Montevidéu é uma cidade cultural e histórica: tem prédios antigos bem conservados, gastronomia típica, parques, praias e museus para agradar as diferentes idades e gostos de seus visitantes.

Pertinho do Brasil, o destino é ideal para quem viaja sozinho, em casal ou com a família. Quer conhecer mais para planejar sua visita? Então continue a leitura!

Perfil da cidade

A capital do Uruguai é considerada uma das cidades mais seguras do mundo e pode ser conhecida em pouco tempo.

A entrada no país não requer passaporte, basta apresentar a carteira de identidade (RG) ou de motorista (CNH) e a certidão ou identidade dos filhos. A passagem pela imigração é tranquila e rápida.

Melhor época para conhecer

As estações do ano em Montevidéu são bem definidas. As chuvas podem aparecer sem avisar, mas, geralmente, são bem distribuídas durante o ano todo. A média de temperatura é de 17ºC. O inverno na cidade é frio e úmido.

Com ventos fortes, a temperatura média nesse período é de 11ºC, podendo chegar a 5ºC. Ou seja, se a data da sua viagem for entre junho e setembro, prepare-se para ir bem agasalhado e curtir a neve!

No verão, de dezembro a março, a média de temperatura é de 21ºC, podendo chegar a 40ºC.

É um dos melhores períodos para se visitar a cidade, pois você pode conhecer as praias de água doce e os demais pontos turísticos sem restrições. Apesar do calor, leve pelo menos um agasalho na mala caso surja uma frente fria.

Confira o calendário das estações em Montevidéu:

  • Outono: 21 de março a 21 de junho.
  • Inverno: 21 de junho a 23 de setembro (há neve).
  • Primavera: 23 de setembro a 21 de dezembro.
  • Verão: 21 de dezembro a 21 de março.

Principais características

Caminhar por Montevidéu é como estar em um museu a céu aberto: há monumentos históricos e fachadas de prédios antigos bem preservados espalhados por toda a cidade. Outra área privilegiada é o litoral, onde estão várias praias charmosas. O pôr do sol deslumbrante dessa região é inesquecível!

A capital do Uruguai tem pouco mais de 1,5 milhão de habitantes distribuídos em um pequeno território. A extensão territorial, permite que o visitante conheça a cidade em poucos dias. As estradas são seguras e apresentam bom estado de conservação. Já o charme e a tranquilidade convidam a passeios ao ar livre, sem pressa.

O espanhol dos uruguaios fácil de compreender e as pessoas são bem solícitas. A TV aberta transmite a programação brasileira, sem dublagem, e eles adoram, fator que torna mais fácil a interação com os locais que já estão familiarizados com o português.

Onde ficar

Como todo destino turístico, Montevidéu é bastante movimentada na alta temporada (verão). O primeiro passo é decidir se quer ficar no Centro/Cidade Velha ou em bairros mais afastados como Pocitos/Punta Carretas.

Centro / Cidade Velha

Esses bairros têm hotéis, geralmente, mais baratos que em Pocitos e Punta Carretas e ficam mais próximos dos principais pontos turísticos da capital, além de várias opções de restaurantes, táxi e linhas de ônibus.

É ideal para quem quer economizar e não perder muito tempo com o deslocamento. As ruas são mais movimentadas durante o dia; já durante a noite, recomenda-se ter cautela ao andar nessa parte da cidade.

Pocitos / Punta Carretas

Com hotéis mais modernos e próximos à Rambla (avenida que percorre a beira do Rio da Prata), esses bairros são ótimos para quem gosta de caminhadas ou corridas pela orla. O letreiro da cidade está localizado nessa região e atrai muitos turistas.

Há mercados pequenos e várias opções de bons restaurantes, além do Shopping Punta Carretas. O acesso a outras localidades é fácil, por meio de táxis ou do ônibus turístico que passa em frente ao shopping. A circulação pelas ruas à noite é tranquila.

Transporte

O centro da capital reúne os principais pontos turísticos e há várias formas de transitar pela cidade. As caminhadas são ideais para quem gosta de fotografar, pois você observa as atrações de vários ângulos diferentes.

Se prefere uma visão panorâmica, experimente o ônibus turístico “Descubrí Montevideo”. Ele realiza um city tour pelos principais pontos turísticos da cidade. O ponto de partida é a parada 10, em frente ao Shopping Punta Carretas. Para usar o transporte rodoviário utilize o aplicativo “Cómo ir”: ao informar a sua localização e o destino escolhido, o app indica qual linha de ônibus usar.

