Saudade de passear pela quinta avenida, comer a legítima pizza nova-iorquina ou curtir um espetáculo da Broadway? Ou vontade de fazer isso tudo pela primeira vez? A gente sabe que a pandemia e o isolamento social atrapalharam os planos de muita gente, mas vamos nos animar! É possível viajar para Nova York sem sair de casa.

Neste post, vamos apresentar algumas atrações da cidade disponíveis virtualmente, trazer receitas para preparar os pratos locais e sugerir uma lista de livros e filmes que podem nos fazer sentir como se estivéssemos lá. Vem com a gente?

Conheça os famosos restaurantes nova-iorquinos

Uma das melhores maneiras de conferir a culinária da cidade é aprendendo a fazer a tradicional pizza de Nova York sem sair de casa! Sim, a receita local é diferente da original forma de preparo italiana.

Neste vídeo, em português, e também nesta outra opção, em inglês, há um passo a passo para fazer e sentir o gostinho da pizza nova-iorquina mesmo em tempos de coronavírus, sem precisar visitar os restaurantes presencialmente.

Mas essa não é a única forma de conferir a comida de Nova York durante a pandemia. Você pode tentar imitar em casa algumas receitas como as da Katz Delicatessen, a partir de inspirações do seu Instagram. Para quem gosta de hambúrguer, um tradicional estabelecimento já tem filiais no Rio de Janeiro e em São Paulo — o Burger Joint New York.

Visite os museus de Nova York sem sair de casa

Os ambientes culturais mais badalados de Nova York, como o Metropolitan Museum, o MoMA e o Museu da Cidade de Nova York, disponibilizaram suas coleções para exploração virtual com o Google Arts and Culture.

O MoMA também fornece acesso gratuito a alguns materiais, como:

A Frick Collection tem uma tour virtual disponível em seu site, no qual você pode explorar a incrível mansão da 5th Avenue e espiar algumas obras de arte. Além disso, a Whitney lançou o Whitney From Home, repleto de recursos digitais, como conteúdo de vídeo e tours de áudio para crianças.

Não se esqueça das lojas de presentes de museus como o MoMA, o Metropolitan e o Guggenheim. Eles estão repletos de coisas divertidas para ajudar você a passar o tempo durante a pandemia. Entre as opções, jogos divertidos e livros esotéricos.

Passeie pelos principais pontos turísticos

Não é possível passar uma tarde caminhando pela Highline ou pela Ponte do Brooklyn no momento, mas isso não impede você de fazer de conta que está passeando por esses pontos turísticos nova-iorquinos. Os mapas do Google levam a “caminhar” pelo East River ou subir a Highline (basta soltar o ícone do homenzinho sobre a ponte e começar a andar).

Você também pode fazer tour virtual pelo Central Park e experimentar todas as suas atrações, como o Conservatory Garden, e ainda conhecer o famoso Jardim Botânico de Nova York.

Para ter um gostinho do verão, o New York 360 leva você até o meio de Coney Island em um fim de semana — prepare um cachorro-quente e sinta a vibe local da melhor maneira. Essa é a vantagem de uma cidade tecnológica!

Veja um show da Broadway

Assistir a espetáculos da Broadway online já é possível! Assinando o Broadway HD, você tem acesso a alguns dos espetáculos mais incríveis de Nova York — é possível fazer um “test drive” gratuito por uma semana. O cardápio conta com clássicos como “O Fantasma da Ópera”, “Oklahoma!”, “Cats” e muitos outros.

E também tem shows de comédia no YouTube

Para quem curte comédia stand-up e se vira bem no inglês, é possível conferir alguns humoristas no canal da tradicional casa Comedy Cellar, inclusive com “lives” em tempo real, sem custos.

Leia livros que se passam em Nova York

A cidade de Nova York sempre foi imortalizada nas páginas de livros. Desde o luxo de “A Era da Inocência”, de Edith Wharton, até o estilo de vida boêmio de “Só Garotos”, da poetisa punk Patti Smith, há uma Nova York para todos entre as páginas de um livro.

A metrópole ganha vida em centenas de obras, desde romances históricos clássicos como “Brooklyn”, de Colm Toibin, e “Jazz”, de Toni Morrison, até os que servem de críticas culturais da sociedade local, a exemplo de “A Fogueira das Vaidades”, de Tom Wolfe.

Também estamos vivendo um ótimo momento para ler livros capazes de nos encher de esperança após experiências traumáticas, como “Extremamente Alto e Incrivelmente Perto”, de Jonathan Safran Foer — que virou filme estrelado por Tom Hanks e Sandra Bullock.

Se você deseja uma experiência visual, a premiada graphic novel “Watchmen”, de Alan Moore e Dave Gibbons, além do clássico “Nova York — A Grande Cidade”, do mestre Will Eisner, são excelentes pedidas para ler histórias no interior mais íntimo da Grande Maçã.

Curta o cinema em Nova York

Nova York é um dos cenários mais recorrentes do cinema Hollywoodiano. Seja em sets realistas que reconstroem parte da ilha de Manhattan, do Brooklyn ou de Long Island, entre outros pontos marcantes da cidade, seja ainda em filmes rodados na própria metrópole, não faltam opções para os apreciadores da sétima arte.

Se você curte comédias românticas clássicas, há “Harry e Sally — Feitos Um Para o Outro” ou “Noivo Neurótico, Noiva Nervosa”. Nova York sempre marcou uma forte presença na telona, quase como uma personagem a mais nas próprias histórias de amor que envolviam suas estrelas principais.

Em filmes de gângster, o lado sombrio da cidade também se faz presente. Clássicos como “Taxi Driver”, “O Poderoso Chefão” e “Os Bons Companheiros” garantem momentos de aventura, intrigas e um conhecimento aprofundado da realidade mais dura do passado de Nova York.

Agora, caso queira diversão pura, filmes de super-heróis, a exemplo da primeira trilogia do “Homem-Aranha” e “Os Vingadores”, são excelentes para ver como a cidade se sairia no enfrentamento aos supervilões. O triste é ver uma parte dela ser destruída. Mas é tudo fruto de efeitos especiais. Ainda bem! Não é?

Como vimos ao longo do post, dá para curtir Nova York sem sair de casa. A cidade faz parte do imaginário de todos nós, por meio da cultura pop, da culinária e da tecnologia que nos permite visitar seus pontos mais atraentes. Caso queira se aventurar por outros lugares, também é possível fazer isso virtualmente.

No entanto, nada tira o charme de conhecer os lugares pessoalmente, concorda? Agora, que tal saber mais sobre os aeroportos de Nova York a fim de se preparar para a sua próxima viagem, quando tudo isso passar?

Qual a viagem ideal para sua famíliaPowered by Rock Convert