais

Se você não pretende deixar de visitar nenhum dos belos pontos turísticos do município de Lençóis, prepare-se. A seguir, você vai conhecer as mais incríveis atrações da cidade!

1. Cachoeira dos Mosquitos

A Cachoeira dos Mosquitos é um dos lugares mais visitados de toda a Chapada Diamantina, graças à sua beleza inigualável.

A queda d’água que surge em maio entre os imponentes paredões rochosos é o passeio preferido dos turistas, pois alia o belo cenário ao fácil acesso, além de dispensar a necessidade de um guia.

A cachoeira leva o nome de “Mosquitos” porque, durante a época do garimpo, ali eram encontradas pequenas pedras de diamantes que eram apelidadas com esse nome pelos garimpeiros.

O trajeto até lá começa de carro, já que o local está situado a aproximadamente 40 km do Centro de Lençóis. Inclusive, no caminho, existe um mirante belíssimo, que vai mostrar o quão grande e imponente é o terreno da Chapada Diamantina. Vale uma parada para tirar uma foto de recordação.

Ao chegar à entrada da cachoeira — uma propriedade particular denominada de Complexo Turístico Fazenda Santo Antônio —, você vai encontrar uma casa, onde opera um saboroso restaurante com as delícias da culinária baiana. Então, se a sua visita ocorrer próxima da hora do almoço, aproveite para experimentar alguns dos pratos mais famosos da Bahia.

A partir do estacionamento, existe uma trilha, bem fácil de ser ultrapassada, que o levará até a queda d’água de mais de 70 metros de altura.

Se você preferir fazer o ecoturismo ao pé da letra e aprofundar o seu contato com a natureza, pode optar por um passeio que faz a trilha completa a pé até a queda d’água. Esse percurso pode durar o dia inteiro e tem várias paradas para banho no rio e em outros poços. Entretanto, para fazê-lo, o mais indicado é buscar por um guia particular, que conheça todo o percurso.

2. Centro Histórico

Como quase todas as cidades históricas do Brasil, Lençóis também preserva muito da arquitetura colonial portuguesa. Graças a isso, esse pequeno município baiano é muito mais do que a porta de entrada para um dos mais belos cenários naturais do país.

Os traços portugueses estão preservados no Centro Histórico de Lençóis, que remete à época do garimpo no município. Além da beleza arquitetônica, por lá, estão concentrados os restaurantes da cidade, que unem o toque refinado dos estabelecimentos dos pequenos vilarejos do interior à famosa cozinha baiana com alguns toques da culinária contemporânea.

3. Morro do Pai Inácio

Um dos cenários mais imponentes da Chapada Diamantina é o Morro do Pai Inácio, e não é à toa que esse é um dos passeios mais procurados pelos turistas que visitam a região. Lá de cima, é possível apreciar toda a exuberância e imensidão de uma das mais belas paisagens naturais do nosso país.

Para ficar ainda melhor, tente fazer o percurso no horário do pôr do sol. Ao entardecer, o tom de dourado dos raios solares proporciona belos contornos às rochas e faz com que todo o cenário fique ainda mais bonito.

A subida até o topo do Morro do Pai Inácio não é difícil. Entretanto, demanda que os visitantes tenham um certo fôlego e disposição para percorrer os 500 metros de trilha antes de chegar ao ponto máximo.

No caminho da subida, é possível fazer algumas paradas para fotos e guardar recordações dos morros do Camelo e dos Três Irmãos. O horário permitido para subida é até as 17 horas, e é necessário pagar uma quantia de R$ 6,00 por pessoa no início da trilha. Não é preciso contratar guias particulares para a realização do passeio.

Vale lembrar a importância de ficar de olho na previsão do tempo. Ainda que a Bahia tenha a fama de um estado de clima quente, o vento pode ser difícil de aguentar no topo do morro, assim como a temperatura.

