Na rotina corrida do dia a dia, é difícil encontrar tempo para se dedicar à família como gostaríamos. Por isso, as férias escolares são uma ótima oportunidade para aproveitar a convivência familiar, relaxar e se divertir ao mesmo tempo. Nada melhor do que planejar uma bela viagem para fazer isso, não é mesmo?

Então, é hora de começar a pesquisar os melhores lugares para viajar em julho com a família. Nosso artigo vai apresentar sugestões de destinos internacionais e nacionais para que vocês escolham juntos e desfrutem intensamente os dias de férias escolares.

1. Valle Nevado, Chile

Para ter suas férias na neve com a família, a estação de esqui Valle Nevado, perto da capital Santiago, é uma ótima escolha. A paisagem da Cordilheira dos Andes é maravilhosa, a estrutura para o turista é ótima e você pode até nadar nas piscinas aquecidas, depois de esquiar na neve. E, em comparação com outras estações de esqui, os preços são competitivos.

Julho é alta temporada no Valle Nevado, então todos os restaurantes e bares estarão abertos, o que não acontece em outros períodos. Assim, as opções de diversão noturna, depois que as pistas fecham, serão mais variadas.

Mas, paraíso atrai muita gente e então é preciso prestar atenção em detalhes importantes, para ter férias fantásticas:

  • nos fins de semana, o movimento é muito maior, pois o pessoal de Santiago sobe a montanha para aproveitar a folga, aumentando a concorrência nas pistas, nas lojas de aluguel de equipamentos, nas aulas etc.
  • alugar equipamento com antecedência e já chegar vestido para esquiar economiza tempo;
  • em períodos de grande movimento, como nos fins de semana, a estrada de acesso à montanha é mão única só para subir de 8 às 13h e só para descer depois de 16h, por causa dos congestionamentos;
  • a estrada sinuosa e a altitude podem provocar enjôos no trajeto;
  • para evitar os transtornos no deslocamento e aproveitar mais, capriche no orçamento das férias e hospede-se nos resorts dentro da estação de esqui.

2. Bariloche, Argentina

Não é por acaso que Bariloche é a estação de esqui queridinha dos brasileiros. A paisagem é estupenda e as opções de passeio são inúmeras, então a diversão vai muito além das atividades na neve, como esqui e snowboard. A temporada de neve varia, podendo começar mais cedo ou mais tarde, então o mês de julho é o mais garantido para quem quer esquiar.

Não perca os passeios aos cerros (colinas) para se deslumbrar com a paisagem e fazer fotos fantásticas. Alguns dos mais bonitos são:

  • Cerro Campanário, a cerca de 1000 metros de altitude, às margens do lago Nahuel Huapi;
  • Cerro Catedral, com seu imenso complexo de esportes de neve, com pistas para todos os esquiadores, desde iniciantes até mais experientes;
  • Cerro Otto e Piedras Blancas podem ser visitados em um só passeio de dia inteiro: no primeiro, tome um chocolate na Confeitaria Giratória, que faz um giro completo em 20 minutos;
  • no Circuito Chico, passeio de meio dia, é possível parar no Cerro Campanário.

3. La Paz, Bolívia

Os meses de junho e julho são ideais para visitar La Paz, a capital mais alta do mundo (3.660m de altitude), pois é quando a chuva faz uma pausa. Os passeios pela cidade serão mais agradáveis e você poderá caminhar pelo centro histórico e percorrer o Mercado das Bruxas para escolher plantas e ervas medicinais dos índios bolivianos.

Não é demais lembrar que o frio será mais intenso, pois, além de julho ser inverno, a cidade situa-se em grande altitude, na Cordilheira dos Andes.

A Bolívia ainda é um destino bastante econômico, se comparada a outros na América do Sul. Além de admirar as atrações culturais e saborear a gastronomia andina, você pode conciliar a visita à capital com outras atrações. Um lugar imperdível no nosso país vizinho é o Salar do Uyuni, um incrível deserto de sal que deixa o visitante de queixo caído pela beleza da natureza.

