A Ásia é o maior de todos os continentes, com culturas, idiomas, clima e paisagens impressionantes, que rendem belas fotos. O lugar é apaixonante e o povo é extremamente receptivo e hospitaleiro. A história, as tradições e a gastronomia são os seus principais destaques.

Se você ainda não conhece, precisa planejar uma viagem o quanto antes! Neste texto, você vai encontrar tudo o que precisa saber sobre esse continente tão misterioso e encantador. Confira!

Características do continente

O continente asiático é o maior de todos em dois aspectos: área — mais de 43 milhões de quilômetros de extensão territorial — e população — mais de 4,463 bilhões de habitantes. A Ásia faz fronteira com a Europa, África, Oceania e América do Norte. Sua localização permite uma maior conexão com outros povos, o que enriquece ainda mais a sua cultura. São 45 países e 7 dependências — o maior país é a Rússia e o menor são as Maldivas.

Devido ao seu tamanho e diferentes culturas, a Ásia é dividida por regiões:

  • Oriente Médio;
  • Ásia Central;
  • Sul da Ásia;
  • Sudeste asiático;
  • Extremo oriente.

Idiomas

Os principais idiomas utilizados são: mandarim, árabe, malaio-indonésio, coreano e japonês. Na Índia existem várias línguas, dentre elas o hindi-urdu e o bengali. Mas em todo o continente há mais de uma centena de dialetos.

Religião

A Ásia é o berço de grandes religiões do mundo, principalmente as monoteístas — cristianismo, islamismo e judaísmo. Mas foi lá que surgiram religiões de caráter ético, como o budismo, o confucionismo, taoísmo, xintoísmo e hinduísmo. E levando em consideração a colonização europeia, o catolicismo também têm adeptos no continente.

Devido à história dessa diversidade, muitas cidades são visitadas por turistas que querem conhecer de perto os templos e monumentos religiosos. Meca, Medina e Jerusalém são importantes locais de peregrinação, que recebem fiéis de todo o mundo durante todo o ano.

Curiosidades

É na Ásia que estão algumas das maiores riquezas naturais do mundo: rios mais extensos, montanhas mais altas, maiores desertos, planaltos, planícies, selvas e florestas mais densas. Entre os seus principais destaques está o Monte Everest, no Nepal, e o mar Morto, a maior planície de menor altitude do mundo. No mesmo continente existem países modernos e muito desenvolvidos, como o Japão, destacados economicamente, no caso, a China e politicamente, como a Rússia.

História e colonização da Ásia

O surgimento da Ásia é marcado pela origem das primeiras civilizações que deram início à história da humanidade. E a colonização do continente foi feita por países europeus, principalmente a Inglaterra, Espanha, França e Portugal. A descolonização ocorreu logo após a Segunda Guerra Mundial.

Vale ressaltar que os europeus enfrentaram resistência por parte de algumas nações, como a Índia e a China. Com estrutura social organizada, conduta moral, numeroso exército e fidelidade aos seus princípios religiosos, esses povos apresentaram mais resistência à inserção de outra cultura. Por isso, seus costumes e tradições são respeitados no mundo todo.

Tradições asiáticas

Uma das principais características da Ásia é que mesmo tendo um povo educado, receptivo, preparado e acostumado com o turismo, ele seguem suas vidas independentemente de mudanças externas. O cotidiano é igual, mesmo que existam vários turistas a passeio. E essa é uma boa forma de aproximar-se da cultura e tradições locais.

Confira alguns costumes e curiosidades sobre a Ásia, de acordo com suas regiões.

Oriente Médio

As mulheres não saem com os cabelos descobertos (só quem pode ver é o marido) e nem desacompanhadas. Elas vestem vários trajes típicos, como o hijab, mas são muito vaidosas. Os salões de beleza são bastante frequentados e lá elas se sentem mais à vontade para usar roupas jeans, blusas com alça, além de descobrirem o rosto e exibirem joias. Também não é permitido que mulheres dirijam automóveis.

Durante as refeições, não se toca nos alimentos com a mão esquerda porque ela é considerada impura. E para elogiar o anfitrião, os convidados deixam um pouco de comida no prato após a refeição, isso é considerado um sinal de gratidão e de abundância. Outro costume usado depois da refeição é o arroto, como sinal de satisfação.

Em público, alguns costumes são bem diferentes. Por exemplo, nas escolas, meninos e meninas sentam em bancos separados. Já o beijo entre casais é proibido, mas entre homens, como cumprimento, é permitido. E não aponte nada com o dedo indicador, pois é considerado falta de educação. Nesse caso, use sempre a mão inteira.

