Você já precisou fazer uma longa viagem de avião ou imaginou ficar cerca de 10 horas confinado em uma aeronave? Pode parecer desesperador, mas não é. Existem vários truques para aumentar o conforto durante voos longos e chegar bem disposto ao destino. A tecnologia e o serviço de bordo são alguns detalhes que fazem a diferença durante o trajeto, mas existem outras opções.

Os voos longos podem ser domésticos, normalmente com escalas, ou internacionais. A diferença de um para o outro são os serviços inclusos na tarifa escolhida, mas como o tempo de viagem é o mesmo, as orientações valem para as duas ocasiões.

O tipo de viagem também influencia na tomada de decisões antes de embarcar em voos longos. Quem viaja a lazer, geralmente, fica entretido com mais facilidade e programa um tempo para descansar logo após o voo. Já quem viaja a trabalho precisa otimizar ao máximo a duração da viagem, mas também precisa relaxar porque, normalmente, tem pouco tempo para isso quando chegar ao hotel.

E vale lembrar que além do tempo de voo, viajar de avião envolve outros fatores como o deslocamento de ida e volta para o aeroporto e procedimentos como check-in, despacho de bagagem e embarque. Tudo isso leva tempo e gasta energia, portanto, é preciso estar preparado para todo o processo.

Veja, a seguir, algumas recomendações para voos longos neste texto!

Antes do voo

Antes de preocupar-se sobre o que fazer durante o voo é preciso atentar-se para outros cuidados: 

Vale lembrar que essas informações são importantes para qualquer viajante, independentemente se essa será a sua primeira vez viajando de avião ou se você já é um passageiro frequente. Portanto, programe-se para as demais etapas e torne a sua rotina de viagem mais agradável e produtiva.

Planejamento da viagem

Planejamento é a palavra-chave do bom viajante — é o momento em que você vai pesquisar sobre o destino, o clima local e os costumes, vai buscar tirar todas as dúvidas sobre os voos, descobrir qual o melhor acesso, os principais deslocamentos e também vai preparar a mala e o roteiro, além da criar de planos extras para possíveis imprevistos.

Economia

Toda essa pesquisa é fundamental para a viagem, antes, durante e depois. A partir dela é possível buscar tarifas com descontos tanto para voos quanto para aluguel de carro e diárias em hotéis. Sabe aquelas promoções imperdíveis? Com planejamento, suas chances de garantir economia são maiores. Ou seja, antes mesmo de chegar ao destino você já terá uma boa experiência com o lugar.

Tempo

Outra vantagem de antecipar-se é otimizar o seu tempo nos passeios. Se você já sabe quais atrações culturais pretende visitar, confira se o local vende ingressos online e já garanta as entradas. Dessa forma, você diminui o tempo de espera em filas de bilheterias e até pode conseguir um preço melhor.

Organização

O checklist com todos os itens que pretende levar na mala é ótimo para não esquecer nada e até revisar se realmente precisa levar tudo. Se tiver dificuldade em combinar as roupas para os passeios, experimente fazer isso antes de sair de casa. Crie looks para cada compromisso e separe-os em divisórias na mala. Assim, sua única preocupação será vestir a roupa e aproveitar as atrações locais.

Finanças

Outra boa medida é colocar no papel os seus desejos e necessidades de viagem e traçar um orçamento para que tudo ocorra dentro das suas expectativas. Também é válido incluir uma reserva financeira para eventualidades — nesse caso, é melhor sobrar do que faltar. Mantenha o controle financeiro durante a viagem e deixe para comprar presentes e lembrancinhas nos últimos dias.

Tecnologia

Os sites e aplicativos de viagem são ótimos recursos para o planejamento. Com eles é possível conferir o clima, as atrações, calcular tarifas de táxi, montar o roteiro, traduzir placas e textos, fazer amizades, ter fácil acesso às suas reservas, compartilhar fotos e vídeos, trocar mensagens e até criar uma trilha sonora para curtir durante a sua estadia.

E para explorar mais possibilidades de viagens, cadastre-se em um programa de milhas e acompanhe as novidades e promoções do mundo aéreo por meio de redes sociais e newsletter. Depois de experimentar os benefícios da tecnologia você não vai pensar em outra coisa!

Roupa ideal

Esse item pode ser facilmente ignorado, mas ele tem a sua importância. Afinal de contas, você vai ficar muito tempo sentado durante o voo e precisa usar algo confortável. Tente lembrar de alguma combinação que você já utilizou para um dia de trabalho ou mesmo em uma ocasião informal e sentiu-se à vontade com as peças escolhidas, elas são boas opções para a viagem.