Os táxis não têm tarifas altas e são fáceis de serem encontrados. Já quem gosta de desbravar a cidade por conta própria, pode alugar um carro. O serviço tem um ótimo custo-benefício.

As ruas são largas e bem sinalizadas; não há grande volume de carros como encontramos em algumas capitais do Brasil; e as ramblas também ajudam o visitante a se localizar na cidade, pois percorrem mais de vinte quilômetros da orla do Rio da Prata.

Diversão na cidade

Percorrendo distâncias curtas você encontra praias, parques, museus, feiras, monumentos e construções históricas, restaurantes, cafés, pubs e cervejarias artesanais. Confira as principais atrações.

Vinícolas

Reserve um dia da sua viagem para conhecer as vinícolas no entorno da cidade, como a Bodega Juanicó e a Bodega Bouza, a cerca de 15 quilômetros do Centro. Você vai se encantar com as plantações de parreiras e o processo produtivo, além de apreciar uma saborosa degustação de vinhos.

Parque Rodó

Esse é um ótimo local para levar as crianças. Trata-se de um dos mais famosos parques da cidade, localizado em área nobre e construído para ser um parque de diversões. É um espaço aberto e por ele passam diversas ruas. Está dividido em duas partes: uma para adultos e outra para crianças.

Para as crianças, você encontra lago com pedalinhos, um castelo com biblioteca infantil, o Museu de Artes Visuais e uma área grande para fazer piquenique e andar de bicicleta. Também há quadras de futebol e tênis — em Montevidéu há aulas de esporte gratuitas para crianças.

Na parte adulta, localizada na Rambla Presidente Wilson, você encontra o Cassino Municipal, roda gigante, lanchonetes, bares e restaurantes. Aproveite para experimentar o tradicional mate uruguaio e comer churros. Aos domingos, acontece uma feira de livros, roupas e artesanato.

Ciudad Vieja (Cidade Velha)

O bairro mais antigo de Montevidéu começou a ser construído em 1724, junto à construção da muralha que rodeava toda a cidade. Nele é possível encontrar os vestígios da época colonial na Puerta de la Ciudadela, uma das poucas partes que restaram da antiga muralha. Ela faz divisão entre a linda Plaza Independencia e a rua de pedestres Sarandí, que segue até a Praça Matriz, onde está a Catedral Metropolitana.

Há outras duas ruas exclusivas para pedestres, chamadas Peatonales, a Bacacay e a Pérez Castellanos. Nessas ruas você encontra restaurantes, feiras de artesanato, bancas de chimarrão, livrarias e antiquários. Para curtir a noite no bairro, visite os pubs e teatros.

Mirante Panorâmico — Intendência de Montevidéu

Uma das melhores vistas da cidade fica localizada no 22º andar da Prefeitura (chamada de Intendência) de Montevidéu, a quase 80 metros de altura. O mirante panorâmico é aberto para visitação e o acesso é gratuito. Você só precisa buscar seu ticket, sem custos, no Centro de Informações Turísticas da Intendência, pois será conferido quando chegar ao local.

O mirante foi aberto ao público em 1979 e, depois de revitalizado, reinaugurado em outubro de 2017. Um elevador panorâmico garante a subida dos visitantes, que podem tomar empréstimo de binóculos e guarda-chuvas. O local conta ainda com acesso a wifi e locais para carregar os celulares dos frequentadores.

Parque Del Prado — Jardim Botânico e Rosedal

O parque foi inaugurado em 1873 em uma área de 106 hectares. O bairro do Prado é mais distante do centro, localizado em uma área bastante agradável da cidade, totalmente arborizada e com casarões da antiga aristocracia do século dezenove.

É um lugar excelente para se curtir em família, já que ali você encontra crianças brincando, andando de bicicleta, carrossel, carrinho de pipoca, pessoas fazendo exercícios, piqueniques e idosos conversando em suas tradicionais cadeiras de praia, tomando mate e aproveitando a vista.

O Hotel do Prado também está localizado nessa região, mas hoje funciona como casa de chá e tem um salão para eventos. Inclua no roteiro o Monumento aos Últimos Charruas (índios que habitavam o território uruguaio) e o pavilhão onde as feiras rurais ocorrem. Outras boas opções são o Museu Nacional de Belas Artes Juan Manuel Blanes e o Jardim Japonês. Se planeja viajar em setembro, faça uma visita à Residência Presidencial, pois ela é aberta ao público nesse período.

O Jardim Botânico é considerado o pulmão do parque, com inúmeras espécies de vegetais de diferentes lugares do mundo e funciona como centro de atividades científicas, formação e informação sobre botânica para os visitantes. Já o Rosedal é considerado o coração do Parque e uma grande atração durante a primavera: tem 12 mil roseiras. O lugar também é palco de exposições ao ar livre.

