O termo traslado significa transportar e pode ser usado em diversas situações. No turismo, ele é muito utilizado por agências e operadoras do setor, associando transportes terrestres, aéreos e marítimos a ônibus e carros particulares.

O serviço de traslado ou transfer, como também é chamado, é contratado para levar os clientes até o hotel ou outros destinos contemplados no roteiro. Tire todas as suas dúvidas e entenda os detalhes do serviço neste texto.

Por que aderir ao serviço de traslado?

O planejamento de uma viagem envolve diversas questões: escolha do voo, hotel, passeios, pontos turísticos, restaurantes, compras e muito mais.

Muitas vezes, pensamos que basta organizar a chegada ao destino e tudo estará resolvido. Mas, na verdade, a estadia também requer algumas atividades que devem ser planejadas.

Por exemplo, ao desembarcar no aeroporto, você terá que deslocar-se até o hotel, correto? Nesse momento, você vai precisar escolher um meio de transporte, que pode ser táxi, carro alugado, serviço de economia compartilhada ou transporte público.

Em todos esses casos, você vai depender da disponibilidade, tempo de espera e, dependendo do horário, tarifas dinâmicas.

Para quem vem de voos longos, está em uma viagem a trabalho ou gosta de serviços personalizado, não verá vantagem nas opções anteriores.

Então, a melhor opção será contratar um transfer, pois trata-se de um serviço exclusivo, com conforto, flexibilidade de horário e muitas vantagens para agradar o cliente. Ele preza, principalmente, pela sua comodidade, segurança e satisfação.

Como funciona o transfer?

O serviço de traslado, geralmente, leva o passageiro do desembarque até o seu local de hospedagem e vice-versa. Mas também é possível personalizar o transporte de acordo com as suas necessidades.

Caso queira adotar o transfer como único meio de locomoção, ele estará disponível para levá-lo e buscá-lo de aeroportos, rodoviárias, portos, hotéis, eventos, shoppings, restaurantes, passeios e muito mais. Tudo previamente agendado para que o veículo esteja no local exatamente no horário marcado.

Trata-se de uma espécie de motorista particular, com experiência no trânsito do destino escolhido e capaz de escolher o melhor itinerário para o seu deslocamento. É uma das formas mais seguras de locomover-se em uma cidade durante uma viagem. O serviço é válido para diferentes quantidades de pessoas: sozinho, em casal, em família e em grupos de amigos.

Você pode programar os horários do transfer de acordo com o embarque e desembarque do seu voo.

No horário programado, um responsável da empresa estará aguardando a sua chegada segurando uma placa com o seu nome. Nesse momento, será preciso apresentar o voucher de contratação do serviço para comprovar que você é o cliente aguardado. Com isso, você reduz o tempo de espera em locadoras de veículo ou de aguardo na fila de táxi.

Quais os tipos de traslado?

Existem três categorias principais de transfer, são elas:

  • Transfer-in — quando o cliente deseja ir do aeroporto até o local da hospedagem;
  • Transfer-out — quando o cliente deseja o trajeto inverso, isto é, do hotel até o aeroporto;
  • Transfer in/out — quando o viajante deseja o serviço tanto para a chegada quanto para a saída do hotel.

Mas além dessas categorias, existem dois tipos de traslado: o regular e o privativo. Você deve estar perguntando quais as diferenças entre eles, vamos explicar agora.

Transfer regular

O transporte é compartilhado com outros turistas. Isto é, existe um veículo programado para fazer o deslocamento entre o aeroporto e o hotel. Como o serviço atende a vários turistas, as pessoas do veículo podem estar no mesmo hotel que você ou em empreendimentos da mesma região.

Por isso, o tempo de espera pode variar entre 40 minutos a 1 hora até a chegada ao seu destino, já o retorno é programado com até 4 horas de antecedência do horário do voo.

Nesses casos, como são esperados muitos turistas, os veículos utilizados são maiores, como vans, micro-ônibus e ônibus exclusivos.

Há espaços específicos para as bagagens e os veículos também têm comodidades para entreter os clientes durante o trajeto, como música e conexão de internet via wi-fi. O valor do serviço costuma ser mais atrativo e pode ser contratado com antecedência ou no momento do desembarque.

