A aquisição dos bilhetes aéreos é um momento decisivo no planejamento de uma viagem. Funciona como um passaporte para tornar realidade o desejo de conhecer um novo destino ou de revisitar um lugar querido.

No entanto, algumas pessoas desconhecem as principais formas de comprar passagem aérea, por isso, preparamos este material com tudo o que você precisa saber para tornar as suas viagens mais práticas e eficientes. Confira!

Antes de efetuar a compra: verifique informações importantes 

Engana-se quem pensa que para comprar uma passagem aérea basta verificar a origem, o destino, a data e o preço. Existem outros itens que interferem no voo e no serviço contratado, por isso é muito importante ler atentamente os termos estabelecidos pela empresa. Normalmente, esse documento fica à disposição do cliente na última etapa antes da conclusão da compra.

O bilhete aéreo é um contrato entre a empresa e o cliente, portanto, ele deve informar detalhadamente as responsabilidades entre as partes e as regras do serviço. Deve constar, por exemplo:

  • regras e valores da franquia de bagagem;
  • regras para alteração do bilhete;
  • marcação de assento;
  • política de reembolso;
  • valor total da passagem;
  • direito da desistência de compra;
  • remarcação e eventuais multas;
  • documentação e procedimento de embarque;
  • providências em caso de extravio ou violação;
  • tempo de conexão e troca de aeroporto, se houver;
  • serviços ou produtos opcionais adquiridos.

Ou seja, encontrar uma boa oferta é ótimo, mas lembre-se de verificar as condições de compra. Outra boa prática é de pesquisar sobre a empresa aérea. Confira a reputação da companhia na imprensa e mídia e acompanhe os comentários dos clientes em diferentes ambientes: site e redes sociais da marca, plataformas de avaliação como o site Reclame Aqui e recomendações de amigos e pessoas próximas.

Durante a compra: confira as opções mais comuns

Adotando os cuidados do tópico anterior, você não terá surpresas desagradáveis e o seu filtro será mais eficiente, concorda? Então, você já está preparado para o próximo passo: a compra. Acompanhe, agora, as particularidades de cada método.

Online

A compra online é muito prática, afinal você pode realizá-la a partir de qualquer lugar que tenha conexão à internet, até mesmo do próprio smartphone. No entanto, ela requer mais atenção e cuidado para não cair em armadilhas ou golpes eletrônicos.

Primeiro de tudo, escolha um site confiável, bem avaliado e com boas recomendações. A página pode ser da própria companhia aérea que pretende voar ou de buscadores de voos — fique atento às diferenças tarifárias entre essas opções. Verifique também se o site oferece navegação segura.

Depois, realize o procedimento normal de busca de passagens. Informe o aeroporto de origem e o de destino, defina a data da viagem, informe se deseja apenas o trecho de ida ou ida e volta, a quantidade de viajantes e clique em pesquisar. 

Em seguida, você verá quais são as opções de voos e os detalhes de cada um: horário, se há conexão ou troca de aeroporto, serviço de bordo, tarifas e classes de voos, tipo de aeronave e serviços extras. Após selecionar a opção que melhor atende às suas expectativas, você será redirecionado para a página de pagamento, onde será emitido o ticket de voo.

A forma de pagamento mais comum, tanto em companhias aéreas quanto em agências de viagens, é o cartão de crédito. As bandeiras aceitas são variadas e atendem à maior parte do público. A vantagem da compra no cartão é que o cliente pode parcelar a tarifa e até acumular pontuação no programa de pontos aéreo que está cadastrado.

Porém, existem outras formas de pagamento aceitas, como o débito online ou o boleto bancário. A compra de bilhete com milhas aéreas ou com pontos e dinheiro também é aceita, mas para isso é preciso acessar o site do programa de fidelidade que você está cadastrado.

Por telefone

Caso não tenha acesso à internet ou prefira o intermédio de um atendente para tirar as suas dúvidas enquanto decide o voo, experimente a compra por telefone. Essa também é uma opção que garante comodidade, no entanto ela tem um custo. Normalmente as companhias aéreas cobram uma taxa pela compra realizada por telefone.

