Dono de uma beleza natural indescritível, de uma cultura extremamente rica e de um charme inigualável, o Nordeste Brasileiro é um dos principais destinos turísticos do Brasil, seja para os estrangeiros ou para os próprios brasileiros.

Uma das mais procuradas províncias nessa região é a Bahia, um estado que pode ser chamado de berço histórico do Brasil, já que pela sua orla desembarcou Pedro Álvares Cabral, o descobridor de nossas terras.

A sua capital, Salvador, uma das mais notáveis cidades do país, além de belas paisagens, é conhecida em todo Brasil por sua apurada gastronomia, musicalidade e arquitetura. Inicialmente denominada São Salvador da Bahia de Todos os Santos, a cidade é uma das mais antigas da América e foi a primeira sede da administração colonial portuguesa em território brasileiro.

Atualmente o município é o mais populoso do Nordeste, sendo lar de mais de 2,8 milhões de habitantes, e também um importante centro econômico da região, principalmente por conta do seu turismo.

Se você está pensando em comprar passagem para Salvador e quer conhecer mais sobre a cidade, este artigo foi feito para você. Continue lendo este post e confira o que a capital baiana tem de melhor para oferecer a você!

Conheça o clima de Salvador e suas atrações

Se você planeja fazer a sua visita à capital baiana, além de conhecer mais sobre as atrações turísticas da cidade e suas belas praias, é possível que você queira saber também como é o clima. Afinal de contas, saber qual será a temperatura é extremamente relevante na hora de escolher a sua passagem para Salvador, não é verdade?

Pois bem. Se tratando de Nordeste brasileiro você pode ficar relaxado! Em Salvador, assim como em toda região nordeste, faz calor quase todo o ano e, em geral a temperatura varia de 22 °C a 31 °C, raramente sendo inferior a 20 °C.

Entretanto, isso não quer dizer que não exista período chuvoso na cidade. Geralmente, os meses com maiores índices de precipitação ficam entre março e agosto. Durante esse período o sol também pode aparecer, mas as chances de existirem dias com o tempo chuvoso são maiores do que em outros meses do ano.

Do outro lado da moeda, o sol e as altas temperaturas dão as caras em Salvador, principalmente, nos meses de setembro a fevereiro. Por coincidência, o período de tempo firme abrange os meses considerados de alta temporada — dezembro, janeiro e fevereiro — e o Carnaval.

Portanto, durante esses meses, devido à alta procura de turistas interessados em comprar passagem para Salvador, os preços dos tíquetes e da hospedagem podem estar mais caros do que em outras épocas do ano. Agora que esclarecemos tudo a respeito do clima de Salvador, confira a nossa lista com 10 atrações turísticas da capital baiana.

1. Pelourinho

Tombado pela UNESCO como patrimônio histórico da humanidade, o Pelourinho é uma das atrações turísticas mais buscadas de quem visita Salvador. O nome do bairro, “Pelourinho”, tem origem no antigo local do engenho reservado para o castigo de escravos.

Atualmente, o Pelourinho é lar de um dos conjuntos arquitetônicos barrocos mais ricos do Brasil, com centenas de casarões que se transformaram em bares, museus e restaurantes, além de imponentes construções religiosas, como a Igreja e Convento de São Francisco, com o seu interior repleto de tanto ouro que o brilho chega a doer os olhos!

Ponto de encontro entre a arte e os seus amantes, o Pelourinho exala cultura e história por todas as suas ruas e ladeiras estreitas.

2. Farol da Barra

O Farol da Barra também é um ponto turístico que retrata o passado de Salvador e da história do nosso país. Construído no século XVII, o Farol servia como proteção da costa a ataques invasores.

Também nomeado como Farol de Santo Antônio, ele é considerado por historiadores o farol mais antigo da América e faz parte do conjunto arquitetônico do complexo militar, que abriga também outro ponto turístico, o Museu Náutico.

Ainda em funcionamento e com uma torre de 22 metros de altura, o Farol foi aberto à visitação pela primeira vez em 2011 e, desde então, turistas e moradores podem subir as escadarias em espiral para ter acesso a uma vista de 360 graus de tirar o fôlego e de quebra conferir o maquinário francês que ilumina o Oceano Atlântico durante a noite.

