Uma das principais vantagens de viajar de avião é pode chegar com muito mais rapidez ao seu destino. Mas você já pensou se conseguiria ficar quase 18 horas dentro de uma aeronave, sem fazer escalas nem conexões?

É isso que acontece com os passageiros que embarcam nas rotas de avião chamadas de “ultralongas”. Esse é um termo utilizado no campo da aviação civil para classificar viagens de avião que têm mais de 12 horas de duração.

O trajeto que vai de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, até a Cidade do Panamá, capital do Panamá, por exemplo, é hoje o mais longo do mundo e tem duração de 17 horas e 35 minutos.

É muito tempo, não é mesmo? Mas encarar horas e horas a fio dentro de um avião não precisa ser uma experiência desagradável. Hoje em dia, as empresas procuram garantir cada vez mais conforto e comodidade para os passageiros em aeronaves até de alto luxo.

Quer saber mais sobre esse e outros voos e tudo o que as companhias oferecem? Confira o nosso post com as 10 rotas de avião mais longas do mundo!

1. Dubai – Cidade do Panamá

Essa rota começou a ser operada no primeiro semestre de 2016 e, desde então, se tornou a mais longa do mundo. Ela bate o recorde de 17 horas e 35 minutos no ar, sem escalas, ou seja, voando direto.

Esse é o tempo necessário para percorrer os 13.821 quilômetros que separam Dubai da capital do Panamá.

Com essa marca, o Boeing 777-200LR da companhia aérea Emirates Airlines superou em uma hora o modelo Airbus A380 da empresa australiana Qantas Airways, que faz a rota saindo de Dallas, nos EUA, até Sydney, na Austrália, que agora aparece em segundo lugar.

A aeronave da Emirates tem capacidade para transportar até 256 pessoas e mais 15 toneladas só de carga todos os dias.

Esse voo também tem uma importância grande porque transformou a Cidade do Panamá em uma porta de entrada da companhia aérea Emirates na América Central. Com isso, passou a ser possível fazer conexões dos Emirados Árabes com a América Latina e toda a América do Sul.

2. Dallas – Sidney

Com 16 horas e 35 minutos de voo, a rota da companhia australiana Qantas Airways entre as cidades de Sydney, Austrália, e Dallas, nos Estados Unidos, fica em segundo lugar no ranking.

O trajeto tem cerca de 13.810 quilômetros e também é feito sem nenhuma escala, sobrevoando sempre o Oceano Pacífico.

Isso só é possível graças à utilização do Airbus A380, aeronave que pode receber combustível suficiente para suprir a necessidade de toda a viagem, dispensando paradas para reabastecer.

O A380 é bem maior que o Boeing 777-200LR da Emirates: possui 484 assentos, sendo:

  • 14 na primeira classe;
  • 64 na classe executiva;
  • 35 na classe econômica premium;
  • 371 na classe econômica.

Também não faltam opções para ajudar a passar o tempo no avião. A companhia oferece um “cardápio” com 150 filmes, 500 programas de televisão, 1.000 álbuns de músicas variadas e 20 estações de rádio.

Tem ainda 80 jogos e entradas USB para o passageiro conectar dispositivos eletrônicos, como tablets, notebooks e tocadores de música.

3. Joanesburgo – Atlanta

Apesar de voar 20 minutos a mais que o avião da Qantas Airways, esse voo aparece em terceiro lugar no ranking porque percorre uma rota menor: são 13.582 quilômetros entre a aterrissagem e o pouso, cerca de 200 quilômetros a menos que a anterior.

O percurso entre as cidades da África do Sul e dos Estados Unidos é operado pela companhia Delta Airlines com o Boeing 777-200LR, mesmo modelo da Emirates para o trajeto de Dubai a Cidade do Panamá.

4. Abu Dhabi – Los Angeles

Os mais de 13.500 quilômetros que separam a segunda principal cidade dos Emirados Árabes Unidos, Abu Dhabi, e Los Angeles, nos Estados Unidos, podem ser percorridos em 16 horas e 30 minutos.

Quem faz essa rota de avião é a empresa aérea Etihad Airways, a segunda maior dos Emirados. A aeronave escolhida para fazer o trajeto também é o Boeing 777-200LR.