São recomendados tecidos maleáveis com boa proteção térmica — lembre-se de que a temperatura no avião é padrão e os assentos da janela costumam fazer mais frio. Vale a pena colocar um casaco e um tapa olhos na mala de mão, bem como um travesseiro de pescoço.

Para mulheres, o ideal é evitar adereços na região da cintura, como cintos com fivelas grandes, porque eles podem ser desconfortáveis. Macacões também podem atrapalhar a ida ao banheiro, uma vez que o espaço neste local é reduzido. A sugestão é usar um conjunto de moletom e tênis confortável.

Compra da passagem

Essa é uma das etapas mais esperadas, pois funciona como um passaporte para a viagem tão esperada. No entanto, também é a mais temida, pois as tarifas são dinâmicas e não há como definir o momento ideal para comprar as passagens aéreas. Há vários fatores que influenciam no preço final e antecedência nem sempre é significado de economia.

O recomendado é pesquisar os voos no período de 4 a 2 meses antes da data da viagem. Além de acompanhar as mudanças, você pode encontrar melhores opções de horários, poltronas e até optar por voo direto ou com conexão. Além disso, caso deseje parcelar o valor, é uma oportunidade de quitar esse compromisso antes mesmo de embarcar, deixando o seu orçamento mais livre.

Além dessas orientações, veja como tornar esse processo mais eficiente:

  • conheça os diferentes tipos de bilhete de avião;
  • acompanhe os canais de passagens aéreas;
  • participe de um programa de milhas;
  • crie alertas de passagens;
  • conheça as vantagens de pegar um voo com conexões;
  • compare as vantagens da compra independente e por meio de uma agência de viagens;
  • confira todos os prós e contras antes de optar pela compra de passagem + hotel;
  • leia todos os termos e normas antes de finalizar a reserva.

Durante a compra, o passageiro também deve prestar atenção nos detalhes do voo. Que horário você prefere viajar? À noite para ir dormindo ou de dia para apreciar a paisagem? Fique atento à quantidade de escalas e conexões para escolher um voo que não seja cansativo ou que você possa aproveitar melhor as oportunidades (Stopover).

A escolha da poltrona também é importante. Se você gosta de observar as mudanças de paisagens durante a viagem, opte pelo assento da janela, mas se prefere mais praticidade para caminhar dentro do avião e ir ao banheiro, a poltrona do corredor é a mais recomendada, caso seja indiferente, considere também o assento do meio.

Documentação

Pode parecer simples, mas muitas pessoas esquecem de conferir seus documentos ou simplesmente deixam para a última hora e acabam perdendo o prazo para regularização. Se o voo for internacional e você ainda não tiver passaporte, acesse o site da Polícia Federal e providencie o quanto antes. Caso já tenha, verifique se ele está dentro do prazo de validade, senão, renove-o.

O destino escolhido necessita de visto? Você viaja a trabalho ou a lazer? Procure a embaixada mais próxima e siga o trâmite exigido para solicitar o documento. Lembre-se que quanto maior for a sua antecedência para essas atividades, mais tempo você terá para resolver as pendências.

Alguns países exigem a contratação de seguro saúde, portanto cheque essa informação e contrate um se for necessário. Outra informação relevante é se o destino exige uma vacina específica. Todas essas dúvidas podem ser sanadas no Portal Consular e na própria embaixada do país que pretende viajar.

Para não esquecer de nenhum item, crie um checklist com todos e coloque ao lado dos nomes o prazo dos documentos que precisam ser renovados. Se preferir, crie alertas no celular para não esquecer.

Bagagem de mão

Como o próprio nome diz, essa é uma bagagem para levar poucos itens. É preciso ter cuidado com o que colocar na bolsa porque em voos internacional existem regras para o transporte de alguns produtos, como shampoo, condicionador, perfume e outros. A primeira coisa que você deve ter em mente são os itens essenciais para um viajante, depois será a vez de falar sobre os extras.

Como foi dito no tópico anterior, a documentação é fundamental, sem ela, o passageiro nem consegue embarcar. Portanto, ela deve ter um espaço reservado na sua bagagem de mão. Passaporte, identidade, seguro saúde ou cartão do plano contratado, permissão para dirigir ou Carteira Nacional de Habilitação (CNH) são alguns exemplos.

Leve também a sua carteira com seus cartões, dinheiro e demais artigos que considere importante. Entre os itens extras que podem ser úteis estão: muda de roupa, carregadores e fones de ouvido, livros e eletrônicos para acessar filmes, séries ou jogos. Apenas tenha o cuidado de respeitar as normas estabelecidas pela companhia aérea, como tamanho e peso da bagagem de mão.