4. Caribe

Não pense que julho é mês só para viagens de inverno e esportes de neve. Dá praia também! A época é ótima para visitar o Caribe, pois a chance de chover é bem baixa e a temporada dos furacões ainda não começou. Selecionamos três lugares para viajar em julho no Caribe:

Cancún

Situada na península de Yucatán, no Golfo do México, a cidade de Cancún agrada toda família: mar azul-turquesa, águas mornas, areia branquinha, nado com golfinhos, parques aquáticos, rios subterrâneos, ruínas maias, gastronomia de primeira, baladas, compras etc. E nos arredores ainda tem Cozumel, Playa del Carmen, Isla Mujeres e outras atrações tão imperdíveis quanto Cancún. Um mês vai ser pouco para tantas atividades.

Barbados

A temperatura da água estará bem agradável em julho e as pancadas de chuva, quando ocorrerem, serão rápidas. Além disso, o risco de furacões na ilha é bem baixo. O último a passar por lá foi em 1955. Então, vá em julho e aproveite a Crop Over, festa do final da colheita da cana, que é o carnaval deles e dura um mês inteiro. Quem sabe ainda encontra a Rihanna por lá? Ela nasceu em Barbados!

Punta Cana

No oeste da República Dominicana, Punta Cana também oferece risco baixo para furacões em julho. É um paraíso para quem busca mar turquesa, praias branquinhas enfeitadas por coqueiros e sol o ano todo. Seus complexos hoteleiros luxuosos no sistema all inclusive são famosos: o hóspede desfruta de toda a mordomia sem nem precisar sair do resort.

5. Paraty, RJ

No Brasil, nossa lista de sugestões de lugares para viajar em julho começa com a charmosa Paraty. Além da bela arquitetura colonial, a cidade oferece belas praias, como Trindade, que fica a cerca de 20 quilômetros de distância da cidade.

De 25 a 29 de julho, há um motivo muito especial para visitar Paraty: a Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), um encontro cultural que oferece intensa programação de literatura e cinema, reunindo autores do mundo todo. Nomes como Ariano Suassuna, Chico Buarque, Don DeLillo, Isabel Allende e Salman Rushdie já participaram do evento.

No FLIP de 2018, a principal homenageada será a escritora paulista Hilda Hilst, falecida em 2004.

6. Lençóis Maranhenses, MA

A infinidade de lagos de água doce formados pela chuva no meio das dunas faz dos Lençóis Maranhenses um destino único no mundo. A cor das lagoas, variando do verde-esmeralda ao azul-turquesa, contribui para a beleza de um cenário incomparável que atrai visitantes durante o ano todo.

No final da tarde, o sol se esconde atrás das dunas e ilumina as águas das lagoas, proporcionando um espetáculo difícil de descrever com palavras, então você precisa ir lá e conferir pessoalmente.

O mês de julho é um dos mais favoráveis para a visita a essa atração do estado do Maranhão, pois a estação chuvosa já terá enchido as lagoas e o tempo estará seco.

7. Chapada Diamantina, BA

No interior baiano, a Chapada Diamantina oferece imensa diversidade de paisagens e atrações, como morros, paredões, cachoeiras, grutas, rios subterrâneos, lagos e o acolhimento sempre amigável do povo simples do lugar.

A cidade de Lençóis é a mais estruturada para receber o turista, com hotéis confortáveis, pousadas charmosas e ótimos restaurantes para provar a autêntica culinária dos antigos garimpeiros. Experimente o godó de banana verde!

Em julho dificilmente chove, o que é ideal para percorrer as trilhas para as atrações. Outra vantagem é que será a época em que os raios de sol estarão incidindo sobre as águas da Gruta Azul, do Poço Encantado e do Poço Azul, tornando o espetáculo ainda mais bonito.

Há voos que liga Salvador e Belo Horizonte diretamente a Lençóis, que tem aeroporto a 20 km de distância da cidade.

8. Cidades Históricas e Belo Horizonte, MG

No friozinho gostoso de julho, você vai se deliciar com a famosa culinária mineira e poderá esquentar o peito com uma cachaça da boa. A capital Belo Horizonte é facilmente alcançável de qualquer ponto do país e também oferece muitas atrações, além de ser a base ideal para as cidades históricas.

Na capital mineira, conheça o Complexo Arquitetônico da Pampulha, projetado pelo jovem Oscar Niemeyer, na época em que Juscelino Kubitschek era o prefeito da cidade. Em 2016, a Pampulha foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

Não deixe de visitar os centros culturais instalados na Praça da Liberdade e apreciar a vista espetacular na Praça do Papa e no mirante das Mangabeiras, aos pés da serra do Curral, que emoldura o horizonte.

