As raízes indígenas, o cenário da Amazônia e os avanços industriais e comerciais fazem de Manaus uma cidade repleta de história e que vale a pena ser visitada. Em meio ao verde da floresta e aos rios da região, quem compra uma passagem para Manaus também se depara com atrações urbanas e culturais imperdíveis.

Principal centro financeiro e industrial do Norte do Brasil, a capital do Amazonas é um dos principais destinos dos turistas de dentro e de fora do país. Manaus fica no coração da Amazônia, a maior floresta tropical do mundo, mas é também um espaço urbano com importantes organizações de tecnologia, educação e entretenimento.

Essa cidade tão múltipla e fascinante não pode ficar de fora dos seus planos de viagem. Portanto, preparamos este post especial para você que quer conhecer Manaus. Continue a leitura e prepare as malas!

Conheça os dados gerais sobre a cidade de Manaus

Com mais de 2,1 milhões de habitantes, Manaus é a cidade mais populosa não apenas do estado do Amazonas, mas de toda a região da Amazônia.

Além disso, a capital amazonense é a 7ª cidade mais populosa do Brasil e, em sua região metropolitana, soma mais de 2,5 milhões de pessoas. Os já mencionados destaques de Manaus são nos âmbitos da indústria, do comércio, da ciência e da tecnologia, especialmente quando o assunto é sustentabilidade, fazem com que a cidade conte com o 8º maior PIB do país.

No mundo dos negócios, Manaus também se destaca. Ela é considerada uma das 30 melhores cidades da América Latina nesse aspecto! A capital ainda é sede da Rede Amazônica, maior grupo de comunicação do Norte do Brasil, e do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, um dos maiores centros do mundo na pesquisa relacionada à sustentabilidade.

Aventure-se pela história de Manaus

Como não poderia deixar de ser, a história de Manaus revela-se até hoje no cotidiano da cidade graças às suas fortes raízes indígenas. Seu próprio nome demonstra o orgulho por essas origens. Fundada em 1669 por portugueses, a região foi elevada à condição de vila em 1832, quando foi batizada de Manaos em homenagem à tribo indígena dos manaós, que habitavam a região.

A transformação em cidade aconteceu em 24 de outubro de 1848, dia em que foi nomeada Cidade da Barra do Rio Negro. Entretanto, as origens do lugar voltaram a florescer em 4 de setembro de 1856, quando a cidade foi oficialmente batizada como Manaus.

Isso é bastante significativo e demonstra a resistência da cultura e da força indígenas porque, durante a ocupação dos portugueses, houve um forte trabalho de tentar apagar e esquecer os traços, a influência e as obras dos povos indígenas de Manaus.

Durante o século XX, a capital amazonense era conhecida como a Paris dos Trópicos por causa da intensa modernização pela qual a cidade passou. Isso aconteceu especialmente graças à “era de ouro” da borracha, que atraiu muitos imigrantes, especialmente os franceses, e grandes investimentos estrangeiros.

Dois outros títulos surgiram nesse período: Coração da Amazônia e Cidade da Floresta. Afinal, Manaus sempre fascinou por essa dualidade de cidade urbana e em rápida evolução em meio à imponente Floresta Amazônica e às deslumbrantes belezas naturais do estado.

Saiba como chegar na capital amazonense

Quem compra uma passagem para Manaus pode ficar tranquilo: é muito fácil chegar à cidade!

Como Manaus fica no centro da Floresta Amazônica, ir para lá de avião é definitivamente a opção mais prática e confortável. O Aeroporto Internacional de Manaus AM Eduardo Gomes fica um pouco afastado do centro da cidade, mas dá para ir até lá de táxi ou de ônibus.

Fique por dentro do clima de Manaus e da melhor época para visitar

Como não poderia deixar de ser, o clima de Manaus é do tipo tropical úmido de monções. A temperatura média da cidade é de 27 ºC, com um nível elevado de umidade do ar. Por isso, os verões são especialmente chuvosos, enquanto o clima é mais seco durante o inverno.

