Para se deslocar entre cidades brasileiras, quem não tem ou não quer usar o próprio carro precisa optar entre avião ou ônibus. O transporte por trem ou por barco é limitado e restrito a algumas regiões específicas.

Então, resta saber qual é a melhor alternativa para chegar ao seu destino: uma viagem aérea ou um percurso rodoviário?

Não se trata apenas de escolher o mais barato, pois as diferenças entre os dois meios de transporte não se resumem ao preço. Existem vários outros aspectos a analisar antes de escolher entre avião ou ônibus.

Neste post, vamos fazer um comparativo completo entre os dois para que você possa decidir qual é o mais favorável no seu caso. Continue lendo!

Quais são as vantagens e as desvantagens do avião?

O que faz o avião ser melhor do que o ônibus:

1. Rapidez

Sem dúvida, a velocidade do deslocamento é uma das maiores vantagens: um trajeto que você faria em cerca de 9 horas de ônibus pode ser feito em 50 minutos de avião, em um voo direto.

Ou seja: em uma viagem de Belo Horizonte ao Rio de Janeiro, enquanto o passageiro do ônibus nem chegou à metade do caminho, o que foi de avião já está tomando sol em Ipanema.

2. Segurança

O avião é considerado o meio de transporte mais seguro do mundo. Você tem uma chance em 8 milhões de sofrer um acidente aéreo. Já em uma viagem de ônibus, a probabilidade de um acidente fatal será de uma chance em 4 milhões.

A inspeção de segurança para entrar no avião também é rígida, o que garante que você estará seguro depois de embarcar. Quando é que já se ouviu falar em um bando de assaltantes que invadiu um avião para fazer um “arrastão” e roubar todo mundo? Nunca, não é mesmo?

3. Controle rigoroso de tráfego

A tripulação dos aviões faz cursos e treinamentos rigorosos de segurança. Em terra, as equipes são qualificadas para controlar os aviões na pista e no ar, manter monitoramento constante das rotas aéreas e auxiliar o piloto em qualquer situação. Em um ônibus, você só conta com um motorista ou dois, em algumas viagens mais longas.

4. Estrutura dos aeroportos

Não dá para comparar a estrutura de um grande aeroporto com a de uma rodoviária, não é? Os aeroportos são amplos, oferecem uma área comercial variada e muita comodidade. Em alguns deles, é possível encontrar salões de beleza, agências bancárias, restaurantes e hotéis dentro do aeroporto ou em locais bem próximos.

5. Conforto

É muito mais confortável descansar no avião do que no ônibus. Uma rota aérea não tem buracos ou curvas e nem paradas que interrompem o sono. Em viagens longas, você recebe travesseiro, cobertor e até escova e pasta dental. Turbulências acontecem, mas normalmente duram pouco. Resultado: além de chegar rápido, você chega descansado.

6. As ofertas

Apesar de os valores das passagens aéreas serem mais altos em algumas situações, é possível encontrar ofertas irresistíveis, basta ser flexível nas datas e voar na baixa temporada.

Algumas promoções-relâmpago de última hora também podem levar os preços ao patamar de uma viagem de ônibus.

Se você estiver na Europa, pode voar nas companhias low-cost pagando menos do que em trens ou ônibus, dependendo do trecho.

7. Os programas de fidelidade

Quanto mais você viajar de avião, mais milhas vai acumular nos programas de fidelidade das companhias para ganhar passagens grátis ou um upgrade para a classe executiva, além de outras vantagens.

Você ganha milhas também ao utilizar serviços de parceiros, como cartões de crédito, hotéis e locadoras de veículos. E se não quiser usar as milhas, pode vender ou transferir para alguém.

As desvantagens do avião:

  • fenômenos meteorológicos, como tempestades, neblina, neve e gelo na pista afetam os voos, ocasionando atrasos, cancelamentos e fechamento de aeroportos;
  • os preços das passagens oscilam e podem subir nas altas temporadas;
  • enquanto as empresas rodoviárias colocam ônibus extras nos trechos mais procurados em períodos de muita demanda, isso não acontece nas companhias aéreas.
  • alguns aeroportos ficam distantes do centro das cidades, aumentando o custo e o tempo gasto na viagem;
  • algumas pessoas têm pavor de avião, o que não acontece com o ônibus.

Quais são as vantagens e desvantagens de viajar de ônibus?

