Santiago do Chile é um dos destinos mais procurados pelos brasileiros, tanto pela proximidade quanto pelo clima. Além da neve e das estações de esqui, também é possível visitar belas praias e desfrutar da vida urbana. É uma capital cosmopolita, que carrega muita história e tem uma cultura recheada de arte. São tantas opções, que pode surgir a dúvida: o que fazer em Santiago do Chile? Por isso, acompanhe este texto e descubra!

Santiago do Chile

A capital chilena é moderna e bem desenvolvida, uma das melhores opções de destino na América do Sul. Ele já impressiona do alto, quando o avião está sobrevoando a região. A Cordilheira dos Andes e sua imensidão de picos atrai olhares e admiração dos passageiros. Essa já é uma ótima recepção, mas o lugar ainda tem muito a oferecer, como o Valle Nevado, os vulcões, o Deserto do Atacama e a Patagônia.

Turismo em Santiago do Chile

Com mais de 6,5 milhões de habitantes na região metropolitana, Santiago tem um grande fluxo de pessoas. E mesmo com todo esse movimento, a cidade permanece limpa e arborizada. O sistema de metrô facilita bastante o deslocamento entre os diversos pontos turísticos: prédios históricos, museus e parques com visão panorâmica.

Para os amantes da gastronomia, há diversos restaurantes com diferentes culinárias. O vinho é uma das grandes atrações. Além de saborear a bebida nos restaurantes, você pode visitar uma vinícola e experimentar as mais variadas produções de vinhos. E o clima torna tudo mais agradável. Quem nunca viu a neve, precisa ir ao Chile no inverno, a paisagem fica ainda mais bonita e você pode até experimentar uma nova atividade: esqui na neve.

No verão, você vai curtir as praias. E se você gosta de natureza, vai adorar conhecer os vales nevados, vulcões e desertos do país.

Melhor época para visitar Santiago

A cidade é agradável durante todo o ano. Para quem busca por tranquilidade, o mês de julho é a melhor opção. Mesmo em alta estação, é possível experimentar um pouco da vida tranquila dos chilenos nos bairros boêmios, como Paris e Londres.

Devido às férias escolares, a cidade fica mais vazia. Entre maio e setembro o período de chuvas é intenso, mas durante todo o ano o clima é seco. Por isso, é importante beber água com frequência, usar hidratantes para evitar o ressecamento da pele e dos lábios, além do protetor solar.

Independentemente do período escolhido ser verão ou inverno, você vai precisar de um casaco de frio para usar à noite. Mas antes de definir a data, entenda como funcionam as estações em Santiago.

Estação Período
Verão 21 de dezembro a 21 de março
Outono 21 de março a 21 de junho
Inverno 21 de junho a 23 de setembro
Primavera 23 de setembro a 21 de dezembro

No inverno

O inverno — junho a setembro — é uma das estações preferidas pelos brasileiros que visitam Santiago, pois as temperaturas variam entre 0ºC e 13ºC. É a época ideal para conhecer o Valle Nevado e se aventurar praticando esqui na neve. Devido às temperaturas baixas, é recomendado o uso de roupas e acessórios que oferecem conforto térmico, como agasalhos, luvas, gorros e botas. Do início da manhã até o cair da noite o frio é constante.

No verão

No verão — dezembro a janeiro — a temperatura varia entre 16°C e 35°C e é uma boa opção para conhecer o litoral. Valparaíso e Viña Del Mar são as praias mais conhecidas, mas existem outras opções: Reñaca, Maitencillo, Horcon, Zapallar, Algarrobo ou Pichilemu.

Você também pode apreciar com melhor visibilidade a exuberância da Cordilheira dos Andes. É possível visualizá-la de vários pontos da cidade, principalmente durante o dia.

Outra forma de desfrutar Santiago no verão é visitando os espaços ao ar livre: praças e parques ricos em natureza. Inclusive, muitos desses lugares possui visitação gratuita. Uma boa sugestão é ver o pôr do sol no topo do Cerro San Cristóbal, um dos mais bonitos do país, com vista panorâmica da cidade.

E a maior vantagem desse período é que ele é considerado baixa temporada. Ou seja, você vai poder curtir tudo o que a cidade tem a oferecer de forma mais econômica.

