Voos longos fazem parte da rotina de muitos empresários e profissionais liberais. Viagens de negócios são comuns no ambiente corporativo e, muitas vezes, os deslocamentos são inevitáveis, seja para participar de reuniões, se encontrar com clientes e fornecedores ou fechar novos contratos.

Porém, os voos de longa duração podem ser extremamente cansativos, especialmente quando combinados a inúmeros compromissos profissionais e sociais e a uma carga de trabalho crescente.

Mas existem algumas táticas e truques que podem diminuir o sofrimento e aumentar o conforto de quem precisa passar várias horas dentro do avião, em deslocamentos domésticos ou internacionais.

Preparamos uma seleção de sugestões para os viajantes mais experientes para tornar os voos longos mais agradáveis. Confira:

Como se preparar para voos longos

Quem deseja enfrentar um voo de várias horas de duração sem sentir o tempo passar precisa se preparar desde o planejamento da viagem.

Pode parecer exagero, mas contar com uma boa estratégia na hora de escolher o voo, selecionar a poltrona e até se vestir para o trajeto pode ser a diferença entre momentos de tortura dentro de uma aeronave ou um tempo para relaxar e se desligar do mundo.

Por isso, se você costuma viajar frequentemente ou se faz viagens esporádicas a trabalho, conheça algumas formas simples de se preparar para não sofrer durante o voo:

Escolha o horário certo para viajar

Nem sempre é possível escolher o horário do voo em viagens a trabalho, uma vez que é preciso cumprir a agenda de compromissos profissionais e otimizar o tempo dos colaboradores envolvidos.

Porém, sempre que houver opção, escolher o melhor período para viajar pode fazer a diferença no bem-estar do viajante, especialmente em voos longos. Viajar à noite facilita o descanso e a transição para o sono, e costuma ser a escolha da maioria dos profissionais com uma rotina corrida de compromissos pela manhã.

Contudo, programar a viagem de forma a chegar no destino nas primeiras horas da noite pode ser uma boa estratégia, já que permite colocar o sono em dia em um ambiente mais confortável. Dessa forma, o viajante pode passar a noite no hotel e começar o dia mais disposto e descansado.

Reserve um bom assento no avião

Outra tática indispensável para o conforto do viajante é a escolha da poltrona, seja na classe executiva ou econômica. Cada passageiro tem sua preferência com relação ao local onde vai se sentar dentro da aeronave, mas existem algumas coisas a considerar antes de reservar o assento:

  • quem tem pressa e gosta de desembarcar rapidamente deve optar pelos primeiros assentos, com números menores;
  • os lugares no corredor são ideais para quem gosta de caminhar durante os voos sem incomodar os outros passageiros;
  • se sentar próximo a janela ajuda a se distrair, mas pode dificultar a movimentação;
  • quanto mais perto do fundo do avião, mais alto o barulho do motor e maior a movimentação de pessoas;
  • é no fundo também que se sente mais a turbulência durante o voo;
  • nos assentos próximos à asa do avião, o barulho das turbinas pode atrapalhar o descanso do viajante;
  • as cadeiras da fileira das saídas de emergência normalmente não reclinam.

Escolher um bom assento pode tornar a viagem mais confortável e tranquila.

Use roupas confortáveis

Saber se vestir para enfrentar voos longos é fundamental para se sentir confortável durante as longas horas da viagem. A primeira coisa a se lembrar é que a temperatura do avião gira em torno dos 22ºC, por isso, é importante estar preparado para não sentir frio.

Roupas confortáveis, que não apertam ou incomodam, fazem parte do look dos viajantes, mas essa recomendação vai muito além do estilo: roupas apertadas podem prender a circulação e aumentar o risco de trombose, especialmente nas pernas, colocando em risco a saúde do passageiro.

Meias, uma touca e uma echarpe ou cachecol ajudam a esquentar durante o voo e podem ser levados na bagagem de mão.

