Como diz a famosa canção de Édith Piaf, sob o céu de Paris os apaixonados caminham, os filósofos refletem sobre as questões da vida, os músicos embalam milhares de passantes e os marinheiros tocam acordeão. Tudo isso enquanto você desbrava os principais pontos turísticos e atrações locais.

Esse cenário romântico e charmoso está pronto para ser explorado por viajantes de todos os estilos e gostos. Se a “Cidade-luz” é seu destino dos sonhos, fique de olho em nossas recomendações para ajudá-lo a escolher o que fazer em Paris. Confira!

Museus

Paris conta com inúmeros museus, que podem agradar muito pessoas que gostam de história e arte. Por lá não faltam opções divertidas e ecléticas de passeios!

São tantos museus diferentes que a cidade tem um “Museum Pass”, um cartão que garante entrada em mais de 50 estabelecimentos locais sem ter que comprar ingresso e sem enfrentar filas, por meio do pagamento de uma taxa única. Essa é uma boa opção para quem vai fazer esses passeios e quer economizar dinheiro nas entradas.

Museu do Louvre

Inaugurado em 1793, em um prédio que já foi palácio real, o Museu do Louvre é provavelmente o maior e mais icônico museu do mundo, tornando-o um item essencial na sua lista de “o que fazer em Paris”.

É por lá que o visitante pode apreciar obras famosas como a “Mona Lisa”, de Leonardo da Vinci, e “A Liberdade guiando o Povo”, de Eugène Delacroix. Aproveite para ver exemplos da arte clássica grega, como a estátua da Vênus de Milo, e antiguidades egípcias.

O Louvre possui mais de 35 mil obras de arte. Por conta de sua grande extensão, é comum que os turistas separem mais que um dia de viagem para explorá-lo por completo.

Musée D’Orsay

Na margem esquerda do Rio Sena, ergue-se o Musée D’Orsay. Seu prédio costumava ser uma antiga estação de trem e foi adaptado para receber obras de arte do período entre 1848 e 1914.

Lá, você pode apreciar as obras de pintores modernos como Toulouse-Lautrec, Paul Cézanne, Van Gogh, Degas e Gauguin.

Centre Georges Pompidou

Com uma arquitetura inusitada, repleta de vidraçaria e de canos coloridos aparentes, o Centre Georges Pompidou abriga o Museu de Arte Moderna da França, que possui a segunda maior coleção de arte contemporânea do mundo, ficando atrás apenas do Museum of Modern Art (MoMA), de Nova York.

No Pompidou, aproveite as obras de Pablo Picasso, Henri Matisse e Andy Warhol.

Grande Museu do Perfume

Os franceses são mundialmente famosos por seus perfumes e o Grande Museu do Perfume oferece uma experiência sensorial para educar todos os apreciadores de fragrâncias.

Com um percurso que busca educar o olfato e não a visão, esta é uma opção superdivertida, singular e inusitada para fazer em Paris.

Museu do Exército

A construção do prédio, que fica no Hôtel des Invalides, foi encomendada pelo rei Luís XIV para abrigar os soldados feridos durante as muitas guerras do século XV.

Hoje, além do Museu do Exército (que é um dos melhores do mundo em história militar), o local também abriga a Tumba de Napoleão, que é aberta à visitação.

Museu Rodin

O Museu Rodin abriga 6.500 esculturas esculpidas pelo artista Auguste Rodin, incluindo o célebre “O Pensador”. Algumas obras ficam espalhadas no jardim da propriedade, e descobri-las durante uma caminhada faz parte da diversão e do fascínio.

O museu foi fundado por iniciativa do próprio Rodin, em 1917. Além das obras do escultor, reúne também outros trabalhos artísticos.

Cripta arqueológica da Ilê de la Cité

A Ilê de la Cité fica no centro de Paris e é o local onde a cidade foi fundada. Para entender como tudo começou, uma opção é visitar a Cripta Arqueológica da Ilê de la Cité, que exibe as fundações da antiga Paris, além de resgatar parte da história e do desenvolvimento da cidade.

Bairros

Parte da experiência de ir a Paris é caminhar pelas ruas e observar a arquitetura local, é passear sem expectativas e se deparar com um monumento exuberante e inesperado, é aproveitar o ar francês e se guiar por ele. Então, confira alguns dos melhores bairros de Paris!

Marais

Um bairro dinâmico e jovem, o Marais é o território dos cafés com mesas na rua, ideais para observar o movimento.

Por lá, não deixe de visitar a Place des Vosges e a Maison Victor Hugo, casa do mais famoso escritor francófono, transformada em museu.

