Município mais populoso do Piauí e única capital da região Nordeste que não fica às margens do Oceano Atlântico, Teresina é conhecida como Cidade Verde e é uma das mais prósperas cidades brasileiras. Ou seja, conta com diversas atrações e pontos de interesse para quem quer comprar passagem para Teresina!

Destacando-se nos setores de comércio, educação, cultura, esportes e também na indústria têxtil, Teresina ainda é referência por sua justiça trabalhista e por contar com um grande e moderno centro médico que atrai pessoas de todo o país. Nada mal, não é mesmo? Tudo isso faz de Teresina a quarta capital mais desenvolvida do Brasil e a mais desenvolvida do Nordeste.

Com tantos méritos e atrativos, Teresina é definitivamente uma cidade que merece ser visitada. Então, que tal conhecer mais sobre ela agora e descobrir sugestões incríveis para o seu roteiro de viagem? Continue a leitura e fique por dentro!

A próspera história de Teresina

No século XVIII, diversos povoados habitavam a região do Rio Poti. Em 16 de agosto de 1852, a atual capital do Piauí foi estabelecida nesse espaço do estado, ocupando um local que, hoje, corresponde ao bairro do Velho Poti. O bairro, que é o mais antigo de Teresina, cresceu muito ao longo dos anos, mas ainda conserva diversos costumes, tradições e construções da época.

Aliás, Teresina foi fundada já com a missão de tornar-se capital da então Província do Piauí. A cidade foi planejada pelo Conselheiro José Antônio Saraiva, estabelecendo-se assim como a primeira capital planejada do Brasil. Por causa de seu mercado velho, a cidade destacou-se desde o início como centro econômico.

A cidade chama-se Teresina como homenagem à imperatriz Teresa Cristina Maria de Bourbon, que acredita-se ter negociado a transferência da capital para lá junto ao imperador Dom Pedro II. Teresina, que une os nomes Teresa e Cristina, cresceu aceleradamente e passou dos 49 habitantes para cerca de 20 mil moradores em apenas duas décadas. Isso aconteceu especialmente graças à extração da borracha de maniçoba e da cera de carnaúba.

O codinome de Cidade Verde foi dado à capital pelo escritor maranhense Coelho Neto, que chamou Teresina assim por causa de suas ruas e avenidas repletas de árvores. Hoje, Teresina ainda está em franco desenvolvimento e soma mais de 800 mil habitantes.

Hoje, a educação de Teresina destaca-se especialmente no ensino médio e no superior, que atraem estudantes de todo o país e especialmente do restante do estado. Além disso, é a terceira capital brasileira que mais investe em saúde, resultado da presença da renomada Faculdade de Medicina e do trabalho de excelentes profissionais do setor. A cidade é considerada o Centro de Medicina do Nordeste.

Como chegar até Teresina e onde fica a cidade

Teresina fica próxima à fronteira do Piauí com o Maranhão e, como destacamos na introdução, é a única capital da região Nordeste que não é banhada pelo Oceano Atlântico. Teresina divide-se com a cidade de Timon pelo Rio Parnaíba. A cidade fica localizada a 72 metros de altura em relação ao nível do mar.

O centro de Teresina localiza-se entre os rios Parnaíba e Poti, que fazem parte da bacia hidrográfica do Rio Parnaíba. Por isso, outro apelido da capital é Mesopotâmia do Nordeste. Na região norte da cidade, esses dois rios unem-se e se transformam em um único leito que segue para o Atlântico.

A melhor forma de chegar até a cidade é por meio do Aeroporto de Teresina, inaugurado em 1967 e administrado pela Infraero. Ele fica ao norte da capital, entre os rios Poti e Parnaíba. O aeroporto recebe voos de todo o país e passa por reformas ocasionais para adaptar-se às novas demandas da capital. Afinal, o Aeroporto de Teresina movimentou mais de 1 milhão de passageiros em 2011 e apresenta um fluxo crescente de pessoas.

O clima da capital do Piauí e o melhor período para visitá-la

O clima de Teresina é do tipo tropical semiúmido e, ao longo do ano, apresenta duas fases bastante distintas: o período das chuvas, que são abundantes especialmente durante o verão e o outono, e o período seco, percebido nas estações do inverno e da primavera.

