Estados Unidos, Canadá e México: os três países da América do Norte são destinos muito procurados por brasileiros de todas as faixas etárias e classes sociais. Entre viagens a trabalho, intercâmbios para estudar e passeios de férias com a família ou amigos, esses lugares atraem turistas durante todo o ano.

Existem algumas cidades que já se tornaram os destinos preferidos dos brasileiros em viagens a lazer, mas a verdade é que o continente esconde diversos lugares perfeitos para o turismo e pouco conhecidos dos viajantes em geral.

De praias paradisíacas, reservas naturais e monumentos históricos à atmosfera urbana das metrópoles, passando por cidades que são parada obrigatória para quem deseja fazer compras, existe muito a explorar na América do Norte!

Por isso, se você está planejando sua próxima viagem internacional de férias, sozinho ou com a família, conheça alguns destinos que podem interessar:

México

Arriba! O México sempre foi um dos destinos preferidos dos turistas brasileiros, atraídos por suas belíssimas praias, sua culinária exótica e, claro, sua proximidade com o país. Sem dúvida, as águas transparentes, as longas faixas de areia branca e o sol abundante são motivos de sobra para incluir o México no seu próximo roteiro de férias, mas existe muito a conhecer no país.

Afinal, ele conta com 32 sítios designados como Patrimônio da Humanidade pela Unesco: ruínas arqueológicas, cidades coloniais e monumentos históricos dividem espaço com o cenário urbano das grandes cidades.

A familiaridade dos brasileiros com o idioma espanhol e a facilidade de não precisar de visto para viagens de turismo de até 180 dias são bons incentivos para incluir o México em sua próxima viagem.

Praia de Akumal

É difícil eleger a praia mais bonita do México, mas Akumal, com certeza, ficaria entre as finalistas. Com longas faixas de areia branca pontuadas por palmeiras e um mar de águas verdes, a região antigamente era fechada para resorts, mas, atualmente, se tornou uma área de preservação ambiental e, por isso, o acesso do público em geral é permitido.

Uma das atrações mais procuradas pelos turistas é a prática do snorkel: é possível observar arraias, peixes e corais e nadar com as tartarugas mesmo nos trechos mais rasos.

Ruínas de Teotihuacán

O que começou como um centro religioso fundado em II a.C. foi transformado em um conjunto de casas, templos e palácios que chegou a abrigar quase 200 mil pessoas.

Mas o destaque das ruínas de Teotihuacán são duas pirâmides impressionantes: a do Sol possui cerca de 65 metros que podem ser escalados até o topo, e a da Lua, mais modesta, mede 45 metros e só permite o acesso até a primeira plataforma.

O conjunto de ruínas é considerado Patrimônio da Humanidade pela Unesco e atrai cerca de 4 milhões de visitantes por ano.

Cenote dos Ojos

Cenote é o nome dado às cavernas inundadas de Yucatán, uma península vizinha da famosa Cancún e do sítio arqueológico de Chichén Itzá. O Cenote dos Ojos é um dos mais visitados por turistas, e consiste em um sistema de cavernas submersas que tem cerca de 60 quilômetros de extensão.

O nome se refere a duas grandes lagoas localizadas no centro da gruta, cujas águas azuis fluorescentes lembram dois olhos abertos. É possível fazer mergulho com snorkel e observar pequenos peixes, estalactites e rochas esculpidas pela ação do tempo e das águas.

Oaxaca

A cidade de Oaxaca é palco de uma das festas mais famosas da América do Norte: a comemoração do Dia de Los Muertos. A celebração é conhecida em todo o mundo, e suas cores, música e alegria atraem visitantes de diversos países em busca dessa experiência transformadora.

No resto do ano, a cidade mantém seu potencial turístico graças ao seu centro histórico, transformado em Patrimônio Mundial em 1987 pela Unesco. Os prédios coloniais e as pequenas casas e sobrados coloridos foram construídos no século XVIII e suportaram terremotos e a ação do tempo.

Além disso, o Mercado 20 de Novembro é parada obrigatória para turistas, que encontram produtos locais a preços baixos, destaque para queijos, chocolate e uma tequila caseira chamada de mezcal.