Ásia Central

A religião é um dos principais destaques da Ásia Central. Com grande número de muçulmanos, há mesquitas espalhadas por todo lugar. As construções religiosas são impressionantes. No Uzbequistão existe um templo próprio para os praticantes do Sufismo, que recebe muitos visitantes: o Mausoléu de Bakhautdin Naqsband.

Mas trata-se de uma região de muitos conflitos religiosos. O Museu de Cabul, no Afeganistão, teve 70% de suas obras roubadas e mais de 2 mil peças destruídas por serem consideradas anti-islâmicas. E apesar dos conflitos internos, a população da Ásia Central é bastante resistente à influência de outras culturas. O Uzbequistão, por exemplo, venceu a imposição Russa e passou a redescobrir e valorizar sua rica tradição.

Sudeste Asiático

O meio de transporte mais comum é o tuk tuk, com limite de velocidade de 40 km/h. Na culinária, larvas, abelhas e grilos fritos são considerados aperitivos. E a comunicação também tem suas particularidades. Os movimentos de “sim” e “não” feitos com a cabeça são invertidos e a entonação da voz pode mudar o significado de uma palavra.

Na Indonésia e na Tailândia não é permitido que casais de namorados se beijem ou façam gestos carinhosos em público. E em Cingapura é proibido jogar pontas de cigarro na rua, sob pena de multas altíssimas.

Sul da Ásia

O Sri Lanka tem 8 lugares classificados pela Unesco como patrimônio mundial. Os complexos arqueológicos, relevo histórico, fortificações e cidades sagradas impressionam tanto os locais quanto os visitantes. Os muçulmanos consideram a ilha onde fica o Sri Lanka como o lugar onde Adão se refugiou após a expulsão do paraíso. Por isso, o segundo pico mais alto do país é chamado de “Pico de Adão”.

A Índia é um dos países mais exóticos da Ásia. O trânsito é bem caótico, mas se uma vaca deitar-se na rua, todo o fluxo é desviado, pois é considerado um animal sagrado. Hábitos comuns são interpretados com outro significado: encarar pessoas nas ruas é considerado uma forma de humilhação. E os moradores do Nepal têm o costume de deixar as portas e janelas abertas, mesmo com baixas temperaturas.

Extremo Oriente

A tecnologia é uma das mais modernas. A Coreia do Sul tem o maior acesso per capita de banda larga de todo o mundo, considerada como a capital mais conectada do planeta. Já Tapei, capital de Taiwan, tem cobertura total de internet wi-fi. Você pode acessá-la gratuitamente de qualquer lugar da cidade, desde que use um chip de uma operadora local.

Os chineses são tão supersticiosos que os andares 4, 14 e 24 não existem na maioria dos prédios. Isso porque o ideograma do 4 é parecido com o da morte, então ele é evitado ao máximo. Então é muito mais barato comprar celulares terminados com 4 ou com muitas repetições desse numeral. Já o número 8 é bem quisto, pois seu ideograma lembra o da prosperidade.

No entretenimento, a Coreia não deixa a desejar. O K-pop, estilo musical sul-coreano é muito popular na Coreia e já faz sucesso no mundo todo. E nessa região da ásia também existe uma curiosidade envolvendo animais: a Mongólia é o único país do mundo em que o número de cavalos supera o número de pessoas.

Países para conhecer na Ásia

O turismo no continente asiático é bem desenvolvido em diversos países, com opções para quem viaja sozinho, com amigos, em casal e em família. Conheça os principais destinos.

Rússia

O país sede da Copa do Mundo de 2018 reserva uma experiência única aos seus visitantes. Além do mundial, a arquitetura, idioma, gastronomia e equipamentos artísticos tornam a viagem ainda mais especial. Os palácios e construções exuberantes chamam atenção de crianças, jovens e adultos.

No roteiro, inclua o Mausoléu de Vladimir Lenin, a Catedral de São Basílio, o Museu Hermitage e o Teatro Mariinsky. Até o metrô entra no passeio, pois além de meio de transporte é um verdadeiro palácio subterrâneo. Também vale a pena ver o sol da meia-noite em São Petersburgo e uma apresentação do Balé Bolshoi.

China

Localizada no coração da Ásia, a China tem vários atrativos, desde a secular capital Pequim até a cosmopolita Xangai. A grandeza do país se reflete nos inúmeros pontos turísticos e lugares classificados pela Unesco como patrimônios mundiais. Com tanta riqueza cultural e geográfica, esse é um ótimo destino para viajar com amigos e com a família.