Evite excesso de peso na mala de mão

Mesmo em voos longos, não é preciso exagerar na bagagem que pode ser levada dentro do avião. O ideal é optar por uma bolsa ou mochila pequena dentro das dimensões e do peso liberado pela companhia aérea, contendo:

  • documentos pessoais;
  • passaporte;
  • dinheiro ou cartões de crédito;
  • eletrônicos:
    • celular;
    • tablet;
    • notebook;
  • carregador portátil;
  • fones de ouvido;
  • itens de higiene:
    • escova e pasta de dentes;
    • escova de cabelos ou pente;
    • desodorante;
    • lenços umedecidos (para limpeza);
    • frasco pequeno de álcool gel;
  • máscara para dormir;
  • tampões de ouvido;
  • remédios (de acordo com a orientação do médico);
  • garrafa de água (vazia, para ser abastecida no avião);
  • uma troca de roupa;

O kit de sobrevivência para voos longos ainda pode incluir opções de passatempos, um lanche rápido (como barrinhas de cereais ou biscoito) e uma almofada de viagem para apoiar o pescoço.

Além dessas sugestões, é recomendado aos passageiros de voos longos:

  • fazer uma refeição leve antes de viajar;
  • carregar todos os eletrônicos;
  • consultar o médico sobre os medicamentos permitidos;
  • acertar o relógio de acordo com o horário do destino;
  • chegar ao aeroporto com antecedência;
  • fazer check-in online quando for possível.

Com alguma preparação e planejamento, é possível enfrentar voos longos com o mínimo de desconforto, chegando ao destino com disposição para enfrentar a rotina de trabalho e os compromissos profissionais.

8 coisas para fazer durante voos longos

Para muitos viajantes, os voos longos são sinônimo de estresse, cansaço, dores musculares e uma boa dose de tédio. Ficar várias horas preso dentro de um avião com mais centenas de pessoas realmente parece uma receita para o desastre, mas acredite: suas viagens podem se tornar uma fonte de bem-estar, descanso e até mesmo de mais produtividade.

Ainda que você não possa sair do ambiente e respirar novos ares, existem inúmeras atividades que podem ser executadas durante um voo longo.

Selecionamos algumas sugestões do que fazer durante a duração de viagens mais demoradas, com opções para todos os gostos e necessidades. Acompanhe:

1. Dormir

Mesmo as pessoas que adormecem com facilidade podem ter alguma dificuldade para pegar no sono dentro do avião. Porém, existem algumas formas de relaxar e aproveitar as longas horas de viagem dormindo.

Algumas pessoas optam por um calmante ou sedativo indicado pelo médico, para facilitar a transição para o sono, mas é possível dispensar esse auxílio e adormecer naturalmente.

Um cobertor (normalmente oferecido pela companhia aérea), uma máscara para bloquear a luminosidade e os tampões de ouvido fazem parte do kit essencial do viajante. A almofada de viagem para apoiar o pescoço também ajuda no momento do descanso e evita torcicolos e dores musculares.

2. Ouvir música ou podcasts

A maioria das companhias aéreas libera o uso de eletrônicos (como celulares, notebooks e aparelhos reprodutores de música e vídeo), exceto durante o pouso e a decolagem. Assim, na maior parte do voo, é possível utilizar o celular (no modo avião) para ouvir música para se distrair.

Muitos viajantes preparam playlists especiais para cada viagem, com suas músicas preferidas ou os últimos lançamentos. Outras pessoas preferem aproveitar o tempo da viagem para ouvir podcasts sobre os mais variados temas — de negócios, economia, tecnologia, entretenimento e esportes.

3. Assistir filmes ou séries

Durante a viagem, os passageiros têm acesso a uma grande variedade de entretenimento. As companhias aéreas oferecem uma seleção de filmes, séries e programas de TV que podem ser assistidos no conforto da poltrona, em telas localizadas logo à frente dos assentos.

Munidos de fones especiais, os viajantes podem se distrair com os últimos lançamentos do cinema e séries consagradas sem atrapalhar os companheiros de poltrona.

Além das opções disponíveis em voos longos, algumas pessoas levam suas próprias opções de coisas a assistir durante a viagem, armazenadas no celular, tablet ou notebook. Ao receber a liberação da tripulação, basta dar o play e aproveitar.

4. Trabalhar

Quem não tem tempo a perder pode utilizar o tempo da viagem para colocar o trabalho em dia: com o auxílio da tecnologia, é possível analisar documentos, conferir planilhas, escrever documentos, montar apresentações, criar relatórios, revisar atas ou até conversar em tempo real com outros funcionários e colaboradores (quando a companhia aérea oferecer wi-fi a bordo).

Porém, apesar de oferecer vantagens importantes a quem precisa se manter conectado a todo momento, o desempenho profissional durante o voo tende a aumentar consideravelmente quando o viajante se mantém offline.