Transfer privativo

Essa opção é ideal para quem gosta de serviços personalizados, com conforto e privacidade. O usuário que optar por essa modalidade de transfer, terá um carro exclusivo para realizar o seu trajeto.

Caso viaje com familiares ou amigos, informe à empresa para disponibilizar um veículo de acordo com a quantidade de passageiros. O preço do serviço é um pouco mais caro do que o transfer regular, mas o serviço oferece mais comodidade aos clientes.

Como trata-se de um transporte com um único itinerário, o tempo de deslocamento é bem menor do que o transfer regular.

As comodidades podem ser ainda maiores, como a escolha da playlist que vai tocar durante o trajeto ou até uma pausa no caminho caso haja alguma necessidade. Essa é uma ótima opção para casais em lua de mel, viajantes de negócios, famílias e pessoas que viajam com bebês ou com animais de estimação. Além disso, qualquer serviço extra poderá ser solicitado mediante disponibilidade.

Como escolher um bom traslado?

É importante destacar que a empresa contratada para realizar o seu transfer deve ser credenciada pelo Ministério do Turismo. De acordo com a Portaria nº 312/2013, que regulamenta o artigo nº 28 da Lei Geral do Turismo, somente agências de viagens com frota própria e empresas de transporte cadastradas no Ministério do Turismo podem transportar passageiros com finalidade turística. Os veículos devem ser identificados com um selo do Cadastur — cadastro nacional de prestadores de serviços turísticos.

Uma forma de contratar o serviço é buscando pela própria empresa. Você pode pesquisar na internet os comentários dos usuários acerca do profissionalismo e da pontualidade e tirar as suas dúvidas com os funcionários.

Caso atenda aos seus requisitos, é possível fazer a cotação e reserva no formulário do site ou entrando em contato via telefone ou e-mail.

Outra opção é por meio de um consultor ou agente de viagens. Ele indicará uma empresa de acordo com os seus critérios e será responsável por toda a parte burocrática, adequando o serviço as suas preferências.

Caso deseje, ele pode incluir vários serviços em um mesmo pacote: passagem, hospedagem e transfer. Existem diversos sites na internet especializados nesse serviço, mas você pode solicitar a uma empresa que já conhece, como uma companhia aérea que vende tudo junto.

O consultor ou empresa deverá informar os valores, o itinerário, comodidades e tirar todas as dúvidas durante o processo.

Esse suporte precisa abranger todo o período em que o viajante precisará do transfer: antes, durante e após a viagem. É uma forma mais tranquila de organizar tudo e não ter dor de cabeça durante a sua estada no destino.

Além dessas orientações, você deve seguir um check-list para que tudo ocorra conforme desejado e prevenir-se de imprevistos, veja:

  • pesquise valores;
  • preze pela sua conveniência e conforto;
  • verifique se a empresa está inserida no cadastur;
  • cheque a segurança do serviço;
  • consulte os idiomas disponibilizados para atendimento durante o transfer;
  • certifique-se de que a empresa contratada é capacitada para a atividade.

Quais os motivos para incluir o serviço no meu pacote de viagem?

Os principais benefícios do transfer são: segurança, receptividade, comodidade e tranquilidade.

As empresas de traslado são certificadas pelo Ministério do Turismo e os veículos seguem a regulamentação da ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres. Já os funcionários são profissionais capacitados para atendê-lo durante o deslocamento e quando necessário.

O serviço personalizado e de qualidade é um diferencial, que proporciona maior satisfação aos clientes, diminuindo as chances de problemas durante a viagem ou arrependimento. Além disso, você não precisa cuidar da parte burocrática e pode desfrutar o destino com calma e tranquilidade.

O que considerar na escolha da empresa?

Valor

Os valores podem variar bastante entre uma empresa e outra. Normalmente, eles estão associados à credibilidade, disponibilidade e serviço contratado. Faça uma cotação entre, pelo menos, três empresas antes de fechar negócio.

Verifique se os serviços adicionais são realmente necessários e verifique se o preço final corresponde ao seu orçamento. Não adianta adquirir um serviço de excelência se ele não cabe no seu bolso. Compare as tarifas para encontrar a melhor opção.