As formas de pagamento são praticamente as mesmas da compra online, mas cada empresa tem as suas regras específicas, portanto consulte-as antes de solicitar o serviço. Essa modalidade também deve oferecer um contrato, que pode ser enviado por e-mail ou ser entregue fisicamente em uma loja.

Direto no balcão da companhia aérea

Essa forma de pagamento é muito semelhante à venda por telefone pois também é cobrado uma taxa pelo atendimento do funcionário. O cliente tem acesso a todas as opções de voos de acordo com as suas preferências e escolhe a que for mais viável, realizando o pagamento no próprio local. 

As opções de pagamento variam de acordo com a empresa, mas, normalmente, são aceitos cartões de crédito, débito e dinheiro em espécie. Ou seja, se o cliente não for adepto ao uso de cartões eletrônicos e deseja um atendimento mais humanizado, essa é uma boa opção.

Esse tipo de compra é mais indicado para pessoas que já pesquisaram e decidiram o voo ou que precisam realizar uma viagem de urgência. Vale lembrar que esse procedimento só está disponível no balcão da empresa, tenha cuidado para não confundi-lo com o balcão de check-in. Como o próprio nome diz, eles têm finalidades diferentes.

Agência de viagem

As agências de viagens têm lojas físicas e online. Caso queira o intermédio da empresa para realizar a compra pela internet, leve em consideração as informações do tópico “Online” no começo do texto. Mas independentemente do tipo de loja escolhida, conte com uma empresa especializada, com reconhecimento do próprio ministério do turismo e boa reputação no mercado.

Lembre-se de que o contrato será entre você e a agência, e não entre você e a companhia aérea. Ou seja, se acontecer um problema, você terá que resolvê-lo diretamente com a agência. Dessa forma, o acordo firmado entre as partes devem apresentar todos os direitos e deveres do cliente. Certifique-se de ter tirado todas as dúvidas e estar ciente dos procedimentos adotados em casos de imprevistos.

Pacotes de viagens

A agência de viagem pode vender apenas a passagem aérea ou um pacote completo, com direito a passagem, hotel, passeios, seguro e muito mais. Mas não são apenas agências que oferecem esse tipo de serviço, muitas empresas de turismo e até companhias aéreas disponibilizam essa opção para o cliente.

Por um lado isso é ótimo, porque é possível escolher vários itens da viagem de uma única vez. No entanto, as opções podem ser limitadas. Para quem gosta de liberdade e variedade, talvez não seja a escolha perfeita, mas para quem gosta de ter curadoria e até personalização de um serviço, é o ideal.

Existem algumas situações em que o pacote de viagem é favorável, pois as empresas oferecem algumas vantagens capazes de fazer a diferença no planejamento do cliente. Confira alguns casos.

Feriados nacionais e datas comemorativas

As agências vivem de organizar viagens, portanto elas conhecem muito bem os períodos de alta e baixa estação. Logo, se preparam para atender à demanda em datas disputadas, como feriados nacionais e datas comemorativas. 

Como esses períodos aumentam o fluxo de passageiros, as agências fretam voos e assentos exclusivos. Você pode até reservar um voo por conta própria, mas terá que fazer várias pesquisas até encontrar uma opção que agrade a você e, ainda assim, corre o risco de não encontrar assentos disponíveis.

Viagens de ecoturismo

Sabe aquele destino de aventura, com belas paisagens e difícil acesso? É garantia de uma experiência única e inesquecível, além de render ótimas fotos. No entanto, para que isso aconteça, é preciso pesquisar bastante sobre o lugar e ser acompanhado por um guia local.

Nesse caso, ter uma agência para mediar esses serviços é uma vantagem. Em um único contato, você terá passagens aéreas, transfer, guia local, passeios em áreas remotas e orientações sobre o destino. Quem vai a Chapada Diamantina, por exemplo, se sente mais seguro e preparado ao contratar um pacote de viagens.