Sendo assim, graças às chuvas, o clima é particularmente quente e úmido durante os meses de janeiro a maio — mesmo assim, em algumas manhãs, há a ocorrência de neblinas. Enquanto isso, entre julho e agosto, o clima fica mais seco e as noites esfriam. Os meses de setembro a dezembro apresentam temperaturas mais quentes e abafadas, com ocasionais pancadas de chuva a partir de novembro.

As chuvas em Teresina costumam ser rápidas e intensas, o que resulta em vendavais, águas muito fortes e trovões que chamam a atenção. Aliás, a incidência de raios é tão recorrente na capital que a região em que Teresina fica localizada tornou-se conhecida como a Chapada do Corisco.

A temperatura média em Teresina fica em torno dos 27 ºC, com temperaturas mínimas de 22 ºC e máximas de 40 ºC. Entretanto, mesmo nos dias mais quentes, venta bastante na cidade, o que diminui a sensação térmica.

Levando tudo isso em consideração, podemos dizer que Teresina é uma cidade agradável de ser visitada o ano todo. Como ela não tem as praias como sua principal atração, ao contrário de outras cidades do Nordeste, as chuvas não impedem o aproveitamento de toda a cultura e das atrações vibrantes da capital.

De qualquer forma, se você for visitar Teresina em junho, terá o gostinho especial de poder participar das atrações de São João, que inundam a cidade das cores, sabores e sons típicos desses festejos. Não perca os desfiles e as apresentações do Bumba-Meu-Boi!

As atrações mais imperdíveis de Teresina

Com tantos apelidos e pontos de destaque, o que há para fazer e ver em Teresina? Conheça as principais atrações agora e comece a organizar o seu roteiro para visitar a cidade!

1. Mirante da Ponte Estaiada

Teresina investe muito no transporte para conectar cada ponto da cidade, incluindo as pontes que conectam as regiões separadas por rios. Uma das principais é a Ponte Estaiada, que liga a Alameda Parnaíba com a Avenida Dom Severino, cruzando o Rio Poti. Nela, há um mirante de 95 metros de altura que garante uma visão imperdível e memorável de toda a cidade.

2. Palácio de Karnak

O imponente Palácio de Karnak é a sede oficial do Poder Executivo Estadual do Piauí. O nome é originado de um templo do Antigo Egito, enquanto a arquitetura do edifício tem inspirações nos templos da Grécia. Nos anos 1970, o Karnak ganhou jardins contemporâneos projetados pelo paisagista Burle Marx.

3. Palácio da Cidade

Sede da prefeitura de Teresina desde 1984, o Palácio da Cidade é uma das construções mais antigas da capital. Originalmente lar da Escola Normal, fica no centro de Teresina e bem próxima à nossa próxima atração!

4. Igreja de Nossa Senhora do Amparo

A Igreja de Nossa Senhora do Amparo fica localizada no marco zero de Teresina, fato homenageado por um símbolo bem em frente à igreja.

Belíssima por dentro e por fora, a construção foi inaugurada em 24 de dezembro de 1850 e, dois anos depois, foi elevada à condição de Matriz da cidade. Além disso, é o templo católico mais antigo da cidade, e a Nossa Senhora do Amparo é a padroeira de Teresina.

5. Parque Ambiental Encontro dos Rios

Um dos pontos mais queridos de Teresina é o Parque Ambiental Encontro dos Rios, construído no local em que os rios Parnaíba e Poti se encontram. Ótimo para caminhar, curtir as áreas verdes e admirar a paisagem natural inesquecível, o Parque Ambiental ainda traz excelentes opções de restaurantes e lanchonetes.

O ponto exato em que os rios se encontram é perceptível pela coloração diferente das águas de cada um e pode ser apreciada confortavelmente do Parque. Há um Restaurante Flutuante com deliciosos pratos a base de peixes, além de lojas e barraquinhas repletas de produtos e artesanatos locais.