Conveniência

Quanto mais próxima do cliente, mais chances de a empresa ser competente. Os canais de comunicação, como site, redes sociais, telefone e whatsapp, devem funcionar sem dificuldades.

Quanto mais informações você tiver à disposição, menos tempo você vai gastar com a escolha e a contratação do serviço.

Elenque todas as suas necessidades e tire todas as dúvidas para chegar a um acordo favorável para ambas as partes. Veja outras medidas para garantir a sua comodidade:

  • informe-se sobre o veículo que será utilizado;
  • veja os horários disponíveis e relatos sobre pontualidade;
  • verifique se a empresa está adaptada para o transporte de bebês e animais (caso necessário);
  • descubra se há comentários negativos em sites de avaliação, como Reclame Aqui e Trip Advisor.

Credibilidade

Muitas vezes, o preço não corresponde à qualidade do serviço, por isso, é importante saber se o transfer é de confiança. Afinal, você não deseja contratar uma empresa e ser lesada ou correr o risco de ficar sem transporte e perder ou atrasar seus compromissos.

Além de consultar a credibilidade, peça um contrato com cláusulas que incluem direitos e deveres das duas partes interessadas. Se necessário, contrate um advogado para resguardar-se de possíveis imprevistos.

Idioma

Caso viaje para fora do Brasil e não tenha fluência no idioma do seu destino, consulte a empresa para saber se eles disponibilizam o atendimento na sua língua natal. O motorista precisa, no mínimo, saber comunicar-se em inglês.

Dessa forma, você não terá dificuldades no contato com os funcionários do transfer. Mas, caso necessário, utilize o aplicativo Google Translate para facilitar a comunicação.

Destino

Quais são as condições de transporte do seu destino? Existe facilidade de sinalização e deslocamento ou o acesso em alguns lugares é restrito e requer a presença de algum nativo? Grandes centros urbanos, como Nova Iorque, Paris e Roma têm transportes públicos capazes de atender a diversos perfis de turistas, mas há lugares em que a presença de um guia ou nativo é fundamental.

Informe-se antes e solicite o serviço de transfer se achar que terá dificuldade em locomover-se no destino.

Tipo de viagem

Quem viaja sozinho tem mais facilidade para adaptar-se a diferentes situações. Nesse caso, um transfer regular pode ser mais útil e econômico do que um privativo. Porém, viagens para destinos desconhecidos, exóticos, viagem importante (casais em lua de mel), ou na companhia de idosos e crianças requerem mais conforto e comodidade. Nesses casos, recomenda-se a contratação de um transfer privativo.

Perfil do viajante

O seu perfil de viajante e o propósito da viagem também devem ser avaliados ao escolher uma empresa de transfer.

Se você é perfeccionista, gosta de informar-se sobre tudo do destino e programa cada detalhe da viagem com um roteiro predefinido, a contratação de um transfer é indispensável para todo o período de estadia, incluindo passeios e deslocamentos diários. Organize todos os detalhes e contrate um pacote para atender as suas demandas por um preço justo.

Mas se você é mais prático e não se importa em viajar com outras pessoas, pode optar pelo transfer regular na categoria transfer in/out. Isso vai facilitar o seu acesso ao hotel e retorno ao aeroporto com custos reduzidos.

Caso viaje a trabalho, a empresa será responsável pela contratação do serviço, então, usufrua do seu direito e aproveite a facilidade para não perder nenhum compromisso profissional.

Quais os critérios para não errar na escolha?

Primeiramente, o transfer deve ser um serviço complementar, com qualidade e opções equivalentes ao meio de transporte anterior (avião, por exemplo).

Depois, ele precisa ser confortável e garantir a sua comodidade, bem como um seguro para proteger-se de acidentes em trânsito. E, por fim, o preço deve ser correspondente a sua condição financeira. Caso tenha alguma dúvida, veja os prós e contras para não errar na escolha.

Agora que você entendeu como funciona o serviço de traslado, será mais fácil chegar ao destino final com mais qualidade e segurança. Avalie as opções disponíveis e contrate a que melhor se adapta as suas exigências.

E não se esqueça de verificar as opções sugeridas pelas grandes operadoras de turismo. Um exemplo pertinente são os transfers oferecidos pelas companhias aéreas: veja como funcionam os ônibus da Azul Linhas Aéreas.