Durante voos longos

Depois de planejar a viagem, chegou a vez de buscar entretenimento para encarar as longas horas de voo. O que fazer para passar o tempo? Como não sentir dor no corpo? Como aproveitar as facilidades oferecidas a bordo? Veja, a seguir.

Tenha distrações

As companhias aéreas oferecem diferentes tipos de entretenimentos para os passageiros, mas isso não impede que você leve os seus. Que tal reler o seu livro preferido? Ou ficar em dia com as leituras acadêmicas? Ou experimentar a delícia de ler um livro novo? Quem sabe até escrever o seu? E ouvir o disco de um cantor ou banda que gosta? Ou a seleção de músicas prediletas? São muitas possibilidades!

Você também pode baixar aquele filme que tanto gostaria de assistir ou os próximos episódios da sua série favorita. Se vai viajar a trabalho e quer revisar seus documentos e apresentações, baixe os arquivos e acesse-os do seu computador durante o voo.

Peça um upgrade ou um lugar melhor

Existe um ditado que afirma que perguntar não ofende. Também sabemos que nem sempre o voo está lotado e, muitas vezes, algumas poltronas mais confortáveis podem estar desocupadas. Portanto, vale a pena ser simpático durante o check-in no aeroporto e perguntar ao colaborador da empresa se existe possibilidade de upgrade ou de um lugar melhor.

Mesmo que não tenha esperanças, pergunte, o máximo que pode acontecer é você continuar no mesmo lugar. Então, faça essa breve pesquisa antes de embarcar, quem sabe essa não seja a sua oportunidade de viajar na classe executiva, de usar uma poltrona na janela ou de viajar com mais espaço na fileira da saída de emergência?

Tenha um kit de sobrevivência à mão

Imprevistos acontecem e estar preparado para eles é o melhor remédio. Se você tem algumas orientações médicas como aferição de pressão arterial, uso de bombinhas para controle de asma, remédios de uso pessoal ou outros, leve-os com você.

Além disso, reúna itens que considere importante em voos longos. Veja algumas sugestões para colocar na sua necessaire:

  • protetores de ouvido;
  • máscara de dormir;
  • hidratantes e protetor labial;
  • produtos de higiene pessoal;
  • fones de ouvido que reduzem ruído.

Mantenha a tranquilidade

Talvez essa seja a recomendação mais importante para voos longos. Lembre-se de que você está em uma condição especial: confinado em um meio de transporte para chegar ao destino. Não será possível sair ou evitar situações desagradáveis, então aprenda a conviver com os demais passageiros da melhor forma possível.

Busque manter a tranquilidade e ter uma atitude positiva mesmo que ocorram situações indesejadas. Um bebê está chorando muito alto? Entenda que isso é uma fase e que esse é o único método que a criança tem para se comunicar. Provavelmente, a mãe ou o pai da bebê também estão desconfortáveis com isso, então exercite a sua empatia e lembre-se de que você não vai ficar dentro do avião para sempre.

Caso se sinta incomodado pela atitude de algum passageiro, fique calmo e tente conversar. Por exemplo, se alguém estiver falando alto perto de você, comunique isso à pessoa e peça educadamente para ele falar mais baixo. Se for uma criança chutando o seu assento, vire-se e fale com os responsáveis dela.

Se há uma discussão ou algo mais grave, chame o comissário do voo e informe sobre o que está acontecendo. Evite conflitos e discussões desnecessárias, tentar abstrair, colocar a máscara de dormir e os fones de ouvido, muitas vezes, é uma atitude mais simples e eficaz.

Aproveite os entretenimentos a bordo

Uma das vantagens de viajar de avião é contar com os entretenimentos oferecidos pela companhia aérea. Antes mesmo de comprar a passagem você pode se informar sobre as opções disponíveis e até contratar outras como internet Wi-Fi. Não hesite em perguntar, pois, quanto mais possibilidades, melhor.

Hidrate-se 

Seja no ar, no mar ou em terra, devemos manter a hidratação. Em um voo, o recomendado é beber um copo de água ou suco a cada duas horas de voo. Isso porque estima-se que uma pessoa perca cerca de 1,5 litro de água do organismo em voos longos — com mais de 3 horas de duração. Para isso, você pode criar alertas no celular ou baixar aplicativos que informam o momento de beber água.

Esse cuidado é fundamental, mas paralelo a isso você precisa adotar outras medidas para evitar o ressecamento da pele, olhos, nariz e mãos. Caso use lentes de contato dê preferência aos óculos, pois eles são mais confortáveis. Acrescente um colírio e um creme hidratante para o rosto e para as mãos e procure reaplicar o produto a cada 3 horas de voo.

