Desde que Hollywood tornou-se o berço da indústria cinematográfica dos Estados Unidos, no início do século XX, muita coisa mudou no mundo do cinema e da televisão.

Hoje, muitas produções norte-americanas são filmadas fora do distrito de Los Angeles, mas o fato é que os principais estúdios continuam localizados lá. Por isso, o aeroporto de Los Angeles é frequentado cotidianamente pelas estrelas.

Isso acontece não apenas porque o centro dos compromissos profissionais dos atores é Hollywood — tanto filmagens quanto testes de elenco, entrevistas para divulgação das obras, sessões de fotos etc. —, mas também porque o Aeroporto Internacional de Los Angeles é o único da cidade californiana.

Los Angeles pode não ser a capital da Califórnia — esse título vai para Sacramento —, mas é, definitivamente, o centro cultural, comercial e financeiro do estado.

Além disso, ela é a segunda maior cidade dos Estados Unidos, ficando atrás apenas de Nova York.

LA, como também é carinhosamente chamada, atrai milhões de visitantes todos os anos, seja para o turismo ou para negócios — como as próprias estrelas do cinema.

Portanto, não é à toa que a “cidade dos anjos” e o seu mais famoso distrito, que fica bem no centro da cidade, atraem tanto fascínio ao redor do mundo todo.

Pensando nisso, preparamos este post para que você conheça tudo sobre o aeroporto de Los Angeles. Continue a leitura e veja por que ele e os famosos que passam por ali são uma atração por si só!

A história e a infraestrutura do aeroporto de Los Angeles

Inaugurado em 1930, o nome oficial do local é Aeroporto Internacional de Los Angeles, mas ele é mais conhecido apenas como LAX, seu código que transformou-se em apelido. Localizado no distrito de Westchester, ele fica a 30 km do centro de Los Angeles e estende-se por uma área de 1.416 hectares.

O aeroporto de Los Angeles recebe uma altíssima circulação tanto de passageiros quanto de carga.

Estabelecido como o maior e mais movimentado aeroporto da costa oeste dos Estados Unidos e o quinto do mundo, o LAX é um dos principais pontos de entrada para viajantes vindos de outros países para diversas cidades dos EUA e também um importante local de conexão para quem vai para outros países.

Entre os passageiros internacionais, o aeroporto é o terceiro principal do país, atrás apenas do Aeroporto JFK em Nova York e do Aeroporto Internacional de Miami. Além disso, é claro, há os que têm a própria Los Angeles como seu destino final.

Aliás, o LAX recebe esse tipo de passageiro — que tem LA como origem ou destino, ou seja, não estão em conexão — mais do que qualquer outro aeroporto do mundo.

O aeroporto possui conexões permanentes com 101 destinos domésticos e outros 85 internacionais em todos os continentes do planeta.

Os viajantes chegam e partem pelos 9 terminais do LAX, que somam 128 portões organizados no formato de uma ferradura, ou da letra “U”.

O Terminal Internacional Tom Bradley

O nono e mais recente terminal do aeroporto foi batizado de Terminal Internacional Tom Bradley.

Inaugurado a tempo de receber os turistas e atletas indo à cidade para as Olimpíadas de 1984, o terminal recebeu o nome do homem que serviu por mais tempo como prefeito de Los Angeles (um total de 20 anos) e que foi, também, o primeiro prefeito negro da cidade.

O terminal lida, sozinho, com 10 milhões de passageiros por ano. Depois de ser revitalizado e reinaugurado em 2013, ele recebeu portões capazes de comportar aeronaves maiores e 7 enormes telas multimídia, que exibem vídeos artísticos e turísticos sobre o Sul da Califórnia. Esse sistema imersivo é o maior presente em um aeroporto e o mais avançado em um aeroporto norte-americano.

Reconhecido também como um ícone da arquitetura angelena, o Terminal Tom Bradley recebe seus passageiros com infraestruturas como uma área de lazer e brincadeiras para as crianças, salas especiais para executivos e um moderno centro de negócios.

O que você vai encontrar no LAX

Agora que você já conheceu a relevância do aeroporto de Los Angeles, dá para imaginar que é preciso um amplo leque de serviços e estabelecimentos para atender todos esses passageiros que passam por lá todo os dias, não é mesmo? É por isso que, na introdução, destacamos que o LAX é uma atração à parte.