Vamos ver os aspectos em que o ônibus leva vantagem:

1. Os preços de passagens rodoviárias são mais estáveis. Mesmo comprando na véspera ou diretamente no guichê, minutos antes do embarque, o valor será igual. Isso é bom para quem resolve viajar na última hora. Sob determinadas condições, há gratuidade para idosos, jovens carentes e deficientes físicos.

2. Os terminais rodoviários são mais centrais, o que poupa tempo e facilita o acesso dos passageiros. Você pode entrar no ônibus minutos antes da partida. Já em viagens aéreas, se não chegar com a antecedência suficiente, corre o risco de não embarcar.

3. Dificilmente uma viagem rodoviária será afetada por mau tempo. Os terminais rodoviários não fecham por “falta de teto” e os ônibus circulam em clima desfavorável, salvo raras ocasiões.

4. Passagens rodoviárias cabem em orçamentos modestos. A pessoa pode escolher ônibus convencionais, com preço mais em conta, ou os Ônibus-leito ou Semileito, que são caros.

5. Quando a demanda por certos trechos aumenta, como para as cidades de praia no verão, as empresas rodoviárias colocam carros extras para atender a todos.

6. Há mais flexibilidade quanto às bagagens. Apesar de haver regras definidas sobre o que se pode transportar, dificilmente alguém terá a mala recusada ou pagará por excesso de peso ao embarcar no ônibus.

7. É provável que você tenha algum amigo que morre de medo de voar, mas dificilmente encontrará alguém que tenha fobia de andar de ônibus.

Agora, as desvantagens de viajar de ônibus:

A primeira grande desvantagem é a demora na viagem. Além das longas horas na estrada, as várias paradas a cada duas horas prolongam mais ainda o tempo que você vai gastar no deslocamento.

Além disso, se houver um acidente na estrada ou trechos de retenção de trânsito obrigando o motorista a parar ou diminuir muito a velocidade, o tempo do trajeto pode até dobrar. Um avião nunca fica preso em um “engarrafamento de trânsito”, obviamente.

Viajar de ônibus é menos confortável. Não é possível dormir direito, pois as curvas, buracos, radares e redutores de velocidade forçam o motorista a frear, atrapalhando o sono de todos. Além disso, o movimento do veículo pode provocar enjoos e vômitos. Em viagens longas o passageiro vai chegar cansado e enjoado.

Uma viagem de ônibus é mais perigosa do que uma aérea. Problemas como a falta de conservação das estradas, sinalização precária e motoristas imprudentes contribuem para aumentar o risco de acidentes.

Muitos terminais rodoviários brasileiros são lotados, malcuidados e sujos. E os banheiros de rodoviária? Pela localização central dos terminais, eles são usados também pelos transeuntes e pela população de rua, e não só pelos passageiros. Isso dificulta a conservação e a limpeza.

Da mesma forma, as paradas de ônibus nas rodovias nem sempre são modelos de higiene. Além do mais, costumam cobrar preços exorbitantes.

Em uma viagem rodoviária, suas chances de sofrer um assalto ou outro tipo de violência são muito maiores. Em um avião, esse risco é praticamente inexistente, devido ao rígido controle de segurança.

Outro fator de risco em um ônibus é que a equipe se resume ao motorista e um possível substituto, em trajetos longos. Só uma ou duas pessoas são responsáveis por lidar com problemas mecânicos, conflitos entre passageiros, eventuais doenças a bordo e ocorrências desse tipo.

Quanto aos incentivos para viajar mais, enquanto todas as companhias aéreas oferecem um programa de fidelidade para passageiros frequentes, as empresas de ônibus ainda estão engatinhando nesse setor. São poucas as que concedem algum benefício para os clientes fiéis.

Um exemplo comparativo para escolher entre avião ou ônibus

Para facilitar a comparação entre os dois meios de transporte, vamos simular duas viagens entre capitais brasileiras. A pesquisa foi feita em 16 de janeiro de 2018, às 21h.

1.Viagem de São Paulo, SP a Belo Horizonte, MG

De avião

A simulação foi feita no site da Azul, para um passageiro adulto viajando entre as capitais de São Paulo e de Minas Gerais, com partida no dia 22 de fevereiro de 2018 e retorno no dia 27 do mesmo mês. Em comparação com a Gol e a Avianca, a tarifa da Azul foi a mais barata.