No roteiro de viagem não podem faltar a Grande Muralha da China, os arrozais de Yangshuo, os pandas de Chengdu e os parques naturais, como Jiuzhaigou. Complemente com mítico Comboio Transiberiano e os soldados de Terracota para ter uma experiência mais completa.

A melhor época para visitação é durante os meses de abril a maio e de setembro a outubro, pois os demais são marcados pelos extremos de calor e frio. O período que o país recebe mais visitas é durante o verão (junho a agosto).

Entre os pontos turísticos imperdíveis estão:

  • Mausoléu de Mao Tse Tung e a Cidade Proibida;
  • Templo de Buda de Jade;
  • Buda da montanha de Leshan;
  • Templo do Céu;
  • Jardins de Yuyuan;
  • Estátuas das grutas de Longnen em Henan;
  • Floresta de pedra da Cordilheira Changbaishan;
  • Ding Ding de Hong Kong;
  • Festas populares.

Índia

O turismo na Índia é desenvolvido devido ao seu caráter exótico. O caos externo também guarda tesouros milenares, uma cultura fantástica e paisagens únicas. Então se você gosta de conhecer lugares e pessoas diferentes, não hesite em programar a sua viagem para esse país, seja sozinho ou acompanhado.

Para iniciar a viagem, nada melhor do que a cidade de Agra e seu exuberante Taj Mahal, uma das maravilhas do mundo moderno. Depois, descubra a essência dos indianos em Jaipur e conheça Varanasi, a cidade mais incrível da Índia, onde a destruição de um povo se transforma em esperança de um novo começo. É um lugar que muda a sua perspectiva de vida.

E se você gosta de lugares surpreendentes, vá até Manali para apreciar a neve ou em Goa para curtir uma praia. Outra opção é ir na cidade de Khajuraho para conhecer os templos eróticos. Aproveite a viagem para conhecer de perto a cidade que ganhou fama por ser usada como refúgio de Dalai Lama: McLeod Ganj. E não deixe o país antes de conhecer o Templo Dourado, na cidade de Amritsar — um dos maiores tesouros da Índia.

Japão

O Japão é conhecido pelo contraste de tradições milenares com a mais alta tecnologia. Mas o país não é formado apenas por robôs, samurais e sushis. A capital Tóquio é a megalópole mais limpa e organizada do planeta, com excelentes restaurantes e variadas opções para compras. E mesmo com toda modernidade, as belezas naturais são impressionantes.

No seu roteiro pelo Japão não pode faltar um passeio pelo trem-bala, com vistas espetaculares do Monte Fuji e dos Alpes Japoneses. Veja as paisagens selvagens e montanhosas do norte e sinta a paz de Hiroshima no sul. Nessa região você também encontrará o Japão tropical, com praias de águas azuis e visual paradisíaco de Okinawa.

Visite o lar cultural do Japão, com seus templos, palácios e castelos de Kyoto, Osaka e Nara. Aproveite para participar da meditação budista, o kaiseki (banquete japonês) e da cerimônia do chá. Observe as gueixas e os tapetes que as flores de Hokkaido formam. E uma boa forma de se aprofundar na cultura japonesa é hospedando-se em um ryokan, hotel ao estilo japonês. Esse é um destino para todos os públicos e gostos.

Maldivas

Águas calmas, de cor azul-turquesa e bangalôs sobre o mar. Parece a definição do paraíso, estamos falando das Ilhas Maldivas, localizadas no sudeste asiático. Ao todo, são 1.196 pequenas ilhas, todas com paisagens surpreendentes. A melhor época de visitação é durante a estação seca (de novembro a março) para fugir das chuvas.

A capital se chama Malé e o idioma oficial é o Divehi, mas devido ao seu grande potencial turístico, também é fácil de se comunicar em inglês. O destino é tão bonito que você não vai querer fazer outra coisa a não ser apreciar a vista e a companhia, afinal, estamos falando do destino mais cobiçado para lua de mel. Mas você também pode experimentar outras atividades, como os spas e restaurantes dos resorts, snorkel e mergulho com cilindro, esportes aquáticos como caiaque e a praia de águas azuis e transparentes.

Ufa, são tantas opções que já dá vontade comprar as passagens para a Ásia. O continente formado pelo conjunto de culturas que se desenvolveram tem tanto a oferecer aos turistas que é visitado por pessoas de todas as idades, durante todo o ano. Mas antes de fazer as malas, saiba que maioria dos destinos requer visto.

Então inclua essa etapa no seu planejamento conhecendo os diferentes tipos de visto agora mesmo!