Não vê a hora de a quarentena terminar para poder sair e ver o mundo? Aproveitar o isolamento para programar uma viagem, além de ajudar a passar o tempo, contribui para que você identifique os melhores preços em passagens e hospedagem.

Isso porque o planejamento de viagens deve ser feito de forma constante, permitindo que você possa monitorar a média de custo de passagens e hotel, possibilitando melhores tarifas na hora de fechar a compra. Confira o nosso passo a passo para planejar os primeiros passeios pós-pandemia!

Passo 1: escolher o destino

Seja no Brasil, seja no exterior, o que não falta são destinos para programar viagem. O primeiro passo do seu planejamento é um dos mais prazerosos.

Faça uma lista com todos os locais que deseja conhecer. Coloque cidades, regiões, estados, países ou até mesmo paisagens — por exemplo, serras ou praias paradisíacas.

Não se esqueça de olhar o mapa! Observe todas as cidades que uma determinada região tem para oferecer e pesquise sobre elas. Você pode encontrar diferenças expressivas nos valores de passagem e hospedagem.

Geralmente, os destinos turísticos têm uma boa infraestrutura para receber os viajantes, e se locomover entre um local e outro não será um problema. Ou seja, você realmente pode economizar muito!

Passo 2: definir o orçamento da viagem

O orçamento da viagem influencia diretamente a escolha do seu destino. Passagem e hospedagem podem ser quitadas antes do dia do embarque, o que dá mais poder de compra para aproveitar o roteiro escolhido.

Mesmo assim, é interessante separar os valores disponíveis para passagem, hospedagem, transporte local, alimentação, passeios e atrações turísticas.

Passo 3: pesquisar hospedagem

Destinos escolhidos e orçamento em mãos, é hora de pesquisar o melhor local para se hospedar. A rede hoteleira é bastante diversificada e traz opções para todos os gostos e bolsos. Contudo, o preço não deve ser fator determinante para escolher a hospedagem.

Vamos a um exemplo prático? Você vai fazer uma viagem em família para a praia e pretende curtir a estadia com muito sol, água de coco e banho de mar. Nesse caso, a melhor opção em hospedagem é um local próximo à orla, com acesso fácil à praia.

Também é preciso considerar se a praia é própria para banho, se o mar é tranquilo para crianças e outros detalhes que podem influenciar diretamente a sua experiência.

Nesta etapa, a opinião de outros viajantes deve ser considerada. Comentários em sites de reservas e agências digitais revelam detalhes importantes como limpeza, qualidade dos serviços oferecidos, atendimento e localização.

Passo 4: escolher o roteiro e os passeios

O orçamento e a pesquisa de hospedagem contribuem para a triagem inicial. Agora, é hora de descobrir se o destino escolhido é realmente interessante para o seu objetivo de viagem.

Viagens românticas, entre família, amigos ou apenas para relaxar têm demandas diferentes em passeios e roteiro. O mesmo vale para o local escolhido. Dependendo da cidade ou da região, é possível conhecer diversos lugares.

Por exemplo, quem vai para o litoral de Santa Catarina tem opções em praia e pode dar uma esticadinha para conhecer a Vila Germânica, em Blumenau, e se divertir no Beto Carrero World.

A definição do roteiro de viagem também influencia dois aspectos muito importantes:

  • duração da viagem — um roteiro cultural ou com muitas cidades para conhecer pode precisar de mais tempo do que uma ida à praia;
  • como a família vai se locomover no destino — existem regiões com ótima infraestrutura em transporte, outras podem exigir o aluguel de um carro.

Veja outras dicas importantes sobre os passeios:

  • certifique-se sobre o horário de funcionamento das atrações que pretende visitar, pois, podem fechar fora da temporada ou em um determinado dia da semana para manutenção;
  • dependendo do orçamento e do tempo disponível, você pode ter que definir com antecedência o tempo de duração de cada passeio;
  • vai se locomover entre estados ou países? Dê preferência ao transporte noturno! Além de economizar no pernoite, você tem mais tempo para passear, já que a maioria das atrações só abre durante o dia.

Passo 5: definir quando ir

Programar uma viagem exige a definição de datas, tarefa que pode ficar um pouco complicada em tempos de pandemia. Não há um consenso sobre o isolamento no Brasil, muito menos no mundo.

Cada cidade, estado e país é responsável por seu decreto. Embora algumas fronteiras já estejam sendo reabertas e os especialistas estejam fazendo previsões para que o turismo volte a acelerar, agora é melhor pensar em épocas, não em datas.

Ou seja, no lugar de definir o dia e o mês da sua viagem, pesquise o que acontece com o destino escolhido em várias épocas do ano. Considere temporada de chuvas, temperatura média e os principais eventos da região.

É importante considerar os períodos de alta e baixa temporada, que influenciam diretamente os valores. A compra de passagens também sofre alterações — o valor costuma ser mais alto aos fins de semana e feriados.

Passo 6: pesquisar preços

Para facilitar todo o planejamento de viagens, você pode fazer a pesquisa de preços individual, ou seja, orçando cada serviço à parte, ou procurar um pacote que já inclui hospedagem e passagem.

Anote toda a sua pesquisa em uma planilha manual ou no computador. Inicialmente, você não precisa se prender às datas. Você pode decidir a data ideal para a sua viagem depois de identificar os períodos de melhor custo-benefício para os destinos escolhidos. Além disso, ter esse registro possibilita a organização de roteiros maiores e mais caros.

É importante que você saiba que, devido à pandemia, muitas agências estão comercializando créditos para serem usados posteriormente. Ou seja, você adquire hoje um valor e pode escolher a data e o destino amanhã. Basta atentar aos prazos, à validade e às regras de compra e reserva.

Se animou para programar uma viagem? Com muita pesquisa, é possível aproveitar as belezas que o mundo tem a oferecer. O melhor de tudo é que não é preciso sair de casa para isso. Tudo pode ser feito pela internet.

Não sabe por onde começar? Dê uma olhada nos pacotes que a Azul Viagens oferece.