Londrina é a maior cidade do norte do Paraná e está a 380 quilômetros de distância da capital Curitiba. Moderna e aconchegante, atrai visitantes que buscam por tranquilidade, cultura e belezas naturais.

Há vários parques, museus, apresentações musicais e teatrais, além da tradicional Rota do Café. E para quem gosta de aventura, não pode perder as cachoeiras da região. Ficou curioso? Então acompanhe nossas 5 sugestões de passeios e garanta a sua passagem para Londrina.

1. Conheça as características gerais da cidade

Londrina está em constante desenvolvimento e tem muitos investimentos nas áreas industrial, comercial e de serviços. A economia local é baseada na agricultura: café, trilho, algodão, milho e soja. Na educação, destaca-se com a Universidade Estadual de Londrina: bem-conceituada no cenário nacional.

E nas artes encanta os moradores e visitantes com o tradicional Festival Internacional de Teatro. Já os amantes do esporte podem assistir competições automobilísticas no Autódromo Internacional Ayrton Senna.

Como chegar

Londrina está localizada no Terceiro Planalto Paranaense, região centro-norte do estado do Paraná. Os meios mais comuns de acesso são o terrestre e o aéreo. Por terra, o visitante pode optar por dirigir até a cidade pelas rodovias BR-376, BR-455 e BR-369 ou ir de ônibus até o Terminal Rodoviário de Londrina José Garcia Villar.

Por via aérea, escolha uma passagem para Londrina com destino ao Aeroporto Governador José Richa, situado no bairro Aeroporto. Como está localizado a apenas 3 quilômetros do centro da cidade, esta é a melhor opção para ter acesso aos principais pontos turísticos.

Tendo as principais capitais do sudeste como referência, a distância não é grande: são 528 quilômetros de São Paulo e 953 quilômetros do Rio de Janeiro. E ao programar uma visita à cidade, é possível incluir mais um destino: Londrina fica a 530 quilômetros de Foz do Iguaçu, 489 quilômetros de Paranaguá, 273 quilômetros de Ponta Grossa e 114 quilômetros de Maringá. Sem falar da capital Curitiba, que também está próxima: 380 quilômetros de distância.

História

A região norte do estado do Paraná era uma extensa floresta até ser colonizada pelo arrojo de homens saídos de Minas Gerais e São Paulo, nos anos 1904 a 1908. A área entre Cambará e o Rio Tibagi foi tomada por grandes propriedades e a região desenvolveu-se posteriormente, com a construção da ferrovia São Paulo – Paraná.

Os imigrantes cresceram bastante após a Primeira Guerra Mundial e tiveram importante participação na economia, com a chegada da Companhia de Terras Norte do Paraná. A cidade foi fundada em 1934 e teve rápido desenvolvimento.

Nos anos 50, ganhou destaque nacionalmente devido à produção cafeeira, já nos anos 80 foi marcada pela administração pública, com ações voltadas para o planejamento urbano. Logo depois, na década de 90 tornou-se um polo regional de bens e serviços e ganhou o título de 3ª cidade mais importante do sul do Brasil. A construção civil teve grande contribuição para esse desenvolvimento, que envolveu várias etapas:

  • setor comercial (alimentação, armarinhos e atacados);
  • setor industrial (máquinas de café e cereais);
  • implantação de galerias pluviais;
  • elaboração do plano urbanístico;
  • construção de prédios públicos (faculdades, colégios, postos de saúde e hospitais);
  • construção de conjuntos habitacionais.

Clima

O nome da cidade faz referência ao clima, semelhante ao de Londres, terra dos colonizadores da região. A temperatura média é de 20 ºC e o clima é subtropical úmido mesotérmico.

Chove durante o ano inteiro, mas o fenômeno acontece com mais intensidade no verão. Portanto, coloque um guarda-chuva na mala: ele será muito útil. Comparada a cidades próximas, como Ponta Grossa e Curitiba, Londrina é quente, porém, durante o inverno a temperatura cai bastante e o uso de casaco é indispensável.

2. Áreas Verdes

O Jardim Botânico

O lugar é ideal para caminhadas, trilhas ecológicas e piqueniques. Se o dia estiver ensolarado, não pense duas vezes. Leve a família e aproveite as belezas naturais do lugar.

O Praça Tomi Nakagawa

A praça do centenário da imigração japonesa carrega conceitos estéticos com muito significado cultural. A arquitetura e os jardins zen esbanjam beleza.

O Lago Igapó

As belezas são naturais, mas o projeto paisagístico é assinado por Roberto Burle Marx, O lugar é cercado por ciclovia, jardins e pelo Teatro do Lago. Um ótimo passeio para deixar o dia mais tranquilo e bonito.

3. Museus

O Museu de Arte de Londrina

Construído em 1952, o lugar já foi utilizado como terminal rodoviário até receber uma reforma e ser tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico do Paraná. Essa foi a primeira construção em estilo moderno no estado.

O lugar ainda preserva suas características originais, como a plataforma de embarque. Outro registro interessante aconteceu na sua inauguração, em 1993, com a escultura “A Eterna Primavera”, de Auguste Rodin. As visitas ao museu acontecem de terça a sexta-feira.

O Museu Histórico Padre Carlos Weiss

O prédio tem estilo normando, inspirado nas construções londrinas e funciona na antiga Estação Ferroviária. Pertence à Universidade Estadual de Londrina e o nome é uma homenagem ao seu fundador. O acervo inclui peças nas áreas de Pedagogia, Ciências Sociais, Antropologia, Arqueologia, Biblioteconomia e Comunicação Social.

4. Rota do Café

A Rota do Café existe desde 2009 e inclui mais de 30 empreendimentos, em 9 cidades diferentes. São fazendas, vinícolas, museus, cafeterias e pousadas desenvolvidas em prol da produção cafeeira.

O percurso inicia em Londrina, no Armazém do Café, Museu Histórico e no Sávio Sorveteria e Café. Depois passa pelos municípios Arapongas, Ibiporã, São Jerônimo da Serra, Santa Mariana, Cambará e Ribeirão Claro. Sem dúvidas, esse passeio deve ser incluído no seu roteiro.

5. Cachoeiras

Os amantes do turismo de aventura têm ótimas opções próximas de Londrina: trilhas, escaladas e rapel. Já quem prefere um passeio mais tranquilo pode optar por conhecer as cachoeiras. Veja algumas opções:

Tamarana

Fica na Estância Barão do Rio Branco, a 62 quilômetros do sul de Londrina. O local tem cachoeiras de até 40 metros de altura e é possível acampar ou hospedar-se na própria Estância.

Faxinal

O município fica a 99 quilômetros de Londrina e tem 68 cachoeiras. As mais conhecidas são: Chicão I e II, Porta do Céu, São Bento, Pedreira e Vila Nova.

Salto de Apucaraninha

Fica entre os estados de Paraná e São Paulo. Como trata-se de uma região indígena, é preciso pedir autorização à FUNAI para acessar o parque. O caminho é feito de carro, com uma breve trilha a pé.

Viu como comprar passagem para Londrina pode ser incrível? Londrina é uma cidade que tem muito a oferecer aos seus visitantes. Seja uma viagem em casal, em família, em grupo ou até sozinho, é possível desfrutar das belezas e do clima da cidade.

Entre em contato com nossa empresa para mais informações sobre Londrina e vamos ajudar você a embarcar nessa aventura.