Canadá

O segundo maior país do mundo (em extensão territorial) diminuiu a burocracia e facilitou o processo de obtenção do visto — um incentivo e tanto para o turismo. O Canadá é um dos destinos mais tradicionais para intercâmbios, por sua qualidade de ensino e preços acessíveis de cursos com qualidade reconhecida internacionalmente.

Uma de suas características mais marcantes é o respeito pelos turistas, já que a população é formada por pessoas de todas as partes do mundo. Essa influência cultural se reflete na gastronomia, nos costumes e até mesmo nas celebrações locais e nacionais.

Quem gosta de ter contato com a natureza não se decepciona no Canadá: o país é banhado por dois oceanos e abriga uma cordilheira, inúmeros lagos e parques que encantam os turistas.

Além disso, as baixas temperaturas não duram o ano todo, e no verão (de julho a setembro) o clima é bastante agradável e permite passeios ao ar livre e atividades esportivas.

Capilano Suspension Bridge

A ponte suspensa tem sua estrutura feita de madeira e ferro, e desde sua criação, em 1889, já encantou nativos, turistas e telespectadores de todo o mundo — não foram poucas as vezes em que a Capilano Bridge, assim como outras atrações do parque, apareceu em filmes e séries de TV.

Apesar dos rangidos e do balanço considerável sob o efeito do vento, a ponte é bastante segura, e durante a travessia é possível observar o parque por um ângulo privilegiado e andar bem próximo à copa das árvores que compõem a enorme floresta. São 137 metros de comprimento e 70 metros de altura em uma das principais atrações turísticas do país.

Galeria Nacional

Até mesmo quem não gosta de passeios culturais vai apreciar a estrutura da Galeria Nacional do Canadá, uma enorme construção feita somente de vidro e granito. Logo na entrada, os visitantes são surpreendidos por uma escultura de cobre de uma aranha gigante (com mais de 9 metros de altura), feita por Louise Bourgeois.

Dentro do prédio, a maior galeria de arte do país, abriga mais de 30 mil obras, sendo que boa parte delas retrata a cultura e a história do país. A atração conta ainda com uma biblioteca, uma loja de presentes com grande variedade de lembrancinhas para turistas e um jardim muito bem cuidado.

Banff National Park

O parque nacional de Banff fica localizado na província de Alberta, e é considerado um dos pontos turísticos mais importantes do país. Criado em 1885, é o parque canadense com maior tempo de funcionamento, sendo conhecido também como Parque Nacional da Paz e Coroa do Continente.

Suas atrações incluem montanhas, geleiras, florestas de coníferas, piscinas de águas termais, cavernas, passeios de teleférico pelas cordilheiras e trilhas que se estendem por seus mais de 6 mil quilômetros.

O parque é considerado Patrimônio Mundial da Humanidade e Reserva da Biosfera, e durante o passeio é possível observar toda a fauna local — de veados e alces a marmotas, pássaros e até ursos pardos.

Niagara Falls

O grande conjunto de cataratas conhecido como Niagara Falls fica localizado entre Nova York (nos Estados Unidos) e Ontário (no Canadá). A porção canadense da atração pode ser acessada por passarelas e plataformas que saem do Queen Victoria Park e por um posto de observação na Skylon Tower, que oferece uma vista panorâmica incomparável.

Existe ainda um caminho subterrâneo que permite ao turista experimentar a ilusão de estar dentro das águas das cataratas. Tanto do lado canadense quanto do lado americano, as Niagara Falls atraem milhões de turistas todos os anos, se tornando um dos pontos turísticos mais famosos da América do Norte.

Peggy’s Cove

Os turistas que buscam um ambiente mais calmo e bucólico se encantam com esse refúgio de pescadores, onde o estilo de vida tranquilo contagia os viajantes. A região é banhada pelas águas do Atlântico, e as atividades pesqueiras convivem pacificamente com os esportes ao ar livre, em terra firme ou nas águas.

A região da Nova Scotia conta com mais de 160 faróis, mas o Peggy’s Point Lighthouse é um dos mais conhecidos do país. Em Peggy’s Cove é possível ainda experimentar a culinária local em vários restaurantes de frutos do mar que servem deliciosas lagostas e haddocks, o peixe tradicional da área.