O aeroporto é não apenas beneficiado pela movimentação econômica e financeira de Los Angeles e da Califórnia, mas também contribui ativamente para ela, tendo um impacto anual de 60 bilhões de dólares na economia local.

Esse valor é alcançado ao considerarmos tanto os serviços de aviação do LAX quanto as atividades que ocorrem nas proximidades do aeroporto e que dependem diretamente de sua presença.

Lojas e restaurantes

Sozinho, o Great Hall (“grande saguão”) do Terminal Internacional Tom Bradley soma mais de 2.300 m² de lojas duty-free.

O Terminal também reúne a maioria dos restaurantes e lojas de grife do LAX, como Burberry, Porsche e Chloé. Há, ainda, unidades franqueadas de alguns dos restaurantes mais populares de Los Angeles, como Umami Burger, Lucky Fish, The Larder e Ink.Sack.

Nos demais terminais, você pode encontrar lojas como Gucci e Hermes, além de outros mais de 50 restaurantes contemplando todos os apetites e estilos de culinária.

Portanto, enquanto espera seu voo ou conexão, não vão faltar oportunidades para conhecer as melhores marcas e restaurantes de LA e para explorar as lojas em busca de presentes para seus amigos e familiares e lembranças para você mesmo.

Melhorias previstas

O Los Angeles World Airports (LAWA), departamento que gerencia o LAX, ainda tem planos para continuar a modernizar o aeroporto.

Entre as obras planejadas estão melhorias nos terminais e nas pistas de voo, visando aprimorar a experiência dos passageiros, reduzir a lotação e melhorar o acesso a aviões maiores.

A implementação desse programa de melhorias deve chegar a 14 bilhões de dólares e deve ser finalizado até 2023, ou seja, 14 anos depois de seu início, em 2009.

Trata-se do maior plano de modernização da história da cidade em relação às obras públicas de LA. As expectativas são de que a construção desses aprimoramentos crie 121 mil empregos por ano até a sua conclusão.

A importância de Hollywood para o aeroporto de Los Angeles

LAX pode ser o quinto aeroporto mais movimentado do mundo, mas, quando o assunto são as celebridades, ele é definitivamente o líder mundial. E, com as estrelas, vêm os paparazzi.

Buscando oferecer mais privacidade — e, é claro, mais conforto e luxo — para seus astros e estrelas, o aeroporto de Los Angeles inaugurou, em maio de 2017, um terminal dedicado exclusivamente a seus ilustres passageiros. Esse é o primeiro terminal privado em um aeroporto norte-americano.

Construído com um custo de 22 milhões de dólares, o terminal fica localizado a uma boa distância do aeroporto, bem longe dos terminais comuns e, consequentemente, dos paparazzi. O local conta com 13 suítes, serviços de comida e bebida, televisões e uma equipe de oito pessoas para atender os famosos.

Terminais VIP como esse já existem em Dubai, Amsterdã e Munique, tornando-se cada vez mais interessantes para aeroportos com uma alta circulação não apenas de celebridades, mas dos ricos e poderosos em qualquer área de atuação.

Afinal, para entrar para esse seleto clube, é preciso desembolsar uma anuidade de 7.500 dólares por pessoa, além de mais 2.700 para cada voo doméstico e 3 mil dólares por voo internacional para grupos de até 4 passageiros.

Em total segurança, o transporte entre o terminal e a pista de voo, onde os passageiros embarcam, acontece por meio de uma série de carros de luxo.

Mesmo com esse terminal, ainda é possível encontrar algumas celebridades circulando pelos espaços regulares do LAX. Basta manter os olhos abertos e permanecer atento!

Nos últimos anos, a indústria cinematográfica e televisiva também mudou bastante graças à globalização.

Hoje, muitos atores e outros artistas não sentem a necessidade de residir em Los Angeles, pois basta ir até Hollywood para os compromissos profissionais e, então, voltar para casa. Além disso, muitas produções não são filmadas em Hollywood, ou, pelo menos, não apenas ali.

Mas, é claro, o distrito continua sendo o mais importante espaço do cinema e da televisão norte-americanos, pois a maioria dos estúdios e dos escritórios das produtoras fica ali. Além da 20th Century Fox e da Warner Bros., hoje LA também é a casa da Netflix, por exemplo.