6. Favoritos Comidas Típicas & Churrascos

Estabelecimento que faz parte de uma tradicional rede de restaurantes do Piauí, o Favoritos Comidas Típicas & Churrascos, como o próprio nome já indica, oferece um cardápio delicioso. A especialidade do local é o capote, talvez o mais tradicional prato da culinária do estado. Trata-se de uma ave, também conhecida como galinha d’angola, que é servida ao molho acompanhada de arroz e pimenta de cheiro.

7. Museu do Piauí

O Museu do Piauí, que preserva a memória, a história e a cultura do estado, foi fundado em 1934. Seu acervo conta com cerca de 7 mil peças, entre fósseis, artefatos pré-históricos, artesanatos, obras de arte, mobílias do século XIX e muito mais. Parada obrigatória para mergulhar ainda mais na trajetória fascinante do estado!

8. Teatro 4 de Setembro

Inaugurado no dia 4 de setembro de 1889, esse é o teatro mais tradicional de Teresina. Ele nasceu graças à proposta levada por algumas senhoras da alta sociedade até o presidente da então província. Hoje, é o mais importante centro cultural da capital e recebe espetáculos nacionais e internacionais.

9. Igreja São Benedito

Um marco da história dos escravos em Teresina, a Igreja São Benedito é exemplar da luta do povo negro no estado. A igreja foi idealizada, financiada e construída por eles, que eram proibidos de entrar em outras igrejas da cidade. Foi inaugurada em 1917 e carrega o nome de São Benedito, padroeiro dos negros.

Construída no Alto da Jurubeba, o projeto foi acompanhado pelo Frei Serafim, que era formado em Arquitetura, o padre era conhecido na cidade por compadecer-se e apoiar os desfavorecidos de Teresina — além dos negros, também os indígenas e leprosos, por exemplo.

10. Polo Cerâmico do Poti Velho

O já mencionado Poti Velho concentra a produção de artefatos de cerâmica, uma das tradições mais célebres em Teresina. Estabelecido oficialmente em 2006, o Polo Cerâmico reúne em torno de 25 lojas, nas quais centenas de famílias exibem suas artes em formato de potes, esculturas, joias, jarros e diversos outros objetos de uso cotidiano ou de decoração. Entretanto, a arte está presente no bairro desde 1964.

11. Espaço Cultural Esperança Garcia

Inaugurado em 2007, o Espaço Cultural era antigamente conhecido como Memorial Zumbi dos Palmares e, hoje, leva o nome da primeira advogada negra do Brasil. O estabelecimento reúne diversas manifestações culturais, desde exposições, exibição de filmes e biblioteca até oficinas de dança, de música e de culinária. Há também salas com computadores, forma de incentivar a inclusão digital.

12. Central de Artesanato Mestre Dezinho

Batizado em homenagem ao artesão do Piauí José Alves de Oliveira, cujas obras são celebradas no mundo inteiro, o Centro de Artesanato tem dezenas de lojas de artesanato, além de receber eventos culturais e abrigar aulas de balé e de música.

13. Parque Estação da Cidadania

Bem cuidado e com áreas próprias para passeio, o Parque Estação da Cidadania traz uma ótima infraestrutura. São quadras de esporte, espaço para piquenique, trilhas para caminhada, rampas para skate e muito mais. Uma ótima opção para quem vai visitar Teresina em família!

14. Restaurante São João

Voltando ao assunto culinária local, o Restaurante São João é uma excelente pedida para quem quer deliciar-se com pratos icônicos da cozinha nordestina, como a carne de sol, o baião de dois e a paçoca. Destaque também para o ambiente e para o atendimento, que vão fazer você querer voltar o quanto antes.

15. Frango Leste

Com um cardápio amplo, em que se destacam os pratos feitos de frango e que são a especialidade do estabelecimento, o Frango Leste é outra sugestão para quem busca tanto comer bem quanto curtir um ambiente descontraído e agradável. Outros pratos famosos do restaurante são a picanha e a paçoca.

Como deu para perceber, não faltam atrações incríveis para quem compra passagem para Teresina. Entre a culinária imperdível, a cultura marcante, a rica história e as diversas conquistas da capital do Piauí, não vão faltar lugares, paisagens e restaurantes para conhecer.

Então, que tal aproveitar para começar a organizar a sua viagem para Teresina agora mesmo? Visite o nosso site e veja as melhores opções de passagens aéreas!