Fundada em 1890, a história de Caxias do Sul teve início com a chegada de tropeiros e imigrantes italianos que foram viver em suas terras, antes povoadas por tribos indígenas. Anos depois, a chegada da primeira linha férrea marcou o desenvolvimento do município que se tornou um grande produtor de vinho.

Hoje, ela tem cerca de 480 mil habitantes e um rico patrimônio histórico herdado pelo processo de imigração e adoção de outras culturas, como a tradição gaúcha. As belas paisagens, vinícolas, culinária italiana e o frio da serra são apenas alguns dos motivos para visitar a cidade.

Deseja comprar uma passagem para Caxias do Sul? Então não se preocupe! Trouxemos uma lista com sugestões de roteiro para a sua viagem. Confira!

Vale Trentino

Localizada a 15 km de distância de Caxias do Sul, a Região Administrativa de Forqueta é conhecida por suas belas parreiras e pela produção de vinho. O roteiro que engloba estes atrativos turísticos — e os de Farroupilha — recebeu o nome de Vale Trentino.

A rota pelo Vale inclui visitas por cantinas e vinícolas locais. Você pode degustar e comprar diversos sucos e vinhos produzidos na região, além, claro, de aprender mais sobre o processo de cultivação e fabricação. A visita também é uma excelente oportunidade para conhecer os costumes e tradições dos imigrantes italianos que viviam nessa comunidade.

A cidade ainda promove a cada dois anos — nos 3 primeiros finais de semana de julho — a Festa do Vinho Novo. O evento prestigia os produtores locais e conta com diversas exposições, apresentações musicais e culinária típica.

Criúva

Em 1954, Criúva foi anexada ao território de Caxias. Antes disso, a localidade com cerca de 460 km² pertencia ao município de São Francisco de Paula.

Para facilitar a passagem de tropeiros que passavam pelo local, foi construída uma ponte de madeira sobre o Rio das Antas. Hoje, a Ponte do Korff é um dos principais pontos turísticos de Criúva e foi declarada patrimônio histórico do estado do Rio Grande do Sul.

O distrito ainda é privilegiado por suas belezas naturais, como cachoeiras, rios, corredeiras e mata nativa. O que a torna destino certo para os que buscam ar puro, tranquilidade e turismo campeiro. Porém, nos últimos anos também tem sido muito procurada pelos amantes dos esportes radicais. Afinal, a geografia da região é excelente para prática de rapel, rafting, trekking, cavalgadas noturnas etc. Está esperando o que para se aventurar?

Ana Rech

Ana Rech é outra Região Administrativa de Caxias que recebe muitos empresários atraídos pelas indústrias de móveis e fábricas de carrocerias de ônibus.

Mesmo próxima ao centro de Caxias do Sul, a comunidade preserva os hábitos da colonização italiana, origem da maioria dos seus 16 mil habitantes. Do mesmo modo, a influência marcante da imigração se reflete nas construções e na gastronomia rica do local. Em quase todo restaurante, por exemplo, é possível experimentar pães assados em fornos a lenha, massas, cafés coloniais, doces e licores caseiros.

Não deixe também de incluir uma visita ao monumento Epopeia Imigrante, uma obra magnífica composta por 15 grandes painéis que contam a história da imigração na cidade. E, claro, aproveite para comprar souvenires e produtos típicos que são vendidos na vila.

Château Lacave

Que tal conhecer um castelo medieval na Serra Gaúcha? É exatamente esta experiência única que o Château Lacave proporciona aos seus visitantes!

Idealizado pelo empreendedor uruguaio Juan Carrau, ele foi todo construído com pedras em uma área de 70 mil m², onde também se encontra uma floresta de araucárias. A ideia original era mantê-lo como vinícola, porém, o clima típico não favoreceu ao cultivo das uvas. Hoje, é possível fazer visitas guiadas por seu interior, e apesar da produção de vinhos estar parada, degustações são oferecidas no final do tour.

Além disso, o passeio é uma excelente oportunidade para conhecer um pouco da história da região, além de tirar belas fotos entre os paredões de pedra, armaduras e ornamentos medievais. O local também dispõe de um restaurante que serve jantares temáticos e pratos típicos. Imperdível!

Igreja de São Pelegrino

Considerada patrimônio cultural de Caxias, a igreja de São Pelegrino teve papel importante na história do município. Tudo começou em 1879 quando a família Sartori trouxe da Itália a imagem do santo para a cidade. Desde então ele passou a ganhar devotos e se tornou um símbolo de fé dos caxienses.

A igreja ganhou fama por abrigar em seu interior uma enorme variedade de obras de arte. A mais famosa, sem dúvida, é a série de murais e pinturas feitas pelo artista Aldo Locatelli. No altar, por exemplo, é possível observar um belo mural de 90 metros quadrados que retrata a Santa Ceia. Da mesma forma, pinturas cobrem todo o teto da capela, ilustrando a Criação do Cosmo, Expulsão do Paraíso, o Juízo Final, dentre outras passagens bíblicas.

As portas de bronze também são verdadeiras obras-primas da catedral. Criadas por Augusto Mures, elas ilustram a história da imigração italiana na região.

Parque de Exposições Mário Bernardino Ramos

O Parque Mário Bernardino Ramos — também conhecido como Parque de Eventos da Festa da Uva — permanece em funcionamento durante todo o ano. No complexo, os turistas podem visitar espaços dedicados a resgatar a história de Caxias, assim como aproveitar momentos de descanso e lazer na sua ampla área verde.

Durante as tardes e fins de semana, as famílias têm à sua disposição ciclovias, espaços seguros para caminhadas, playgrounds, academia ao ar livre e até mesmo água quente para fazer chimarrão. O parque também abriga importantes pontos turísticos do município, como a Réplica de Caxias de 1885 e o Monumento Jesus do Terceiro Milênio, além de um mirante com uma vista incrível para a cidade.

O local ainda é sede da tradicional Festa da Uva que é realizada a cada 2 anos. No evento são expostos produtos da região, tais como artesanatos, alimentos, bebidas etc.

E por falar em comida… Não vá embora de Caxias sem antes experimentar a culinária local! Assim como os famosos rodízios de carne, as galeterias também são uma espécie de patrimônio da cultura gaúcha. Nestas casas são servidos galetos temperados com sálvia, sal e vinho branco, que são posteriormente assados na brasa. Como acompanhamento você pedir maionese, radicci com bacon, polentas ou tortellis caseiros. Opções é que não faltam!

Agora que você já sabe o que te espera nessa cidade, qual tal comprar sua passagem para Caxias do Sul?