Toda viagem exige planejamento para que se possa aproveitar ao máximo o tempo no destino escolhido para um passeio. Imagine então uma viagem bate e volta, em que esse período é muito curto — em geral de apenas um dia ou um fim de semana. Apesar de ser corrida, essa é uma boa opção para quem não tem muita disponibilidade e nem um grande orçamento para visitar um local.

As razões para esse tipo de viagem são muitas: fazer um passeio, comparecer a uma reunião de trabalho, participar de um congresso profissional, ir a um show do seu artista preferido, fazer uma prova de concurso ou de vestibular, tirar um visto para viajar ao exterior ou ir a um casamento são alguns dos exemplos.

Seja qual for o motivo, é preciso organizar muito bem cada detalhe: transporte, deslocamento no local, bagagem, atividades, onde ficar, entre outros aspectos.

Pensando nisso, preparamos este post, que traz em oito passos tudo o que você precisa saber para que sua viagem bate e volta seja um sucesso e ocorra sem nenhum tipo de surpresa desagradável. Vamos começar?

1. Elabore seu roteiro antes de viajar

Como já dissemos, em uma viagem bate e volta o tempo é curto e cada minuto conta. Nesse caso, a melhor pedida é organizar tudo por conta própria. Fica mais fácil e barato, e você ainda pode deixar o passeio com a sua cara.

É fundamental pensar sobre o que fazer no destino quando estiver por lá. Algumas cidades têm muitos atrativos e não é possível conhecer tudo em apenas um ou dois dias. Você vai ter que escolher os pontos que mais despertam o seu interesse. Mas evite passeios longos e de difícil acesso. Além de gastar um tempo desnecessário, você ainda pode ficar bem cansado e não conseguir aproveitar o restante do dia.

Se o objetivo principal da sua viagem rápida não for o lazer (você pode estar indo a trabalho ou para tirar um visto para entrar em outro país, por exemplo) é preciso avaliar ainda se haverá tempo extra para conhecer alguma atração. Vale pesquisar se existe um lugar bacana próximo ao endereço do seu compromisso prioritário.

Uma boa ideia é buscar na internet referências comentadas por outros visitantes sobre o destino e seus pontos turísticos. Elabore sempre um plano alternativo, caso um atrativo que você escolheu esteja fechado ou não seja possível chegar até lá.

2. Veja a melhor forma de deslocamento no seu destino

Na hora de montar o seu roteiro, é preciso levar em conta também como você vai se deslocar dentro da cidade. Se os seus pontos de interesse forem mais distantes da região central, talvez seja uma boa ir de carro (ou alugar um veículo no destino se você preferir viajar de ônibus).

Se não for esse o caso, a melhor ideia é ir de avião para diminuir o tempo de deslocamento. Ao fazer essa opção, procure comprar as passagens de ida e volta com o máximo de antecedência possível para não correr o risco de pagar um valor mais alto ou nem conseguir encontrar assentos disponíveis.

Além disso, adquirindo seus bilhetes antes você já vai saber exatamente quanto tempo terá no seu destino e, assim, poderá organizar melhor o seu roteiro.

3. Escolha bem a sua bagagem

Bagagem de mão? Mochila? Mala? Em uma viagem bate e volta essa dúvida costuma ser recorrente. Afinal, devemos pensar no conforto caso seja necessário se deslocar por mais tempo com os nossos pertences.

A escolha do melhor tipo de bagagem vai depender do seu destino e do que você vai fazer enquanto estiver por lá. Em primeiro lugar, é sempre importante lembrar que, por se tratar de um passeio curto, não é preciso levar muita coisa; carregue apenas o necessário.

Depois, leve em consideração o seu deslocamento no local. Se for utilizar o transporte público, uma mochila pode ser mais adequada. Já se for andar de carro, táxi ou transporte executivo, por exemplo, dá para levar uma mala pequena, se necessário.