Alimente-se

Assim como beber água é importante, fazer uma alimentação balanceada é essencial. As companhias estão investindo bastante no serviço de bordo e oferecendo opções variadas, além de refeições voltadas para pessoas com dietas restritivas, como é o caso dos vegetarianos, veganos e pessoas com intolerância à lactose ou ao glúten. 

Se isso já é uma realidade em voos domésticos, torna-se praticamente um padrão em voos internacionais. Dependendo da classe de voo escolhida, o passageiro pode ter acesso até a refeições preparadas por chefs reconhecidos mundialmente! Deu água na boca, não é mesmo?

Faça exercícios

É fato que qualquer viagem com mais de 3 horas de duração deixa o corpo cansado. É importante dar pausas e deixar o corpo se recuperar, então, crie intervalos de acordo com a necessidade do seu organismo e dê caminhadas pelos corredores do avião. Se possível, faça alongamentos com as pernas e os braços, pois esses movimentos oxigenam o corpo e faz muito bem para a circulação.

Durma

Você dorme com facilidade? Muitas pessoas não se incomodam com o som ambiente do avião e conseguem dormir por um bom tempo. Para isso, é recomendado que você utilize um travesseiro de pescoço, um tapa olhos e até fones de ouvido caso goste de adormecer escutando música.

O assento da janela é o ideal para isso, pois oferece um apoio melhor do que o do meio e o do corredor. No entanto, se você estiver nessas duas últimas poltronas, não sinta-se desmotivado. Apenas tenha cuidado para não incomodar o passageiro ao lado utilizando o seu espaço.

Faça amizades

Tem algo melhor para passar o tempo do que uma boa conversa? Muitas vezes, a pessoa que está ao seu lado tem ótimos assuntos para compartilhar e você nem imagina. Talvez ela esteja só esperando uma iniciativa para começar um bom papo. 

Seja empático e converse, mas respeite caso a pessoa não queira falar. Afinal de contas, cada indivíduo tem suas preferências e necessidades, nem todo mundo está disposto a ouvir e a falar. Mas caso o interesse seja recíproco, aproveite para conhecer a história dessa pessoa, quais as suas expectativas sobre o destino e proporcione o mesmo a ela.

Quem sabe você não está sentado ao lado de um morador da cidade em que vai desembarcar e ele tem ótimas sugestões de passeios? E que tal conversar sobre viagens? Esse é um assunto que rende o voo inteiro, independentemente da quantidade de horas voando.

Após o voo

Depois de um voo longo, você vai precisar adotar alguns cuidados. Apesar de pensar “o pior já passou”, existem algumas consequências de viajar por várias horas. Conheça cada uma delas e saiba como enfrentá-las.

Atente para o fuso horário local

Quem já viajou para outro país ou até para uma região mais distante do Brasil sabe que ao desembarcar é preciso adaptar-se ao fuso horário local. O transtorno causado por passar longas horas em trânsito para regiões com horários diferentes é chamado de jetlag.

Trata-se da alteração do ritmo biológico de 24 horas consecutivas que acarreta, principalmente, no ciclo do sono. Portanto, antes de viajar, pesquise sobre o fuso horário, calcule as horas de voo com o horário de chegada e monte um plano para não sofrer tanto com o jetlag.

Você pode preparar-se para essa mudança antes mesmo da data de viagem. Algumas pessoas preferem mudar o horário de dormir e a alimentação nos dias anteriores ao voo ou nos primeiros dias no destino. Como é uma escolha muito particular, busque a solução mais adequada para o seu estilo de vida.

Durma bem

Muitas vezes, o horário de chegada coincide com o seu horário de dormir e com atrações locais. Nesse momento vem a dúvida: devo descansar ou me esforçar para curtir a cidade? Escutar o corpo é uma opção mais sensata, caso contrário o cansaço vira uma bola de neve.

Use o primeiro dia para descansar, dormir bem e adaptar-se com as novas condições do destino e todos os demais dias para fazer os passeios, curtir as festas e aproveitar as atrações locais. Dessa forma, sua viagem vai render muito mais!

Viu como há soluções para enfrentar voos longos? Após ler esse texto você está preparado para qualquer viagem de longa duração! Fique à vontade para reler ou consultar esse conteúdo sempre que achar necessário e até para compartilhar com os seus companheiros de viagem. Afinal, informação boa é informação compartilhada, não é mesmo?

Se você gostou desse assunto, então veja como montar um roteiro de viagem!