Isso sem falar de premiações como o Oscar, da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que todos os anos atrai as maiores celebridades da indústria para a cidade dos anjos.

As celebridades que circulam pelo LAX

Tom Cruise, Angelina Jolie, Emma Watson, Reese Witherspoon, Robert Downey Jr., Jennifer Lawrence, Margot Robbie, Seth Rogen, Charlize Theron, Megan Fox, James Franco, Rachel McAdams e Zac Efron são alguns dos atores fotografados com frequência no aeroporto de Los Angeles.

Mas não são apenas os astros e estrelas do cinema que circulam por lá! Madonna, Selena Gomez, Katy Perry, Taylor Swift, Mariah Carey, Mick Jagger, Demi Lovato e Cher também são avistadas regularmente.

Isso acontece não apenas por LA ser também um importante espaço da música dos EUA, mas por nomes famosos dessa indústria darem as caras com frequência nas telonas.

O craque David Beckham e sua esposa Victoria são outras celebridades que utilizam bastante o LAX quando vão do Reino Unido para os Estados Unidos.

E os brasileiros? Gisele Bündchen, frequentemente acompanhada dos filhos e de seu marido, Tom Brady, também chama a atenção no LAX. As integrantes da família Kardashian, incluindo Kim Kardashian e Kylie Jenner, chegam e partem regularmente do aeroporto.

O aeroporto de Los Angeles como estrela de cinema

O próprio aeroporto de Los Angeles pode ser considerado uma estrela de cinema, já que serve de cenário para diversas produções para as telinhas e telonas dos Estados Unidos e mundo afora. Entre 2002 e 2005, filmagens ocorridas no LAX movimentaram 590 milhões de dólares na cidade de Los Angeles.

Isso acontece, em grande parte, graças à proximidade do LAX com Hollywood — se um filme ou episódio de seriado traz uma cena ambientada em um aeroporto, é mais fácil, prático e barato filmá-la no LAX do que deslocar toda a produção para outra cidade.

Um dos momentos mais famosos do LAX no cinema é no filme “A Primeira Noite de um Homem”.

Na cena de abertura, o protagonista, vivido por Dustin Hoffman, caminha por um túnel de conexão do aeroporto ao som da icônica canção “The Sound of Silence”, de Simon & Garfunkel.

Trinta anos depois, em 1997, o longa-metragem “Jackie Brown” referenciou essa cena e trouxe sua protagonista andando pelo mesmo espaço, trocando apenas a trilha sonora.

Na célebre comédia “Apertem os Cintos… o Piloto Sumiu!”, o avião que serve de cenário para a maior parte do filme decola do aeroporto de Los Angeles.

As últimas cenas do famoso thriller “Fogo Contra Fogo” também foram filmadas no LAX, assim como boa parte das cenas de “Em Qualquer Outro Lugar”, estrelado por Susan Sarandon e Natalie Portman. “Clube da Luta” tem início quando os personagens de Edward Norton e Brad Pitt se conhecem no mesmo voo e desembarcam no aeroporto de Los Angeles.

LAX era o destino final do avião que acompanhamos na comédia “Serpentes a Bordo”, protagonizada por Samuel L. Jackson, e também do voo que levava os personagens do seriado “Lost” e que, na história, sofre um acidente e cai em uma ilha misteriosa. No último episódio da série, o aeroporto serve de cenário.

Esses são apenas alguns dos exemplos que mostram o quanto o LAX é importante para a indústria do entretenimento dos Estados Unidos, e não apenas por receber os astros e estrelas de Hollywood!

Viu só? O aeroporto de Los Angeles é um espaço fascinante para quem quer entender melhor a relação entre Hollywood e a cidade ao redor do distrito, que é um dos principais destinos do país.

Como vimos, lá você pode encontrar tanto algumas das maiores celebridades do mundo quanto lojas e restaurantes de luxo, uma arquitetura celebrada e recursos tecnológicos inovadores. Definitivamente, vale a pena dedicar algumas horas da sua viagem para explorar o LAX.

E então, qual celebridade você adoraria avistar no aeroporto de Los Angeles? Se você já foi lá, o que mais chamou sua atenção? Tem outras dúvidas sobre a cidade dos anjos ou experiências para compartilhar? Deixe seu comentário no post e entre para a conversa!