Por isso, se você pretende trabalhar durante voos longos, se prepare para a viagem fazendo download de tudo que vai precisar e utilizando aplicativos que não necessitem de conexão à internet. Dessa forma, as horas de voo passam mais rápido e a produtividade vai às alturas.

5. Conversar

Alguns viajantes são mais introvertidos e preferem limitar o contato com os demais passageiros. Porém, outras pessoas são mas espontâneas e extrovertidas e aceitam de bom grado a oportunidade de conversar com os vizinhos de poltrona durantes as longas horas de voo.

Por isso, se você procura uma maneira fácil e rápida de se distrair enquanto o tempo passa, a melhor maneira é puxar conversa com os outros passageiros, desde que exista abertura para isso.

Falar sobre o destino, sobre a comida servida no avião ou até mesmo sobre o clima são algumas maneiras de iniciar uma conversa, sempre em voz baixa para não incomodar os demais passageiros.

Quem viaja com colegas de trabalho pode aproveitar as horas dentro do avião para conversar sobre os negócios, discutir estratégias, traçar um planejamento ou simplesmente iniciar um diálogo descontraído sobre assuntos variados.

6. Ler

Um bom livro pode ser um companheiro de viagem inestimável para voos longos. É possível se distrair por várias horas durante a leitura, com opções para todos os gostos e idades: de quadrinhos e graphic novels até literatura nacional e estrangeira, passando por best sellers, clássicos, lançamentos e até mesmo jornais e revistas.

Uma boa seleção de leitura é indispensável para quem costuma viajar a trabalho. Para os leitores mais modernos, um e-reader economiza espaço físico e armazena milhares de obras, mas pode ser necessário levar um carregador portátil.

7. Se distrair com passatempos e jogos

As tradicionais revistinhas de passatempos, como palavras cruzadas, caça-palavras, jogo dos erros e sudoku, são opções práticas e econômicas para se envolver com atividades que ajudam o tempo a passar mais rápido.

Esses desafios de raciocínio lógico e enigmas são vendidos em bancas de revistas, livrarias e no próprio aeroporto, e contam com diversos níveis de dificuldade, dos mais fáceis ao expert.

Os livros com desenhos para colorir, que se popularizaram nos últimos anos, são uma variação dessas atividades e combinam perfeitamente com o ambiente da aeronave. Lápis de cor ou giz de cera dão vida a imagens da natureza, animais, mandalas ou desenhos abstratos que podem ser coloridos por pessoas de todas as idades.

8. Caminhar pela aeronave

Uma grande preocupação de quem vai enfrentar um voo longo é com relação às muitas horas dentro do avião, sem a possibilidade de se movimentar livremente.

Felizmente, os passageiros podem caminhar pelo corredor da aeronave sempre que desejarem — em voos longos, essa atividade é altamente recomendada por médicos e pelas próprias companhias aéreas, já que ficar muito tempo sentado pode comprometer a circulação e causar desconforto.

Por isso, as pausas para caminhar, seja para ir ao banheiro ou simplesmente esticar as pernas, devem ser feitas a cada hora de viagem, em média. Nesses intervalos, o viajante pode aproveitar para alongar o corpo, fazer exercícios de respiração e movimentar mãos, pés, braços, pernas e pescoço.

Outro cuidado essencial durante longas viagens de avião é a hidratação. O ambiente fechado da aeronave favorece o ressecamento da pele e das mucosas. Os passageiros devem beber bastante água em intervalos regulares, pelo menos um copo a cada hora, além de utilizar soro fisiológico, hidratantes e protetor labial.

É por esse mesmo motivo que não se deve abusar de bebidas alcoólicas durante o voo: o álcool desidrata o organismo rapidamente e seu efeito é mais intenso — por conta da pressão barométrica da cabine e do baixo nível de oxigênio no sangue em grandes altitudes. O ideal é limitar o consumo a 1 copo ou dose de bebida.

Voos longos podem ser uma ótima oportunidade de se desconectar do trabalho e relaxar, ou ainda de resolver pendências e colocar em dia aquelas tarefas desagradáveis que são sempre adiadas.

Com um pouco de criatividade e boa vontade é possível aproveitar ao máximo o tempo dentro do avião. Assim, quando chegar ao destino, o viajante tem a certeza de que as horas de viagem foram produtivas e tranquilas.

E para tornar suas viagens a trabalho ainda mais eficientes, descubra como aproveitar as escalas de voo para manter a produtividade.