Destinos com restrição de entrada

Existem alguns lugares cujo acesso é tão restrito que o turista só tem a sua entrada autorizada se seguir uma série de requisitos. Para ir à Coréia do Norte, por exemplo, é preciso ter passaporte internacional, visto e contrato com uma agência de viagens internacional autorizada pelo governo norte-coreano.

Para ter a autorização de entrada, o turista precisa cumprir todas as leis e regras locais, como não circular sozinho e ter todos os seus aparelhos eletrônicos revisados. O desrespeito pode levar até a detenção do estrangeiro, ou seja, não existe outra forma de entrar no país além do intermédio de uma agência.

Extra: saiba como comprar passagens aéreas pela Azul

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras opera com voos nacionais e internacionais e aceita diferentes plataformas para emitir passagens aéreas: loja física e online, telefone e Azul Viagens. Também é possível garantir voos Azul por meio de buscadores de voos e demais agências de viagens. 

Com a Azul, o passageiro também conta com várias opções de pagamento:

  • cartão de crédito;
  • débito online;
  • boleto bancário;
  • paypal;
  • programa de pontos TudoAzul.

TudoAzul

Muitas pessoas têm dúvidas sobre a compra de passagens aéreas com pontos. Por esse motivo, o programa de pontos TudoAzul é baseado em informações claras e regras simples. Diferentemente de grande parte das companhias aéreas, a Azul se baseia em pontos proporcionais ao valor investido na compra da passagem.

Dessa forma, há mais transparência entre a empresa e o consumidor. Veja como funciona oacúmulo dos pontos. A cada R$ 1,00 investido na compra da passagem, o passageiro adquirir entre 2 e 4,5 pontos — a margem é alterada de acordo com a categoria do usuário:

  • inicial TudoAzul (500 pontos);
  • TudoAzul Topázio (mais de 4 mil pontos);
  • TudoAzul Safira (mais de 8 mil pontos);
  • TudoAzul Diamante (mais de 20 mil pontos).

O programa existe desde junho de 2009, avaliado como um dos melhores programas de fidelidade do país. Entre os serviços oferecidos estão o resgate de passagens gratuitas ou emissão de bilhetes aéreos com descontos expressivos e a aquisição de vários produtos em lojas parceiras. O cliente também pode trocar pontos por diárias em hotéis, inscrições para corridas de ruas e ingressos para shows.

Só por aderir ao programa, o passageiro já recebe 500 pontos de boas vindas, já para aumentar as chances de acúmulo, vale a pena solicitar o cartão de crédito TudoAzul Itaucard ou assinar o Clube TudoAzul (compra de pontos).

rograma de pontos Tudo Azul

Azul Viagens

Você sabia que a Azul Linhas Aéreas Brasileiras tem a sua própria agência de viagens? São mais de 34 lojas no Brasil e no exterior, além do serviço online. A Azul Viagens oferece diferentes opções de pacotes, parceria com mais de 140 mil hotéis de todo o mundo, para atender passageiros nacionais e internacionais. Você pode reservar até cruzeiros marítimos e circuitos pelo continente europeu.

Ou seja, o passageiro tem acesso a todas as vantagens de uma agência e conta com todo o profissionalismo de uma empresa respeitada no setor turístico. Veja alguns pacotes oferecidos:

  • Fort Lauderdale/Miami e Orlando — Estados Unidos;
  • Disney, Universal e Seaworld (Flórida) — Estados Unidos;
  • Montevidéu e Punta del Este — Uruguai;
  • Lisboa — Portugal.

Portanto, independentemente do seu destino, você não terá dificuldades em adquirir um bilhete aéreo ou programar os demais detalhes da viagem. E o melhor: os pacotes de viagens oferecem boas condições de parcelamento. 

Viu como existem várias formas de comprar passagem aérea? Agora que você conhece as diferentes modalidades e quais os ônus e bônus de cada uma, sua escolha será muito mais eficiente. E por mais que a oferta pareça imperdível, lembre-se de conferir se ela é viável para o seu orçamento e planejamento de viagem. Dessa forma, você vai viajar com mais frequência e qualidade.

Gostou do conteúdo? Então confira o nosso Manual para comprar passagem aérea: o guia essencial para quem quer viajar mais em 2019.