3. Mercado Modelo

Inicialmente construído para funcionar com o Casa da Alfândega, o Mercado Modelo é uma obra de arquitetura neoclássica erguida em 1861 e um dos principais cartões-postais da cidade de Salvador.

Tombado pelo IPHAN — Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional — o espaço hoje é repartido em centenas de lojinhas que vendem artesanato: desde fitinhas do Bonfim a roupas e lembranças da Bahia.

Além de abrigar o maior shopping de artesanato do país, o Mercado Modelo oferece como atrativo aos turistas as rodas de capoeira, que animam a construção do arquiteto polonês André Przewpdoswski aos sábados.

Além da parte das lojas, o Mercado Modelo tem um espaço “secreto” que pode ser visitado pelos turistas. O subsolo da construção era utilizado para e stocar produtos que não podiam ser expostos ao calor, como vinhos.

Além disso, reza a lenda que os túneis da antiga alfândega também eram utilizados para guardar os escravos que esperavam para serem vendidos. Por isso, alguns guias dizem que até hoje é possível ouvir o barulho das correntes ao longo desses túneis.

Verdade ou não, fato é que o Mercado Modelo é um local de importância histórica para o Brasil e, além disso, um ótimo lugar para comprar algumas lembrancinhas de Salvador.

4. Elevador Lacerda

Inicialmente, Salvador foi planejada em “dois andares” e, por isso, a cidade é repartida em duas áreas principais: cidade alta e cidade baixa. A parte baixa é a área litorânea do município, onde se encontram vários pontos turísticos da capital baiana, como o Mercado Modelo. Já a parte alta de Salvador é onde está localizado o bairro mais popular, o Pelourinho.

O Elevador Lacerda é, possivelmente, o cartão-postal mais famoso de Salvador e foi desenvolvido justamente para unir as duas áreas da cidade e ser uma forma rápida de transporte da população soteropolitana entre as duas regiões.

Atualmente com 72 metros de altura, o Elevador Lacerda, erguido em 1863, foi o primeiro elevador urbano da história mundial e uma obra de engenharia revolucionária para a época. Hoje, a viagem dentro do elevador custa alguns centavos para a população e dura não mais do que 25 segundos.

Apesar de não dispor de vista panorâmica durante o percurso de uma área a outra, a parte alta oferece uma vista de tirar o fôlego aos turistas que querem contemplar o pôr do sol. De lá, na Praça Tomé de Sousa, você pode apreciar a beleza natural contrastando com o Elevador ao lado.

5. Igreja de Nosso Senhor do Bonfim

A igreja de Nosso Senhor do Bonfim foi concluída em 1772 e é um dos templos religiosos mais famosos de todo Brasil. É na escadaria da Igreja que acontece todo ano a tradicional “Lavagem do Bonfim”, na segunda quinta-feira de janeiro. Os degraus da escada são lavados com água de cheiro em uma cerimônia de muita música e festa, acompanhada por milhares de fiéis.

A Igreja também é lar de uma das mais tradicionais simbologias religiosas que, provavelmente, você já deve ter visto no pulso de algum conhecido. A fitinha do Senhor do Bonfim é uma tradição que teve origem há mais de 200 anos e basta dar uma olhada na grade que cerca a Igreja, repleta de fitinhas amarradas, para ter uma ideia da dimensão desse ritual.

Dizem que a fita deve ser amarrada no pulso com três nós e em cada um deles deve ser feito um pedido. Depois, é só deixar o tempo fazer o trabalho de corroer a fita até ela cair para que seus desejos sejam realizados.

6. Arena Fonte Nova

Para quem é fã de esportes e comprou passagem para Salvador, a Arena Fonte Nova é um dos pontos turísticos que não pode faltar na sua lista de viagem. Totalmente reformada para receber jogos da Copa do Mundo de 2014, a Arena recebe jogos de Bahia e Vitória, shows de artistas famosos e até festivais de música.

Se você preferir, pode fazer a visita guiada, que inclui conhecer os camarotes, sala de imprensa, zona mista, vestiários e, por fim, o túnel por onde os jogadores passam para entrar em campo.

7. Rio Vermelho

O bairro do Rio Vermelho é, há décadas, o bairro mais boêmio de Salvador. Lá é a casa dos melhores bares, as baladas mais animadas e o ambiente urbano mais atrativo da cidade. Com o grande leque de opções, o Rio Vermelho é o lugar perfeito para visitar quando não se tem certeza do que pretende fazer.