Para destinos de clima quente, você deve levar roupas mais leves que ocupam menos espaço. Pense na quantidade certa de roupas de banho para não se preocupar em ficar lavando e secando as peças. Em locais frios, priorize roupas que sejam adequadas para baixas temperaturas, mas que podem ser adaptadas caso o tempo esquente um pouco.

Dormir ou não no destino também vai influenciar na montagem da sua mala, pois sem pernoite dificilmente você levará muita roupa para trocar e itens de banho. Nessas situações, quanto menor sua bolsa, melhor.

4. Leve apenas o que for imprescindível

Depois de definir o tipo de bagagem a ser utilizado, é hora de pensar o que colocar na mala ou na mochila. Mesmo sendo uma viagem bate e volta, alguns itens são indispensáveis e não podem ficar de fora.

O primeiro passo é separar os documentos: carteira de identidade, carteira de motorista, documento do carro e contato do seguro (se for dirigir no destino). Parece óbvio, mas na correria da organização da viagem muita gente acaba se esquecendo desses itens básicos.

É sempre bom ter uma boa quantidade de dinheiro com você. Dependendo do local que for visitar, pode ser que não haja caixa eletrônico de todos os bancos e nem caixa 24 horas. Mas cuidado ao carregar o dinheiro: não deixe tudo apenas na carteira. Coloque um pouco na bagagem e leve a maior parte em um porta-dólar.

Vale ainda anotar em um papel alguns contatos importantes, como o telefone do seu banco, do hotel, do seguro de viagem se tiver contratado um, de uma pessoa próxima para emergências etc.) e imprimir suas reservas caso o seu celular ou tablet fiquem sem bateria. Falando nisso, não se esqueça dos carregadores para os seus aparelhos eletrônicos.

Também não podem faltar os itens de higiene pessoal (sabonete, pasta de dente, fio dental, entre outros), além de remédios, kit de primeiros socorros, garrafa de água, protetor solar e lanches práticos. Se for participar de algum evento formal durante a sua viagem bate e volta, pense ainda na melhor forma de transportar a roupa social.

5. Reserve uma hospedagem, se for necessário

Outra questão importante que precisa ser avaliada com cuidado em uma viagem bate e volta é se vale mais a pena reservar uma hospedagem para dormir no lugar ou se dá para passar a noite em trânsito, no aeroporto ou na rodoviária.

Para quem tem o orçamento reduzido, hoje em dia existem opções de hospedagem que vão muito além dos tradicionais hotéis e pousadas. Uma boa ideia é entrar em sites do ramo (como o Airbnb) e procurar albergues e quartos para alugar na casa de uma pessoa, por exemplo. Se você for viajar acompanhado, essas opções podem sair ainda mais em conta ao dividir os custos.

Se for reservar um quarto, garanta o seu lugar antes de viajar. Afinal, você não vai querer perder tempo e ficar cansado procurando um quarto quando chegar ao destino. Procure dar preferência a uma unidade que seja próxima dos pontos que vai visitar durante o dia. Mas leve sempre em consideração o custo-benefício da hospedagem.

Mas se você não quer ter gasto nenhum com hospedagem e não está se preocupando em ter uma cama macia para descansar nessa viagem, então procure saber como é a rodoviária ou aeroporto onde vai chegar. Assim, é possível verificar se há condições de esperar a noite passar por lá com o mínimo de conforto.

6. Aprenda a montar a sua mala do jeito ideal

Como já mencionamos, a primeira regra é não levar muita coisa para poucos dias. O que você precisa é priorizar os itens de que realmente vai precisar. O ideal é levar o suficiente para uma troca de roupa por dia. Em viagens para praia ou regiões de água doce no verão, por exemplo, devem ter lugar garantido em uma mala pequena:

  • maiô, biquíni, sunga ou short;
  • saída de praia;
  • camiseta;
  • chinelo;
  • protetor solar;
  • creme hidratante;
  • chapéu ou boné;
  • óculos escuros;
  • roupas leves para sair à noite.