Para encarar esse voo longo, a companhia oferece aos passageiros uma classe executiva com os seguintes serviços e infraestrutura:

  • acesso a espaços com buffet, internet wi-fi, chuveiros e espaços privados para descanso e também para trabalhar, caso esteja em uma viagem de negócios;
  • poltronas ergonômicas;
  • cardápio diversificado de bebidas e pratos, servidos de acordo com a estação do ano;
  • kits com guia da cidade de destino, cosméticos, produtos de higiene pessoal, meias, máscara protetora para os olhos, entre outros itens úteis;
  • opções de lazer com atividades infantis e para adultos;
  • comissário de bordo dedicado exclusivamente a ajudar pais e responsáveis no cuidado com bebês e crianças durante o voo.

5. Dubai – Los Angeles

Aqui temos mais um voo da Emirates entre as rotas de avião mais longas do mundo. Esse faz o trecho de Dubai, nos Emirados Árabes, até Los Angeles, nos Estados Unidos.

O percurso entre o ponto de partida e o de chegada tem aproximadamente 13.420 quilômetros e é feito em dois voos diários.

Um coloca no ar o Boeing 777-200LR e outro o Airbus A380-800. Nessa segunda aeronave, o luxo é também uma das marcas da viagem.

O A380 tem dois andares nos quais estão distribuídas:

  • 14 suítes privativas e um bar de primeira classe;
  • 76 assentos-cama e dois spas com ducha para a classe executiva;
  • e 399 assentos na classe econômica.

Tudo isso para tentar tornar as 16 horas e 35 minutos de voo mais agradáveis e ajudar a passar mais rápido o tempo para as centenas de passageiros a bordo.

6. Yeda – Los Angeles

Essa é a única rota ultralonga que coloca a companhia aérea Arabian Airlines, também conhecida como Saudia, entre as 10 mais longas do mundo.

A empresa estatal da Arábia Saudita opera o trajeto de 13.409 quilômetros entre a cidade de Yeda, localizada no litoral do Mar Vermelho, e Los Angeles (EUA).

O Boeing 777-300 é o responsável por levar os passageiros da Arábia até a Califórnia em um voo que dura 15 horas e 56 minutos.

A volta, de Los Angeles para Yeda, é ainda mais demorada: a duração da viagem pode chegar a um pouco mais de 17 horas.

7. Dubai – Houston

16 horas e 19 minutos é o tempo que o Airbus A380, também da Emirates Airlines, gasta para voar os 13.144 quilômetros de distância entre Dubai, nos Emirados Árabes, e Houston, município mais populoso do estado do Texas, nos EUA.

Essa rota é operada pela companhia aérea desde dezembro de 2014 e é uma das seis da empresa para cidades americanas nos novos modelos de aviões A380.

Esse voo, assim como o que a Emirates faz entre Dubai e Los Angeles, também oferece aos passageiros a bordo uma infraestrutura ampla e sofisticada com bar e duas suítes privadas com ducha na primeira classe.

8. Abu Dhabi – São Francisco

Sem escalas, o voo 183 da Etihad Airways, companhia aérea dos Emirados Árabes, percorre 13.128 quilômetros em 15 horas e 13 minutos.

Para se ter uma ideia da diferença de tempo, um trajeto entre essas mesmas duas cidades com uma ou mais paradas (podem ser escalas ou conexões, quando os passageiros têm que trocar de avião) pode durar mais de 20 horas.

9. Dallas – Hong Kong

Essa é a única rota ultralonga da companhia American Airlines que coloca a empresa americana no ranking dos 10 voos mais longos do mundo.

A distância entre Dallas, no estado do Texas, e Hong Kong, uma das principais cidades da China, é de 13.066 quilômetros e é percorrida em 15 horas e 18 minutos.

O voo AA-137 faz esse trajeto todos os dias.

10. Dubai – San Francisco

Desde 2008, o modelo Airbus A380-800 opera a décima rota de avião mais longa do mundo.

A aeronave da empresa Emirates Airlines percorre todos os 13.041 quilômetros que separam Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, de São Francisco, na Califórnia, EUA, em 15 horas e 37 minutos.

Nova rota ultralonga

Outra companhia aérea já promete desbancar o primeiro lugar do ranking das 10 rotas mais longas do mundo, que hoje é ocupado pela Emirates Airlines com o voo entre Dubai e a Cidade do Panamá.