Se você gosta do estilo dos franceses, aproveite para explorar alguns dos muitos brechós e lojas de roupas vintage que se espalham por esse bairro.

Montparnasse

Montparnasse é outro dos bairros famosos de Paris. Localizado na margem esquerda do Rio Sena, ele conta com muitos teatros.

Uma opção para quem quer uma vista exuberante é subir na Torre de Montparnasse, que fica nessa vizinhança. Esse é o segundo lugar mais alto da cidade e oferece um panorama singular dos prédios e monumentos. É uma das coisas mais legais para fazer em Paris, especialmente durante a noite, quando as luzes se acendem.

Montmartre

Montmartre ficou conhecido por ser cenário de filmes como “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain”. Esse bairro se ergue sob uma colina e culmina no ponto mais alto de Paris, onde está localizada a Igreja Sacré Coeur.

Por lá, não deixe de caminhar pela Place du Tertre para apreciar artistas realizando pinturas ao ar livre. Outra opção de atividade para fazer em Montmartre é assistir a um show de cabaré no Moulin Rouge, um verdadeiro ícone local.

Se você está viajando em lua de mel ou está fazendo um passeio romântico, vá a Montmartre e tire uma foto com seu amor no “Les murs de Je T’aime”, um muro que reúne a expressão “eu te amo” escrita em 311 línguas diferentes.

Quartier Latin

O Quartier Latin tem esse nome por conta dos estudantes da Sorbonne, que costumavam falar latim pelas ruas locais. A universidade mais famosa de país tem sua sede ali e o bairro gira em torno dos alunos.

É no Quartier Latin que se encontram os restaurantes com melhor custo-benefício de Paris. Por lá, não deixe de visitar o Panteão, um grande mausoléu de mármore onde ficam os restos mortais de figuras emblemáticas como Voltaire, Victor Hugo e Émile Zola.

Pontos Turísticos

Para além dos museus e dos bairros icônicos, há também inúmeros pontos turísticos singulares que merecem ser adicionados a uma lista de “o que fazer em Paris”.

Torre Eiffel

A Torre Eiffel é, provavelmente, o ponto turístico mais famoso do mundo. Um passeio praticamente obrigatório de Paris, ela quase sempre está lotada. Por isso, para evitar filas e aproveitar melhor seu tempo, compre seus ingressos com antecedência no site oficial.

O monumento, erguido em 1889, tem 300 metros de altura. Há um bar de champanhe no último andar da torre e você pode comprar uma taça para celebrar a vista singular. Quem gosta do tradicional doce francês macaron pode saboreá-lo no Macaron Bar, que fica no segundo andar.

Além disso, a Torre Eiffel também abriga dois restaurantes típicos franceses. Um deles é o The Jules Verne, comandado pelo famoso chef Alain Ducasse e o outro é o The 58 Tour Eiffel, do chef Alain Soulard.

Uma opção para quem quer fotos espetaculares com a Torre Eiffel de plano de fundo é optar por tirar as fotos no Trocadero, um monumento que se encontra ao lado da estação de metrô de mesmo nome. Ele fica bem em frente à torre e tem uma vista direta e desobstruída para ela.

Arco do Triunfo

O Arco do Triunfo foi inaugurado em 1836 em comemoração às vitórias militares de Napoleão.

Ele marca o começo da Avenue Champs-Elysées e oferece uma vista singular de Paris, já que é possível subir até seu topo e ver a cidade por vários ângulos diferentes.

Place de la Concorde

Se o Arco do Triunfo marca o início da Champs-Elysées, a Place de la Concorde indica o fim da avenida mais icônica de Paris.

A segunda maior praça da França, a Place de la Concorde chama a atenção por ter um imenso obelisco egípcio em seu centro. O monumento foi presenteado ao país em 1831 pelo rei egípcio Mehmet Ali.

O obelisco tem mais de 2 mil anos de idade e costumava marcar uma das entradas do Templo de Luxor, em Tebas. Para transportá-lo do Egito até Paris, foram mobilizadas cerca de 200 mil pessoas.

Catacumbas de Paris e Cemitério Pére-Lachaise

Talvez um dos locais mais divertidos e inusitados de Paris, as Catacumbas são um grande ossário aberto à visitação, criado para solucionar um problema de saúde pública causado pela falta de espaço nos cemitérios da cidade no fim do século XVIII. Estima-se que as catacumbas reúnam os restos mortais de 5 a 7 milhões de pessoas.

Para quem quer passeios na mesma linha, uma opção é o Cemitério de Pére-Lachaise, um dos mais famosos do mundo. É lá que estão enterrados famosos como Allan Kardec, Jim Morrison, Honoré de Balzac e Oscar Wilde.