Na região metropolitana, na cidade de Brumadinho, fica o Instituto Inhotim, imenso museu-parque ao ar livre que reúne arte contemporânea, arquitetura, paisagismo e uma rica programação cultural.

Depois, o ideal é alugar um carro para conhecer um pouco mais sobre o passado colonial do Brasil, visitando as cidades históricas de Sabará, Congonhas, Ouro Preto, Mariana, Tiradentes, São João Del Rei e outras.

9. Caldas Novas e Rio Quente, GO

No interior de Goiás, a cerca de 170 km de Goiânia e 325 km de Brasília, encontra-se a estância hidrotermal que é uma festa para a família toda. Há inúmeros bons hotéis em Caldas Novas, cada um com sua própria piscina de águas mornas ou com direito a entrada para um parque aquático. A família vai relaxar e se divertir o dia inteiro e à noite também, pois ninguém vai querer sair da água.

A 30 km de Caldas Novas, encontra-se o Rio Quente Resorts, um dos primeiros empreendimentos hoteleiros da região, com suas piscinas naturais e fontes de água quente. Dentro do complexo, encontra-se o Parque das Fontes e a praia do Cerrado, uma piscina com ondas, toboágua e tirolesa.

O inverno é o período de maior movimento, pois quase não chove e a temperatura mais amena permite aproveitar melhor as águas quentes.

10. Sul da Bahia

Há um trio localizado no litoral sul da Bahia que é escolha sem erro entre os melhores lugares para viajar em julho, pois o tempo estará claro e a possibilidade de chuva é baixa. Porto Seguro, Arraial d’Ajuda e Trancoso são três cidades próximas, cada uma com suas próprias características, mas tendo em comum a hospitalidade, as praias paradisíacas e outras qualidades, como a gostosa culinária baiana. Você pode escolher qualquer uma das três como base e visitar as outras duas facilmente, em um passeio de bate e volta.

Porto Seguro

Esta é a maior das três e é onde você vai chegar se for de avião, pois é lá que fica o aeroporto. A rede hoteleira é bem variada, tanto no centro quanto nas praias. As melhores barracas, que são complexos com restaurantes, bares, lojinhas, serviços de praia e muito axé, se concentram na praia de Taperapuã, a 7 km do centro.

Visite também a parte histórica na cidade alta, com seu casario colonial bem preservado, igrejas e museus, além da bela vista para a cidade baixa à beira-mar.

Arraial d’Ajuda

Basta pegar a balsa para atravessar o rio Buranhém e chegar à charmosa vizinha Arraial, um pouco menor e mais sofisticada do que Porto Seguro. Você desce a rua do Mucugê, rodeada de ótimos restaurantes, bares, lojas e pousadas e chega até a praia do mesmo nome, a mais central da cidade.

Seguindo para a direita, chega-se à praia do Parracho, um pouco mais tranquila, e mais adiante está a Pitinga, com suas piscinas naturais e boa oferta de restaurantes. Continuando a caminhada, chega-se à praia do Taípe, com suas belas falésias.

Trancoso

A 70 km de Porto Seguro, está Trancoso, a menor das três e também a mais rústica e natureba. É um vilarejo charmoso que respira tranquilidade. A praça principal é um quadrado que se chama isso mesmo, Quadrado. Ao redor, singelas casinhas coloridas que são restaurantes, bares e lojas. No centro, um campinho de futebol onde os nativos jogam bola ou capoeira. Ao fundo da pracinha, visite a pequenina colonial. Se for à missa, pode encontrar a cantora Elba Ramalho, que possui uma bela casa bem pertinho dalí.

Agora que leu nosso artigo com ótimas sugestões de lugares para viajar em julho, é só escolher e aproveitar tudo o que você e sua família merecem. Os lugares que citamos são atrativos durante qualquer época do ano, mas, por alguma razão particular, são ainda mais especiais no mês de julho, quando chegam as férias escolares.

Escolheu o destino? Agora falta fazer as malas, não é? Aproveite para ler nosso artigo do blog que fala justamente sobre isso: a mala ideal para suas viagens. Leia!

próximo destino de suas fériasPowered by Rock Convert