Manaus fica muito próxima à linha do equador, o que faz com que o calor seja praticamente ininterrupto no Coração da Amazônia. Nem mesmo no inverno faz frio, já que as massas de ar polar raramente alcançam a cidade. A menor temperatura já registrada em Manaus foi de 12,1 ºC e a maior, de 39 ºC.

Então, se você prefere fugir do frio do Sul ou do Sudeste, por exemplo, visitar Manaus durante o inverno pode ser uma boa ideia. Além de poder curtir temperaturas amenas, você também não vai pegar muita chuva.

A época seca na região da Amazônia vai de junho a novembro, enquanto as chuvas são particularmente intensas entre dezembro e maio. Não deixe de levar isso em consideração ao organizar sua viagem, mas saiba que o período de chuvas também tem suas vantagens: os rios cheios garantem ótimos passeios.

Levando tudo isso em consideração, os meses de junho, julho e agosto são especialmente interessantes para comprar uma passagem para Manaus. Nesse período, os rios ainda estão relativamente cheios, as maiores chuvas já passaram e os dias ensolarados, mas ainda não tão quentes, são maioria.

Monte seu roteiro com as atrações imperdíveis de Manaus

Você já se encantou pela rica história de Manaus, sabe a melhor época de viajar e conhece mais informações sobre a capital amazonense. Vamos agora, então, às atrações mais imperdíveis de Manaus! Conheça os lugares que você não pode deixar de visitar e comece a preparar o seu roteiro.

1. Passeio pela Floresta Amazônica

Não dá para ir até Manaus e não se aventurar pela Floresta Amazônica, não é mesmo? De barco e a pé, há diversas opções de passeios e roteiros desse tipo — alguns duram até mesmo alguns dias! Portanto, analise o seu ânimo para ficar longe do centro urbano e a disposição para mergulhar nesse destino apaixonante e escolha a melhor opção para você.

2. Encontro das Águas

Ainda dentro dos passeios relacionados às belezas naturais de Manaus, um dos principais encantos da cidade é definitivamente o Encontro das Águas, ou seja, o ponto em que os rios Negro e Solimões se unem.

Você pode chegar até lá por meio de passeios de barco saindo do Porto de Manaus, lugar que é uma atração por si só. Construído em um cais flutuante que acompanha o sobe e desce do rio Negro, o Porto de Manaus é o maior porto flutuante do mundo!

O encontro dos dois rios é fascinante tanto por sua beleza quanto pela raridade do fenômeno. O Negro e o Solimões se tocam sem se misturar, gerando um efeito incrível. Isso acontece tanto graças à diferença na temperatura das águas (o rio Negro é quente e o Solimões, frio) quanto à velocidade das correntezas (as águas do Solimões são mais velozes que as do Negro).

Além do Encontro das Águas, os passeios de barco do Porto incluem outros destinos para que os visitantes conheçam de pertinho a cultura manauense, como feiras de artesanato e aldeias indígenas.

3. Teatro Amazonas

Maior símbolo cultural da cidade, o Teatro Amazonas é um Patrimônio Histórico Nacional e foi fundado em 31 de dezembro de 1896, no auge do ciclo da borracha. O Teatro fica no Largo de São Sebastião, bem no centro de Manaus.

Talvez você já tenha visto a imagem do Teatro em algum cartão-postal de Manaus! A construção encanta por seu estilo renascentista e pelos detalhes impecáveis na cúpula. O espaço nobre recebe não apenas importantes peças teatrais, mas também shows como os do Festival Amazonas de Ópera, realizado ali desde 1997, e de atrações internacionais, como a banda de rock The White Stripes.

A sala de espetáculos, decorada no estilo do rei francês Louis XV, tem capacidade para 701 pessoas — além da plateia, há três andares de camarotes. Desde o corredor barroco até os ornamentos das colunas no térreo, passando pelas máscaras que homenageiam compositores icônicos, o Teatro Municipal é apaixonante em cada detalhe.

Para conhecer o Teatro Municipal e toda a sua história a fundo, há visitas guiadas (pagas) ao interior do espaço.

4. Palacete Provincial

Esse belíssimo prédio no centro de Manaus é o lar de diversas atrações incríveis. É no Palacete Provincial que estão a Pinacoteca do Estado, o Museu da Imagem e do Som, o Museu da Arqueologia, o Museu Tiradentes e o Museu de Numismática (moeda, cédula e medalhas). Você pode dedicar uma tarde que será repleta de cultura e história!