Roteiro de viagem

Para montar o roteiro, você precisa conhecer os principais pontos turísticos e elencar os que mais agradam você. Assim fica mais fácil organizar os passeios em Santiago do Chile e saber o que fazer em cada um deles.

Passeios mais populares

Confira!

Centro Histórico de Santiago

A arquitetura é o principal destaque: ela mistura tradição com modernidade. As praças e museus são os cenários perfeitos para fotografias. É lá onde acontece a troca da guarda. Caminhando, você pode ir até à Plaza das Armas e conhecer outros pontos turísticos:

  • Catedral Metropolitana;
  • Edifício dos Correios;
  • Museu Histórico Nacional;
  • Museu de Arte Precolombino

Palácio La Moneda

A sede do governo chileno oferece várias opções de entretenimento. Além da beleza do edifício, o espaço possui um Centro Cultural que fica o subsolo da praça, onde existem lojas de artesanato, cafeterias charmosas, exposições e atividades culturais. Para chegar até o palácio, você pode pegar a linha 1 do metrô: Estação La Moneda.

Valle Nevado

Uma das atrações mais procuradas é o Valle Nevado Ski Resort, a estação de esqui mais famosa do Chile — uma das melhores da América do Sul. É muito procurada por turistas em lua de mel ou praticantes de esqui. A estação pode ser visitada durante todo o ano, mas para esquiar é preciso ir no inverno. São 39 pistas voltadas para a diversão dos esportistas.

Se você não tiver habilidade com a atividade, procure pelas aulas para iniciantes. E mesmo que você não queira esquiar, vá para admirar a paisagem. É diferente de tudo o que você já viu. E se quiser aproveitar a região ainda mais, pode hospedar-se em um dos hotéis próximos.

Valparaíso e Viña Del Mar

As duas cidades litorâneas ficam próximas e podem ser visitadas no mesmo dia. Valparaíso é conhecida pela beleza natural de seus 42 morros e pelas casas coloridas. Não é à toa que essa área é considerada Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. A cidade também tem um importante porto marítimo. Já Viña Del Mar tem um famoso passeio de charrete, que passa pelos principais pontos turísticos da cidade.

Casas do Poeta Pablo Neruda

O poeta mais famoso do país também é conhecido e reconhecido mundialmente — foi agraciado com o Prêmio Nobel de Literatura.

Suas três casas tornaram-se verdadeiros museus, com objetos que contam a sua história e ambientam o lugar onde nasciam suas lindas poesias. Uma das casas está localizada em Santiago: La Chascona. As outras ficam em Valparaíso (La Sebastiana) e em El Quisco (Isla Negra).

Sky Costanera

Desse lugar não tem muito o que falar, você precisa ir para sentir a emoção de estar na torre mais alta da América Latina: são 300 metros de altura. De lá, você tem uma visão panorâmica de 360º da capital chilena. Apesar do frio na barriga, esse é um lugar que não pode faltar no seu roteiro!

Trilhas do Deserto do Atacama

Se você gosta de aventura e paisagens surpreendentes, vale a pena deslocar-se para o norte do país, no povoado de San Pedro do Atacama para conhecer o deserto do Atacama, considerado o mais seco do mundo. A altitude chega a 4 mil metros acima do mar.

De dia você vai observar uma riqueza natural impressionante: montanhas nevadas, lagos, vulcões e museus. E durante a noite vai conferir o espetáculo a céu aberto: vista da via-láctea a partir do céu mais escuro e nítido da Terra. É imperdível!

Patagônia

A cidade por si só já tem muitas atrações, com museus e vida noturna agitada. Mas é natureza exuberante que chama a atenção. Os sítios arqueológicos reservam muita história e beleza aos visitantes. E se você gosta de esportes de aventura, como escalada, trekking, cavalgadas e passeios de caiaque, vai se encantar com o ambiente.

Cerro San Cristóbal

Esse é um passeio para o dia todo. Para chegar até lá você pode pegar o Metrô Linha 1 – Estação Baquedano. Depois, para acessar o Cerro, é preciso pegar o Funicular, uma espécie de bondinho. O Cerro fica no Parque Metropolitano de Santiago, o maior do país. Lá em cima há uma diversão para todos os gostos e idades: a vista panorâmica da cidade. Ela é bonita tanto de dia quanto de noite, mas fica ainda mais especial durante o pôr do sol.