Se for fazer um bate e volta em regiões de clima frio, leve um casaco e uma blusa de manga comprida, mas procure sempre pensar em combinações funcionais para o caso de o tempo melhorar e esquentar um pouco. Assim, você não vai correr o risco de passar frio e nem ficar sentindo calor demais.

Agora vamos à montagem da mala propriamente dita. O importante é ir guardando os diferentes tipos de itens para otimizar ao máximo o espaço disponível. Veja abaixo a nossa sugestão:

  • coloque os sapatos no fundo da mala, de preferência embalados em sacos plásticos;
  • depois dos calçados, venha com as calças, os vestidos e as camisetas, dobrando sempre todas as roupas em rolinhos apertados para aproveitar melhor o espaço;
  • por cima, você deve colocar peças que vai utilizar logo que chegar no destino. Se vai chegar à noite, esse é o lugar do pijama;
  • guarde os seus acessórios nos vãos que ficarem livres e nos bolsos laterais e da frente da bolsa, mala ou mochila;
  • deixe também um espaço para as roupas íntimas;
  • já itens de higiene pessoal e maquiagem podem ser colocados separadamente em uma nécessaire.

7. Acompanhe a previsão do tempo no destino

Essa prática também é imprescindível para uma viagem rápida de bate e volta. Como você só terá cerca de um dia para aproveitar o destino, é necessário saber como vai estar o tempo por lá na data da sua chegada.

Se a previsão apontar para condições climáticas de tempo bem ruim e você puder adiar sua viagem, talvez isso valha mais a pena. Se não der para mudar a data, pelo menos será possível se preparar levando roupas e acessórios adequados ao clima.

8. Algumas outras sugestões preciosas

Basicamente, já mostramos aqui tudo o que é preciso saber para organizar e aproveitar da melhor maneira possível uma viagem bate e volta. Mas para deixar você ainda mais preparado para esse momento, elaboramos uma lista com algumas sugestões que podem até parecer óbvias, mas que não custa nada ressaltar. Confira:

  • carregue sempre uma blusa de frio leve. Apesar de acompanhar a previsão, o tempo pode mudar radicalmente de uma hora para outra;
  • tenha também uma peça de roupa reserva para o caso de ocorrer um imprevisto (se molhar na chuva, derramar um café) e você precisar se trocar;
  • dê preferência para calçados confortáveis e fechados, que protejam bem os seus pés;
  • pesquise em blogs e sites de viagem indicações do que evitar no seu destino;
  • procure saber aproximadamente quanto tempo será necessário para conhecer os lugares que mais chamaram a sua atenção;
  • fique atento ao peso da sua bagagem, pois você pode precisar carregá-la por um período maior;
  • se quiser economizar no seu bate e volta, procure passagens aéreas em sites que oferecem cupons de desconto;
  • para as mulheres, vale checar como é o solo do local a ser visitado. Várias cidades históricas ainda preservam ruas de paralelepípedo, nas quais não dá para andar de salto;
  • se for uma viagem de lazer, procure escolher um local não muito longe de casa. Assim você não se cansa tanto e volta tranquilo para retomar a sua rotina;
  • tente sempre levar as roupas pesadas no próprio corpo (como calça jeans, bota, casaco, entre outros). O ideal é evitar carregar esses itens na mala, para deixá-la mais leve.

Como vimos, falta de tempo não é justificativa para deixar de viajar. Mesmo que não seja uma visita a passeio, com um bom planejamento dá para aproveitar muito bem cada hora disponível no destino.

Seguindo esses passos básicos que foram apresentados aqui, você certamente vai ser capaz de organizar com muito mais segurança e tranquilidade uma viagem rápida sempre que precisar ou optar por visitar um destino dessa forma, seja sozinho, com um companheiro ou até em família.

Gostou do nosso conteúdo sobre viagem bate e volta e quer sempre ficar por dentro de mais informações sobre o mundo das viagens? Então curta já a nossa página no Facebook e acompanhe todas as novidades!