Preço da passagem de ida e volta já com taxas:

Sem direito a despachar bagagem R$ 268,47
Com direito a despachar 23kg de bagagem R$ 348,46

Algumas condições:

  • parcelamento em até 6 vezes sem juros;
  • 100% de pontos no programa de fidelidade;
  • voo com 48 canais de entretenimento ao vivo;
  • lanche a bordo.

Duração do voo: 1h10

De ônibus

A simulação foi feita no site da empresa Cometa. Os preços variam de acordo com o padrão do ônibus escolhido.

Na classe Convencional, que consiste em veículo de um único andar, com poltronas reclináveis e sem descanso para pés:

Preço da ida R$ 121,80
Preço da volta R$ 127,20
Total ida e volta R$ 249,00

Em ônibus Executivo ou Semileito, que são veículos de um só andar, com assentos reclináveis, ar-condicionado, toalete a bordo e espaço maior entre as poltronas:

Preço de ida R$ 135,99
Preço da volta R$ 144,99
Total ida e volta R$ 280,99

Na categoria Leito-cama, que são veículos de dois andares, com poltronas totalmente reclináveis até a posição horizontal, ar-condicionado, cobertores, travesseiros, lanches, água mineral, toalete a bordo e tomadas, há variação de preço conforme o horário.

Saindo às 11h e chegando às 19h40, o preço será de R$ 164,99 tanto na ida quanto na volta, o que totaliza R$ 329,98.

A partida noturna às 22h com chegada ao destino às 6h40 sai pelo preço de R$ 240,99 cada trecho, o que soma R$ 481,98.

Duração da viagem: cerca de 9 horas, a depender das condições de trânsito.

A distância entre São Paulo e Belo Horizonte é de 595 quilômetros.

2. Viajando de São Paulo, SP até a cidade do Rio de Janeiro, RJ:

De avião

Novamente, a tarifa da Azul foi a mais barata, em comparação com Avianca, Gol, Passaredo e Latam. Simulamos a reserva para as mesmas datas acima, ou seja, ida dia 22 e volta dia 27 de fevereiro de 2018.

Preço da passagem aérea de ida e volta, já com taxas incluídas:

Sem bagagem despachada R$ 257,47
Despachando bagagem de 23kg R$ 337,47

As condições gerais são as mesmas do trecho de São Paulo a Belo Horizonte: pagamento em 6 vezes sem juros, 100% de pontos no programa de milhagem, lanche a bordo e 48 canais de entretenimento.

Duração do voo: 1h05

De ônibus

Em veículo da categoria Convencional, com ar-condicionado, a viagem de ida e volta com a empresa 1001 sai pelo total de R$ 193,82.

Na categoria Semileito, o preço total para ida e volta fica em R$ 238,00, viajando com a empresa Expresso do Sul.

Já em um ônibus do tipo Leito-cama, o preço para ir e voltar de São Paulo ao Rio de Janeiro sobe para R$ 418,00, na empresa Expresso do Sul.

A viagem rodoviária terá duração de 6 horas ou mais, dependendo do trânsito.

A distância entre São Paulo e Rio de Janeiro é de 435 quilômetros.

Afinal de contas, qual é melhor?

Analisando os dados acima quanto ao fator preço, que quase sempre é o que as pessoas consideram ao decidir entre avião ou ônibus, veremos que uma viagem rodoviária pode ser mais cara do que uma aérea.

Compare, por exemplo, o preço do trecho aéreo entre São Paulo e Rio de Janeiro com direito a bagagem (R$ 337,47) e a categoria Leito-cama do ônibus, que é a mais confortável (R$ 418,00).

Você verá que ir de ônibus sairá R$ 143,53 mais caro e o passageiro vai gastar 6 horas no trajeto, enquanto ficaria apenas 1 hora dentro do avião.

Resumindo: você paga mais para dormir dentro de um ônibus e chegar cedo no Rio, enquanto poderia dormir na própria cama, voar de manhã e chegar praticamente no mesmo horário, gastando menos.

Então, considerando a segurança, o conforto, a rapidez e todas as vantagens mencionadas no começo do artigo, não tenha dúvida ao decidir entre avião ou ônibus: vá voando.

Esperamos que você tenha gostado da leitura e que se sinta mais confiante para escolher o meio de transporte para sua próxima viagem. Antes de decolar, aproveite para assinar a nossa newsletter e esteja sempre por dentro das novidades!