Quem viaja com crianças pode aproveitar para conhecer o Zoológico existente no lugar. Os religiosos podem apreciar o Santuário Imaculada Conceição, uma imagem de 22 metros de altura. Outra opção bastante agradável é o bairro Bellavista. Ele tem diversos bares, restaurantes e shopping (Patio Bellavista). Ao lado do shopping está o restaurante “Como Água para Chocolate”, com o mesmo título de um filme, o lugar é uma ótima escolha para almoço ou jantar.

Passeios menos conhecidos

Vamos lá!

Embalse El Yeso

Esse é um parque natural formado pelo reservatório de água do Rio Yeso, envolvido pela Cordilheira dos Andes. Toda essa imensa formação mostra a grandiosidade da natureza, proporcionando uma experiência única.

Termas de Colina

Seguindo o mesmo roteiro do Embalse El Yeso, você vai conhecer as piscinas naturais ricas em minérios — recomendadas para o tratamento de várias doenças. A temperatura da água pode chegar a 50ºC de temperatura, devido à proximidade do vulcão San Jose. Além disso, banhar-se no Termas de Colina é muito relaxante, utilizado até como terapias medicinais. Outra opção é o Termas de Chillán, que fica a 480 km ao Sul de Santiago.

Boêmia de Santiago

Ir para Santiago e não tomar vinho é quase inadmissível. Por isso, aproveite as noites para saborear os melhores vinhos chilenos em bairros como Paris e Londres, que possui uma diversidade de restaurantes e bares de rua. Para quem viaja sozinho ou até em casal ou grupo, essa é uma ótima maneira de socializar, pois esses ambientes recebem vários turistas e moradores brindando a vida.

Comércio de rua e Mercado Público

São nesses lugares que você vai conhecer a verdadeira cultura chilena e experimentar os sabores de Santiago. Peça um ceviche um mote con huesillos. Se você gosta de fotografia, vai adorar os cenários formados diariamente nesses espaços.

Shopping Mall Sport

Os amantes de aventura podem praticar diversas atividades no complexo comercial: arvorismo, ciclismo, escalada e surf em piscina de ondas. É um verdadeiro paraíso para crianças e adultos. No local, além da endorfina provocada pelas atividades você também pode adquirir artigos esportivos.

Vinícolas

Além da beleza dos vinhedos, conhecer todo o processo de produção é muito enriquecedor. Durante ou no fim do passeio é possível experimentar o produto final. Algumas fazendas ainda oferecem refeições, como almoço e lanche. Mesmo que estejam em uma região mais distante, vale a pena conhecê-las. Veja algumas vinícolas famosas:

  • Valle de Casablanca;
  • Valle de Colchagua (Viu Manent e Casa Silva);
  • Concha y Toro;
  • Cousino Macul;
  • Santa Carolina;
  • Casas del Bosque;
  • Emiliana;
  • Undurraga.

Artes de Santiago

Se estiver sem programação em algum dia e estiver perguntando a si mesmo o que conhecer em Santiago do Chile, coloque um sapato e roupa confortável e vá às ruas, pois caminhar pela cidade é como transitar por uma exposição de arte. Você vai encontrar museus e monumentos por toda parte. Essas atrações ficam bem próximas e podem ser visitadas a pé ou de metrô. E que tal casar esse passeio com atrações naturais? Por exemplo, você pode ir ao Museu Bellas Artes e em seguida visitar o Parque Florestal. Eles ficam um de frente para o outro.

Outro passeio imperdível é passar a manhã no Parque Quinta Normal. Ele tem seus próprios museus, além de ficar perto do Museu da Memória e dos Direitos Humanos. Depois, você pode repor as energias almoçando no Peluqueria Francesa — bar e barbearia mais antiga do Chile.

Percebeu o potencial do destino? A lista indicando o que fazer em Santiago do Chile é imensa, essas são só algumas opções. Para conhecer mais sobre esse lugar e outros destinos incríveis acompanhe os nossos conteúdos exclusivos por meio das nossas redes sociais. Estamos presentes no Facebook, Instagram, Linkedin, Youtube, Twitter e Google+.