Ao caminhar pelas ruas do bairro, você pode acompanhar o movimento de cada lugar e, caso não o agrade, é só andar mais alguns metros que logo surgem outros ambientes interessantes. A atmosfera que cerca os bares e barracas é perfeita para o turista, já que torna possível conhecer tudo sobre a cultura e culinária da Bahia em um só lugar.

8. Farol de Itapuã

No ano de 1873, um navio francês encalhou nas proximidades de Itapuã. Felizmente, nenhum tripulante da embarcação morreu, mas o navio ficou destruído. Após esse episódio, os navegantes perceberam que a iluminação daquela área é arriscada para a navegação e, além disso, que aquela região é repleta de bancos de areia próximos a praia.

Graças a isso, em 31 de dezembro de 1872, a construção do Farol de Itapuã foi autorizada pelo Ministério dos Negócios da Marinha. A construção, que fica sobre a pedra de Piraboca e tem 21 metros de altura, ainda está em funcionamento e a sua luz pode ser vista a até 28 quilômetros de distância.

9. Solar do Unhão

O Solar do Unhão é, literalmente, um museu a céu aberto. Caso inclua esse ponto turístico no seu roteiro de viagem, você vai poder apreciar a beleza da Baía de Todos os Santos, além de muita história, manifestações artísticas e rica gastronomia.

Por lá você vai encontrar a Capela de Nossa Senhora da Conceição, uma antiga senzala e o MAM– Museu de Arte Moderna da Bahia — que conta com mais de duas mil obras de artistas brasileiros, dentre eles Di Cavalcanti, Portinari e Tarsila do Amaral.

10. Parque da Cidade

Inaugurado em 1975, o Parque da Cidade é um local de preservação da Mata Atlântica virgem e dono de uma área verde de 724.000 mil metros quadrados. Para quem gosta de ecoturismo, o Parque é o único lugar no Brasil onde podemos encontrar a transição da Mata Atlântica para as dunas e em um passeio rápido pelos caminhos internos você vai encontrar árvores como Oiti, Ipê e Pau-Brasil, além de jaqueiras, mangueiras.

Além da área verde, a estrutura do Parque oferece aos turistas quadras poliesportivas, brinquedos e parquinhos para crianças, equipamentos de ginástica, pista de corrida, ciclovia e áreas para piquenique.

As melhores praias de Salvador

Se você comprou sua passagem para Salvador, provavelmente também quer conhecer mais sobre a orla da cidade, não é? Por isso, confira agora algumas das praias mais famosas da capital baiana:

Ondina

Localizada no bairro mais nobre de Salvador, a praia de Ondina é perfeita para banho e ideal para os aventureiros que querem sentir a adrenalina do surf, já que no norte da praia não existem arrecifes e as ondas quebram mais fortes.

Ao longo da orla existem diversas barracas para a degustação do melhor da culinária baiana, desde petiscos e refrescos até pratos típicos da Bahia.

Porto da Barra

Apesar de não ter uma orla grande, a praia do Porto da Barra é extremamente bonita e perfeita para quem busca por águas calmas e transparentes. Cercada por arrecifes, lá é lugar ideal para quem busca quer fazer um mergulho e conhecer as belezas submersas do litoral baiano.

Praia do Farol da Barra

Palco de grandes comemorações de Salvador, como a festa de Réveillon da cidade, a praia do Farol da Barra também é casa de um dos pontos turísticos da cidade, o Forte de Santo Antônio.

Sendo uma praia que tem muitas pedras em suas águas, não é muito procurada por banhistas. Entretanto, na maré baixa, formam-se diversas piscinas naturais que são um atrativo para quem quer se refrescar.

Ao longo deste artigo demonstramos a você o porquê de a capital baiana ser um dos melhores destinos turísticos do Brasil. Por isso, se você está planejando comprar passagem para Salvador, prepare um roteiro para a sua estadia e curta ao máximo o período da sua permanência na cidade. Em meio a uma infinidade de pontos turísticos e belas praias, você não vai querer deixar nenhum deles de fora, não é verdade?

Curtiu o nosso artigo e já comprou a sua passagem para Salvador? Então, acesse agora o nosso Blog e veja outros artigos para lhe ajudar na sua viagem!