Quem já ouviu que o Brasil é o país do carnaval e do futebol? É comum falarmos tanto sobre um local com base em apenas um determinado aspecto sobre ele que se sobressai, que esquecemos que um país pode ir além do que imaginamos. Isso é conhecido como “estereótipos de países”, ou seja, a fama que os lugares ganham por seus costumes ou pela imagem que têm internacionalmente.

Apesar de muitos desses estereótipos serem uma impressão exagerada e generalizada sobre uma determinada cultura, população ou nação, alguns deles são realmente verdadeiros. Você quer conhecer quais são? Então continue a sua leitura e aproveite!

Italianos são passionais

Se você já viu um italiano conversando, certamente sabe do que estamos falando. Transbordando expressões corporais, um tom de voz elevado e muita, mas muita paixão, os nativos do país falam com as mãos! Eles herdaram mais de 250 gestos do Império Romano, quando era simplesmente muito difícil se comunicar sem a ajuda desses movimentos e utilizam isso até hoje nas suas falas.

Ao contrário do que acontece em muitas nações formais e contidas, os italianos não economizam empolgação ao conversarem e isso faz da gesticulação uma marca registrada de quem vive na Itália. Certamente, se você tentar se comunicar no país sem utilizam desse recurso, perderá expressividade.

Russos não sorriem para estranhos

Se você chegar na Rússia sorrindo para todo mundo, com certeza receberá uma expressão de reprovação em troca. Russos não sorriem para estranhos e o motivo para isso é bem simples: sorrisos são um sinal de intimidade para esse povo, por isso, você só faz para quem conhece. Portanto, nada de abrir aquele sorrisão para estranhos enquanto passeia pelas ruas do país!

Se a sua intenção é cativar a simpatia dessas pessoas, é melhor começar puxando conversa e fazendo amizade. Seu sorriso pode esperar por outros momentos. E nada de achar que os russos não gostam de você só porque não sorriram de volta! Isso é só um costume nacional.

Britânicos bebem muito chá

Imaginar um britânico com uma xícara de chá na mão é um hábito tão comum que sequer percebemos. E isso não acontece à toa. O chá é uma bebida tão popular quanto o café no Brasil. Portanto, se você tinha alguma dúvida sobre esse ser um estereótipo verdadeiro, pode apostar que é.

Acompanhado de diversos doces e guloseimas, os britânicos prezam muito pelo momento do chá. Aproximadamente 84% da população consome a bebida e o faz todos os dias. Então, se você quer se enturmar e “agir como um britânico”, já sabe, né?

Indianos têm vários deuses

Se a possibilidade de existirem vários deuses é algo que assusta você, espere até saber que na Índia existem, literalmente, milhões de deuses sendo reverenciados pela principal religião do país, o hinduísmo. Talvez por essa razão seja tão difícil pensar nos indianos sem atrelar o fator religioso a eles.

A espiritualidade entre os moradores da Índia é coisa séria e, para adorar a tantos seres superiores, eles desenvolvem templos exóticos que podem ser desfrutados pelos seguidores e por turistas, o que pode ser uma ótima programação para as férias em família. Junto dos templos, vêm hábitos típicos de cada linhagem espiritual que são seguidos rigorosamente pelos fiéis.

Alemães gostam de regras

Nem só de boa cerveja é feita a Alemanha. O país também tem o estereótipo de gostar (e muito) de regras. Aparentemente, os alemães vivem muito bem com leis e regulamentos que determinam os mais diversos aspectos das suas vidas. O que pode parecer chato para quem não vive no país é o que, na verdade, atribui aos seus cidadãos uma reputação bastante confiável. Também pudera, com regra para tudo…

Entre algumas para lá de curiosas, estão:

  • a Alemanha permite que seus cidadãos dirijam nus, já que o seu carro é uma propriedade particular e privada;
  • a cerveja produzida no país só pode ser fabricada com água, malte de cevada e lúpulo, isso é o que garante a sua “pureza”.

Japoneses são muito organizados

Os japoneses são responsáveis pelo desenvolvimento de diversas técnicas de organização. Além disso, quem teve a oportunidade de visitar o país sabe que isso é algo que eles levam muito a sério. O reflexo de tanta ordem são cidades realmente limpas, uma população notavelmente educada e um transporte público de dar inveja.

Para alcançar esse estágio de consciência coletiva sobre a necessidade de ter uma sociedade organizada, os japoneses aprendem desde muito cedo a importância do respeito ao próximo. Quem não leva isso em conta pode acabar sendo afastado da sociedade.

Com tudo isso, podemos dizer que conhecer os costumes de outros países é algo realmente enriquecedor, por isso, é importante viajar para lugares diferentes e conferir de perto o que é verdadeiro ou não sobre as culturas. Além disso, algumas informações são cruciais para que você não ofenda ninguém ou desrespeite a população local por falta de conhecimento.

É muito interessante pesquisar e se informar sobre os estereótipos de países antes de visitá-los, assim você terá mais facilidade em se comportar de acordo e respeitar os hábitos de cada lugar. No entanto, é preciso ter cuidado para não deixar que isso limite a sua visão. Um estereótipo é, sobretudo, uma visão generalista. Por isso, não se esqueça: as pessoas podem surpreender você.

Também é preciso tomar cuidado com alguns equívocos sobre os estereótipos de países. Nem todos eles são verdadeiros e isso pode acabar atrapalhando mais do que ajudando. Da mesma forma como nem todo brasileiro gosta de futebol ou de carnaval, nem todo cidadão de um país segue os mesmos padrões que os demais.

O ideal é se manter aberto e flexível para conhecer as pessoas tal como elas são, estando preparado para se adaptar aos seus costumes, sejam eles quais forem, afinal, o visitante é você, certo? Então, antes da sua próxima aventura, faça um checklist de viagem, pesquise sobre as diferentes culturas, costumes e estereótipos e prepare-se para ser eventualmente surpreendido.

Ficou animado para conhecer outras culturas e checar de perto os estereótipos de países? Então, confira alguns truques que vão ajudar você a encarar voos longos!