Localizada na região dos lagos andinos e no norte da Patagônia argentina, Bariloche é uma cidade com um pouco mais de 100 mil habitantes que recebe milhares de turistas todos os anos, principalmente brasileiros que desejam ver neve pela primeira vez.

Considerado um destino muito aconchegante e repleto de opções para todos os gostos, por lá é possível encontrar tanto casais em lua de mel e famílias quanto grupos de amigos que estão curtindo as férias juntos.

o que fazer em Bariloche

Sendo assim, independente de qual for o seu caso em específico é bastante provável que Bariloche seja o lugar ideal.

Com uma paisagem digna de filmes, composta por lagos de águas cristalinas e morros por todos os lados, a cidade possui uma natureza privilegiada e várias opções de passeios, bem como uma excelente infraestrutura para receber os visitantes.

Aliado a tudo isso, é claro, está a neve e todos os esportes radicais que ela proporciona, como é o caso do snowboard e do esqui, por exemplo.

Nesse sentido, o Cerro Catedral é uma das principais atrações de Bariloche.

Conhecido por ser o maior centro de esportes na neve da América do Sul, o lugar é simplesmente uma parada obrigatória para os turistas.

O melhor de tudo é que a gastronomia da cidade também é bastante famosa.

A comida típica da região, repleta de peixes (salmão e truta) e dos tão conhecidos cortes de carnes argentinos, dispensa comentário.

Nem mesmo as pessoas que estão de dieta deixam de experimentar essas delícias durante a viagem.

Apenas com essas informações já bateu uma vontade imensa de ir até Bariloche, não é mesmo?

Pois então fique sabendo que com todas as coisas que você descobrirá em detalhes adiante essa vontade só aumentará.

Portanto, continue a sua leitura!

O que fazer em Bariloche?

Mesmo que não seja uma cidade grande, Bariloche oferece diversas opções de passeios e atrações para os visitantes.

Nesse sentido, antes de falar um pouco mais sobre os esportes radicais e a gastronomia – coisas que realmente chamam a atenção de quem vai até lá –, é importante conferir outras possibilidades que a cidade proporciona.

Uma delas é o Circuito Chico, um passeio que dura metade de um dia e percorre as margens do Lago Nahuel Huapi e vai até o famoso Hotel Llao Llao.

Ao longo do passeio há uma parada no Cerro Campanário para ter acesso a um visual panorâmico encantador, além de outras paradas em mirantes ao longo do lago para tirar fotos.

Na verdade, conhecer os cerros – morros – de Bariloche são passeios que não podem ficar de fora do seu roteiro.

Ao contrário do que muitos pensam, subir nos cerros não é sinônimo de praticar algum tipo de esporte radical.

Por mais que o acesso geralmente seja feito de teleférico e as pessoas vão até lá para praticar algumas atividades específicas na neve, existe sim a possibilidade de ir até o Cerro Campanário e o Cerro Otto, por exemplo, para simplesmente admirar a paisagem lá do alto.

Tudo fica a sua escolha, é claro.

Além disso, como toda a região da cidade é repleta de lagos com águas cristalinas, o recomendável é fazer pelo menos um passeio que envolva a navegação.

As melhores opções nesse caso são o passeio de barco até Puerto Blest e Cascata de Los Cántaros, bem como o de Ilha Victoria e Bosque de Arrayanes.

O primeiro é bastante conhecido pelo contato com a natureza e pela possibilidade de observar várias árvores do local que ele oferece.

Por sua vez, ao fazer o segundo é possível admirar toda a paisagem, cheia de lagos e morros.

Esportes radicais

Apesar de toda a variedade de opções para os turistas, com certeza uma das coisas que mais atrai as pessoas para Bariloche são os esporte radicais que podem ser praticados na neve.

aso queira esquiar, o Cerro Catedral é o local mais recomendado, principalmente por ser o maior centro de esportes na neve da América do Sul.

Para se ter uma ideia, a estação de esqui localizada nesse lugar possui cerca de 120 km de pistas, mais de mil hectares de terreno exclusivo para quem está praticando o esporte e 38 meios diferentes de elevação.

A boa notícia é que para quem nunca esquiou o Cerro Catedral oferece atividades como aulas, pistas exclusivas para descidas com trenós e uma pista onde é possível descer montado em uma bóia durante um trecho de 100 metros.

Se preferir alguma coisa mais tranquila, vá até Piedras Blancas fazer esquibunda, ou até o Cerro Bayo ou o Cerro Tronador. Como deu para perceber, opções não faltam em Bariloche quando o assunto é esporte radical.

O problema é que esses tipos de esportes radicais que foram mencionados são típicos do inverno, certo?

Isso porque eles dependem exclusivamente da neve.

Todavia, se a sua viagem estiver marcada para o verão, não precisa se preocupar.

Afinal de contas, Bariloche também oferece esportes radicais para os visitantes durante esse período.

Rafting e canoagem no rio Manso, trekking e windsurf no lago Nahuel Huapi, trilhas de bicicleta nas montanhas, cavalgadas e rapel são apenas algumas das possibilidades.

Gastronomia

Como já explicado antes, a gastronomia é outro ponto forte de Bariloche, responsável por atrair os turistas até o local.

Levando isso em consideração, não deixe de reservar pelo menos algumas noites para experimentar a culinária local e conhecer os restaurantes da região.

Para comer as deliciosas carnes argentinas, a dica é ir ao Boliche de Alberto a fim de conhecer a famosa parrilla.

O Família Weiss também é uma excelente escolha nesse sentido, bastante conhecido por oferecer pratos um pouco diferentes, como cordeiro e cervo.

Caso prefira peixes pescados na própria região, como salmão e truta, o recomendável é visitar o El Patacón, um dos restaurantes mais conhecidos da cidade.

Por sua vez, uma truta muito bem preparada pode ser encontrada no La Marmite.

As lojas de chocolate também estão presentes em Bariloche.

Sendo assim, os amantes do doce precisam conhecer os seguintes locais:

  • Abuela Goye, Frantom,
  • Chocolates del Turista,
  • Havana, Rapa Nui e
  • Mamuschka.

Como deu para perceber, portanto, Bariloche é uma cidade encantadora e que agrada de fato todos os seus visitantes.

Aproveite bastante a sua viagem e não se esqueça de se deliciar com as comidas típicas e de praticar pelo menos um esporte radical.