5. Ponte do Rio Negro

Maior ponte fluvial suspensa por cabos do país, a Ponte do Rio Negro tem 3.595 metros de extensão e foi inaugurada em 2011. Outra das principais atrações turísticas da capital, ela conecta Manaus com o município de Iranduba e com as outras cidades do lado oposto ao rio Negro.

O fascínio da ponte está principalmente na belíssima vista panorâmica do rio Negro que ela proporciona. Vai visitar a cidade em junho? Então, você vai encontrar o rio no auge de suas cheias. É possível fazer passeios de barco que passam próximos à ponte, se você preferir ir pessoalmente até ela, fica a sugestão: as melhores fotos podem ser tiradas na entrada e na saída da ponte!

6. Mercado Municipal de Manaus

No Mercado Municipal de Manaus, você vai se deparar com todos os cheiros, cores e sabores da cultura manauense. Além do prédio em si, construído no século XX, o Mercado Municipal conta com bancas vendendo praticamente tudo. Artesanato, comidas típicas, frutas regionais, chás, plantas… O melhor é que ele fica ao lado do Porto de Manaus, ou seja, é muito fácil de visitar!

7. Musa — Museu da Amazônia

Lembra que falamos sobre o destaque científico de Manaus? O Musa — Museu da Amazônia é dedicado justamente a isso. Celebrando e buscando popularizar o tema, o espaço fala sobre biologia, geografia, astronomia, história e muito mais.

Proporcionando um novo olhar sobre a Floresta Amazônica, sobre o legado dos povos indígenas e sobre a diversidade da fauna e da flora da região, o Musa é definitivamente uma parada obrigatória para os curiosos e apaixonados por ciência.

O Musa ainda organiza passeios pela floresta ao seu redor e conta com uma torre de 42 metros de altura que garante uma vista espetacular da Amazônia. Inaugurado em 2009, o museu estende-se por 100 hectares na Reserva Florestal Adolpho Ducke, do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia – INPA.

8. Delícias da culinária manauense

A culinária é definitivamente uma atração imperdível de Manaus! Veja alguns dos principais lugares e pratos que não podem ficar de fora da sua viagem.

Sorveteria Glacial

Nada melhor do que uma casquinha de sorvete para aliviar o calor inescapável da capital amazonense. Na Sorveteria Glacial, você vai poder se deliciar com sabores típicos da região, como açaí, cupuaçu e buriti.

Tacacá da Gisela

Uma delícia tão famosa na cidade que o prato dá nome ao próprio restaurante — ou melhor, barraquinha.

O espaço fica na Praça São Sebastião e vende o mais famoso exemplar do tacacá, prato típico muito amado na região Norte, de origem indígena e feito à base de goma de mandioca, camarão, jambu, tucupi e diversos temperos.

Tacacaria Amazônia

Charmoso restaurante com um amplo cardápio baseado na culinária e nos ingredientes locais. Inclui opções vegetarianas e veganas!

Morada do Peixe

Parada obrigatória para quem quer experimentar os peixes típicos de Manaus. Destaque para o espaço externo, que conta com pequeno rio, ponte, muito verde, tartarugas e peixes!

Abare Sup and Food

Localizado na Praia Dourada, o Abare é um restaurante e bar flutuante que promete uma experiência diferente e agradável! Ideal para toda a família, o lugar conta com música ao vivo, espaço para crianças e, é claro, com a beleza das águas amazonenses e cardápio cheio de delícias locais.

Como deu para perceber, comprar uma passagem para Manaus é garantia de se deparar com uma cidade multifacetada e repleta de atrações fascinantes, independentemente de qual for o seu perfil ou estilo. Em meio às belezas deslumbrantes da Floresta Amazônica, a cultura da região, a rica história e os diversos pontos de destaque da capital do Amazonas certamente vão fazer você se apaixonar pela cidade.

Está esperando o que para organizar a sua viagem? Aproveite para visitar o nosso site e comprar as suas passagens o quanto antes!