Estádio Centenário e Museo del Fútbol

Os uruguaios são tão apaixonados por futebol quanto os brasileiros e isso pode ser comprovado em uma visita ao Estádio Centenário, onde aconteceu a primeira Copa do Mundo, em 1930. Existe um projeto para trazer o mundial novamente para o país e celebrar os 100 anos do evento.

O Museo del Fútbol foi declarado pela FIFA como Monumento Histórico do Futebol Mundial, sendo o único do mundo a exibir o título. Foi criado em 1975 e conta com exposições fixas, coleções fotográficas e homenagens ao mundo do futebol.

O acervo apresenta bandeiras, camisas, chuteiras, troféus e medalhas da seleção uruguaia (la celeste) nos Jogos Olímpicos, os 14 títulos da Copa América, e duas taças da Copa do Mundo. Uma ótima visita para os amantes do futebol!

Roteiro cultural e gastronômico

Mercado del Puerto

O importante centro gastronômico foi inaugurado em 1868 e tem a aparência de uma estação ferroviária antiga, onde você pode experimentar a famosa parrilla — prato com diferentes carnes assadas em uma churrasqueira a lenha —, o churrasco uruguaio.

Os produtos desse mercado são de ótima qualidade, dentre eles, os queijos e vinhos, como os típicos Medio y Medio e o Clericot. Se você gosta de cervejas artesanais, aprecie a Cerveza Patagonia. E para a sobremesa experimente o saboroso dulce de leche — doce de leite.

Mercado Agrícola de Montevidéu — MAM

O primeiro mercado começou a ser construído em 1906 e desde então passou por várias intervenções e em 1999 foi considerado Patrimônio Histórico Nacional. Hoje, o MAM é um centro comercial especializado na venda de alimentos frescos e produtos naturais e exóticos, além de contar com uma praça de alimentação, restaurantes, lojas de presentes, cervejaria artesanal, cafés e outros serviços.

Atração para moradores de diversas áreas e para turistas, o mercado tem espaços para as crianças, com casinhas temáticas, espaço de leitura e ainda oferece carrinhos para levar os pequenos gratuitamente. Lá você também vai encontrar música, shows, aulas de tango e milongas, que são bailes de tango, além de cursos de culinária e teatro.

Café Brasilero

É o café mais antigo da cidade, símbolo da boemia local e patrimônio cultural. Por ali passaram poetas, escritores e artistas. Tornou-se parte do roteiro cultural da cidade por ser um dos locais favoritos do escritor Eduardo Galeano, que costumava sentar junto à janela e ver o cotidiano. Uma ótima pausa para recuperar o fôlego.

Teatro Solís

Um dos pontos fortes da cidade, fica na histórica Ciudad Vieja e chama atenção pela beleza arquitetônica, bem próxima a dos teatros italianos. Além dos shows e apresentações. A programação é intensa, com peças infantis e musicais, e o idioma não chega a ser um problema.

Primuseum

Restaurante, museu e casa de show, isso tudo em um só lugar. São mais de 3 mil itens em exposição, compartilhados pela família Mazzoni, que aliados a clássicos uruguaios como tango, o vinho tannat e a culinária criolla, prometem uma noite mágica.

O cardápio é fixo e oferece degustação de pratos típicos servidos em seis passos: inicia com uma tábua de frios e embutidos, em seguida bruschettas, depois minichorizos e morcillas, indo para o matambre a la pizza, o prato principal que pode ser rack de cordeiro ou baby beef e a sobremesa pudim de doce de leite e torta de maçã.

Tudo isso num casarão do século XIX, com música ao vivo e uma apresentação de tango de tirar o fôlego. É uma experiência única, vale a pena conferir.

Candy Bar Palermo

Pausa para um brunch? Apesar do nome nos levar a pensar em doces, o local abre para almoço e happy hour durante a semana. À noite, o barzinho serve drinks deliciosos e petiscos: experimente as tapas espanholas. O local tem um clima cool e cheio de personalidade, especialmente por ser um daqueles lugares que só os moradores conhecem e, ainda, recebe os pequeninos com brinquedos, deixando o ambiente ainda mais agradável.

Deu para perceber que Montevidéu tem muitas opções de entretenimento, não é mesmo? Seja para passar férias ou um feriado prolongado, não hesite em colocar esse destino na sua lista. As passagens aéreas têm tarifas atrativas e a moeda brasileira é bem valorizada em relação ao peso uruguaio. Essas são algumas das grandes vantagens de viajar para a América do Sul. Aproveite!