Estados Unidos

A terra do Tio Sam não é totalmente desconhecida dos brasileiros, já que o país é o terceiro mais visitado por turistas internacionais. Seus pontos turísticos são reconhecidos em todo o mundo. A obtenção do visto pode demorar algumas semanas por conta das normas rígidas de segurança.

Composto por 50 estados, o país oferece atrações para todos os gostos: os amantes da natureza podem explorar os desertos, montanhas, praias e parques nacionais; os jovens podem curtir a vida noturna nos bares com música ao vivo; os interessados na história podem passear por museus e casarões nas cidades sulistas; e, se ainda sobrar tempo, as praias do Havaí prometem um cenário inesquecível.

Se você acreditava que viajar para os Estados Unidos era apenas sinônimo de compras, vai se surpreender com alguns destinos de viagem da maior potência econômica do planeta.

Venice Beach

A famosa praia de Venice, em Los Angeles, é uma das mais conhecidas da América do Norte, tanto por seus canais quanto pelo calçadão onde artesãos vendem seus produtos e músicos tocam em troca de gorjetas.

A orla da praia atrai muitas pessoas todos os dias, numa diversidade cultural só encontrada por lá: rappers, surfistas, latinos, hippies, turistas e nativos aproveitam o clima de verão para passear, se divertir e fazer compras nas inúmeras lojas e outlets do local.

No calçadão, artistas de rua se apresentam fazendo malabarismos, dançando e cantando. Crianças, jovens e adultos ainda aproveitam a atmosfera e o sol para caminhar, andar de bicicleta, patins ou skate ou praticar esportes ao ar livre.

French Quarter

É difícil explicar a magia do French Quarter, o distrito mais conhecido de Nova Orleans, na Louisiana.

Conhecido como o berço do jazz, o local abriga músicos dos mais variados estilos que se apresentam dia e noite pelos quarteirões e nos bares e clubes da área. O ritmo envolve os turistas, e não é raro cruzar com pessoas dançando ao ar livre ou desfilando pelas ruas acompanhando bandas e músicos.

Com influências coloniais francesas e uma arquitetura de dar inveja, o French Quarter é famoso por sua vida noturna e por sua gastronomia, em especial a cozinha cajun, com temperos marcantes e pratos substanciosos.

Parque Nacional de Yellowstone

Antes mesmo da preservação ambiental se tornar um assunto no mundo, os Estados Unidos já saiu na frente criando o parque nacional em 1872, com o objetivo de proteger os recursos naturais do local.

Uma das atrações mais conhecidas de Yellowstone são os mais de 300 gêiseres — nascentes termais que entram em erupção de tempos em tempos, dando um verdadeiro show aos turistas.

O parque abriga uma fauna variada, sendo o lar de lobos, bisões, cervos e ursos pardos e negros. Os visitantes podem ainda aproveitar os lagos termais ou praticar atividades como canoagem, pesca esportiva, observação de pássaros e trilhas.

Grand Canyon

É impossível falar de turismo na América do Norte sem citar o Grand Canyon, um vale de formações de rochas vermelhas com mais de 400 quilômetros de extensão e até 1600 metros de profundidade.

Para chegar lá, o turista pode escolher entre caminhadas de várias horas — que podem chegar a durar dias —, uma descida tempestuosa no lombo de uma mula ou uma travessia emocionante de caiaque ou bote pelo rio — ou ainda, se o dinheiro não for um problema, um voo de helicóptero inesquecível. A incrível paisagem rende ótimas fotos, especialmente ao nascer e pôr do sol.

Repletos de belezas naturais, paisagens bucólicas e um cenário cultural e artístico forte, os países da América do Norte possuem uma história rica e um povo acolhedor e receptivo aos viajantes de todas as partes do mundo.

E você, qual desses países vai incluir na sua próxima viagem: Estados Unidos, Canadá ou México? Se gostou das nossas informações, compartilhe nosso post em suas redes sociais e não deixe de marcar quem vai acompanhá-lo em uma viagem inesquecível como esta!