Então, é bom se prevenir e levar na mochila um casaco à prova de vento e, caso o clima esteja frio, um moletom extra. Dessa forma, você vai poder curtir melhor o passeio, sem se preocupar com as condições do tempo.

4. Serrano

Lar de diversas atrações da Chapada Diamantina, o parque municipal do Serrano é um dos destinos mais procurados da cidade. Pontos turísticos famosos da região, como o Salão de Areias Coloridas, cachoeiras da Primavera e Cachoeirinha, Poço Halley e as piscinas naturais (chamadas de “caldeirões”), estão todos situados dentro do perímetro do parque.

Para chegar até lá, deve-se fazer uma caminhada de menos de 20 minutos saindo do Centro de Lençóis. A primeira beleza natural que o lugar oferece aos seus visitantes são os caldeirões. No passado, esse era um local muito utilizado para o garimpo, e as piscinas podem atingir até 4 metros de profundidade. As águas límpidas, porém de cor escura, são ideais para quem quer relaxar e se refrescar.

O Serrano também é o lugar perfeito para quem está em busca de aventura, pois é considerado um “point” para os praticantes de rapel e escalada. No final do passeio, você ainda pode visitar o mirante do parque, que oferece uma vista panorâmica de tirar o fôlego.

5. Ribeirão do Meio

Outro atrativo muito procurado no município de Lençóis é o Ribeirão do Meio. Esse ponto turístico é indicado para turistas de todas as idades, e quem o visita jamais se arrepende. A diversão é garantida, principalmente, pelo famoso tobogã de pedra natural, curiosamente apelidado de “Rala Bunda” pelos moradores da região.

O escorregador natural leva os seus “passageiros” diretamente para as águas calmas, transparentes e refrescantes do Ribeirão de Baixo. O passeio é ideal para quem quer relaxar com a família e prefere conhecer os lugares por conta própria.

Por ser uma trilha de fácil acesso, o guia particular é dispensável. Para chegar até lá, a caminhada de 3,5 km leva cerca de 45 minutos.

6. Cachoeira da Fumaça

A Cachoeira da Fumaça é a segunda maior queda d’água do país, com mais de 360 metros altura, sendo um dos pontos turísticos mais incríveis da Chapada Diamantina.

O local fica situado entre os municípios de Lençóis e Palmeira. Para chegar até lá, é necessário percorrer aproximadamente 80 km de carro até a trilha que leva os turistas à cachoeira.

O caminho a ser percorrido a pé leva cerca de duas horas e tem como ponto final o topo da Cachoeira da Fumaça. Para os mais aventureiros, existe uma trilha alternativa, que leva do topo da queda d’água até o local onde ela deságua. Essa trilha tem duração de até três dias, e, caso você escolha essa alternativa, vai dormir em barracas e cercado pela natureza exuberante da Chapada Diamantina.

Entretanto, vale lembrar que essa é a trilha mais difícil de toda a região, e, por isso, não é indicada caso você esteja viajando com crianças pequenas. Além disso, a contratação de um guia é essencial, para evitar o risco de perder-se na mata.

Culinária de Lençóis

Se você está decidido a comprar passagem para Lençóis, na Chapada Diamantina, para passar as suas férias, é bem provável que esteja curioso para provar os sabores da tão notável e marcante culinária baiana.

Lençóis é uma verdadeira mistura de sabores. A diversidade de alimentos é a maior peculiaridade da cozinha diamantina — são raízes, grãos, folhas e frutos — acompanhados de carnes e frutos do mar, que são os maiores ingredientes da cozinha do estado.

Portanto, se você é apaixonado por alguma dessas iguarias, definitivamente, vai viajar para o lugar dos seus sonhos!

Como você viu neste post, Lençóis, na Chapada Diamantina, é um lugar repleto de belezas inigualáveis. Então, por que deixar essa oportunidade passar? Reserve agora a sua passagem para Lençóis e aproveite um dos destinos mais exóticos da Bahia!