É a Singapore Airlines que já anunciou que a partir de outubro deste ano vai começar a operar o voo direto, sem escalas, mais longo do mundo.

A empresa fará a rota entre Singapura, no sudeste asiático, e o Aeroporto de Newark, em Nova Iorque, (EUA). A distância de 16.700 quilômetros entre os dois pontos do globo deverá ser percorrida em 18 horas e 45 minutos, superando em 1 hora e 10 minutos o voo de Dubai à Cidade do Panamá.

Para operar esse trajeto será utilizado um novo modelo da fabricante Airbus: o A350-900 ULR, sigla em inglês para Ultra Long Range. O avião tem 67 assentos na classe executiva e outras 94 poltronas na classe econômica premium.

Apesar de não ser muito grande, essa aeronave tem vários recursos desenvolvidos para tornar a viagem mais confortável para os passageiros:

  • janelas maiores;
  • tetos mais altos;
  • redução dos ruídos para diminuir o jetlag;
  • iluminação projetada;
  • fuselagem feita com fibra de carbono, que cria um novo sistema de renovação do ar interno;
  • aperfeiçoamento dos níveis de umidade no avião.

Rotas disponíveis na Azul

Além dos 100 destinos operados em todo o Brasil, a companhia aérea Azul também tem rotas internacionais saindo do nosso país para cidades da América do Sul, Estados Unidos e para Lisboa, em Portugal.

Conheça os destinos no exterior para os quais você pode voar de Azul:

  • Uruguai:
    • ​Montevidéu, saindo de Porto Alegre (RS);
    • Punta del Este, também saindo de Porto Alegre (RS);
  • Argentina:
  • Buenos Aires, saindo de Belo Horizonte (MG), Cabo Frio (RJ) e Navegantes (SC);
  • Córdoba, saindo de Recife (PE)
  • Rosário, também saindo de Recife (PE);
  • Portugal:
    • Lisboa, saindo de Campinas, em São Paulo;
  • Flórida, Estados Unidos:
    • Fort Lauderdale/Miami, saindo de Belém (PA), Recife (PE) e Campinas (SP);
    • Orlando, saindo de Recife (PE), Belo Horizonte (MG) e Campinas (SP).

A Azul também tem dois voos sendo operados para a cidade de Caiena, que é capital da Guiana Francesa. Um sai de Fortaleza, no Ceará, e o outro de Belém, no Pará.

Serviços oferecidos durante o voo

Como você viu no nosso ranking das 10 grandes rotas aéreas da atualidade, um dos diferenciais das companhias aéreas são serviços e facilidades que visam oferecer mais conforto e comodidade para os passageiros.

Na Azul, o cliente também encontra alguns serviços que a empresa tem para tornar a experiência de viagem ainda melhor. Conheça os principais:

  • assistência da equipe da companhia no embarque e no desembarque;
  • assistência para passageiros idosos e gestantes;
  • acompanhamento de crianças de 5 a 11 anos nos voos domésticos, aqueles operados dentro do Brasil;
  • permissão de levar o seu animal de estimação com você na cabine;
  • distribuição de dispositivos eletrônicos móveis para todos os clientes da classe econômica com diversas opções de filmes e jogos. Esse benefício é válido apenas para voos internacionais e os aparelhos são recolhidos ao final da viagem;
  • distribuição dos Kit Azul Kids com diversos materiais de entretenimento e conteúdos educativos exclusivos para crianças;
  • serviço de bordo com cardápio variado com pratos diferentes, como bobó de camarão, arroz branco e farofa de banana ou filé mignon grelhado ao molho de manteiga e café;
  • refeições especiais sem lactose;
  • pratos preparados para diabéticos, bebês e vegetarianos;
  • receitas livres de glúten, entre outros.

Alguns serviços exigem o pagamento de uma taxa. Consulte a companhia para saber os valores e condições.

Uma curiosidade: como todas as rotas listadas neste post são consideradas “voos ultralongos”, elas são realizadas por aeronaves de fuselagem larga, como os modelos das empresas Boeing e da Airbus citados anteriormente.

E aí, gostou de conhecer as 10 rotas de avião mais longas do mundo? Você já teve a experiência de voar em alguma delas? Pretende fazer algumas dessas rotas ou está prestes a pegar um voo longo sem escala? Então, aproveite e confira também 8 sugestões do que fazer durante voos longos.