Galeries Lafayette

Galeries Lafayette é um dos principais passeios para quem quer fazer compras em Paris. A galeria abriga lojas de marcas francesas de luxo, como Chanel, Louis Vuitton e Dior.

Ainda que você não compre nada, o lugar apresenta uma arquitetura tão singular, com direito a domo de vidro e andares abertos, que vale a pena colocá-lo na lista de “o que fazer em Paris”.

Ópera Garnier

A Ópera Garnier é uma das mais belas casas de espetáculo de todo mundo. Sua escadaria interior é toda em mármore e o prédio foi construído em 1875.

Foi na Ópera Garnier que o escritor Gaston Leroux se inspirou para escrever o romance “O Fantasma da Ópera.”

Igrejas

Paris tem muitas igrejas construídas em estilos e motivos diversos. Algumas delas, como a Catedral de Notre-Dame, são mais velhas que o Brasil (contando a partir do descobrimento, é claro). A construção da catedral mundialmente famosa começou em 1345.

A Basílica de Sacré Coeur foi construída entre 1875 e 1914 e, por estar no topo da colina de Montmartre, no ponto mais alto de Paris, seus jardins e degraus oferecem uma vista imperdível da cidade. É o local ideal para fazer um piquenique.

Já a Sainte-Chapelle foi construída em 1241, com o intuito de abrigar uma relíquia religiosa: uma coroa de espinhos que teria sido usada por Jesus Cristo. A igreja tem imensos vitrais coloridos que, em dias de sol, geram um efeito arrebatador em seus visitantes.

Em Saint-Germain-des-Prés, aproveite para apreciar a história: ela foi fundada no ano de 558 e apresenta um estilo românico singular.

Restaurantes

Uma das principais capitais gastronômicas mundiais, Paris oferece restaurantes singulares como nenhum outro lugar do mundo. Eles são muito concorridos, então lembre-se de verificar se o estabelecimento que deseja ir necessita de reservas. Assim, você consegue garantir sua refeição por lá.

Confira nossas recomendações dos melhores restaurantes de Paris!

Alain Ducasse au Plaza Athénée

Um restaurante que possui três estrelas no Guia Michelin e que serve o melhor da culinária francesa: Esse é o Alain Ducasse au Plaza Athénée. Com uma decoração simples, o destaque vai todo para os pratos singulares servidos ali.

Epicure

O Epicure é o restaurante do Hotel Le Bristol. Comandado pelo chef Éric Fréchon, o restaurante também possui três estrelas Michelin e é um verdadeiro bastião da culinária local, servindo pratos como um macarrão recheado com trufas negras, alcachofra e foie gras de pato, gratinado com parmesão envelhecido.

Les Bols de Jean

Mais acessível e menos famoso que os dois restaurantes anteriores, o Les Bols de Jean serve caldos, saladas e sopas dentro de cestas de pães. Experimente a tradicional sopa francesa de cebolas, servida gratinada com bastante queijo.

Shakespeare and Company

A Shakespeare and Company é, provavelmente, a livraria mais famosa de Paris. Eles vendem livros em inglês e são um conhecido ponto de encontro de intelectuais, que aproveitam o café anexo à livraria para saborear quiches, tortas, caldos e saladas tradicionais, por um preço acessível.

Sugestões úteis

  • para se locomover em Paris: a Cidade-luz conta com uma excelente malha de metrô e é fácil utilizar as estações para ir de um ponto ao outro, sem grandes dificuldades. Há ainda um sistema de empréstimo de bicicletas, o Vélib’, muito utilizado pelos franceses e que também pode ser usufruído pelos turistas que desejam explorar o local de uma outra forma.
  • para visitar Paris: os brasileiros não precisam de visto para ir a Paris. É necessário apenas um passaporte válido, mas o período não pode durar mais do que 90 dias.
  • para elaborar seu roteiro exclusivo: depois de ler todas as nossas sugestões sobre o que fazer em Paris, marque aquelas que você mais gosta e as que são próximas de seu perfil em um mapa personalizado. O My Maps é um recurso gratuito do Google que permite marcar em um mapa os endereços de todos os seus pontos de interesse pessoais, além da direção de locais úteis, como sua hospedagem e os restaurantes onde você quer comer.

O que fazer em Paris

Gostou das nossas recomendações sobre o que fazer em Paris? Siga nossas redes sociais e receba mais conteúdo sobre turismo e viagens. Estamos no Facebook, Instagram, LinkedIn, YouTube, Twitter e Google Plus!